Resenha - Full Blown - Phantom Blue

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar Correções  

3

Site Oficial - http://www.phantomblue.com

Lucienne Thomas - Vocais
Tina Wood - Guitarra
Josephine - Guitarra
Mary Jo Godges - Baixo
Linda McDonald - Bateria

Podemos dizer que essas garotas já provaram o grande talento que têm, lançando álbuns sensacionais de hard rock, como "Phantom Blue" e "Built To Perform". Porém, mesmo com esses belos trabalhos, a banda parece que segue uma rota que leva sempre ao 'underground'. É verdade que já passaram por grandes gravadoras como Shrapnel, Roadrunner e Geffen, mas 'volta e meia' acabam 'desaparecendo', caindo em pequenas gravadoras e voltando ao 'underground'.

publicidade

Me parece que este é o 'drama' da banda no momento. "Full Blown", o mais novo trabalho das garotas, parece uma tentativa de colocar o Phantom Blue mais uma vez no topo. A grande 'novidade' é Mary Jo Godges, que se firma na banda, mostrando, mais uma vez, muito talento. Com certeza, ela é o destaque desse EP/Demo.

Apesar da bela atuação de Mary Jo, "Full Blown" não chega nem perto dos melhores trabalhos da banda. A produção é fraca e as músicas não me parecem muito inspiradas. Existem bons momentos, em algumas faixas, como "Cookie" e "Chance On You", mas no geral nada que impressione, chame a atenção ou mereça grande destaque.

publicidade

O hard rock sensacional que faziam no fim dos anos 80 ficou bem apagado e algumas músicas, como "I'm So Happy" e "My Turn", são de matar qualquer pessoa que conheceu os trabalhos mais antigos da banda. A última faixa, "Turnaround", é bem fraca também.

Seguindo essaa linha de "Full Blown", elas vão, definitivamente, cair no esquecimento. E não vai ser por falta de sorte, pois elas tiveram muitas oportunidades ao longo desses 10 anos de carreira.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Sepultura: Andreas Kisser explica por que nunca rolará reuniãoSepultura
Andreas Kisser explica por que nunca rolará reunião

Black Sabbath: avó de Iommi era brasileira e pais eram católicosBlack Sabbath
Avó de Iommi era brasileira e pais eram católicos


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin