[an error occurred while processing this directive]

Matérias Mais Lidas


Stamp

Resenha - Against the World - Frontline

Por Rafael Carnovale
Postado em 18 de julho de 2002

Nota: 10

Quem disse que da Alemanha só vêm os vices e heavy metal? Este quinteto alemão, que já tem 3 cd’s lançados, chega ao seu quarto cd investindo no bom e velho hard-rock, com claras influências de Dokken e Journey (principalmente nas partes mais pesadas). Uma boa surpresa ver que o cenário hard rock vem reaparecendo aos poucos, e se tornando uma constante, afinal, vivemos os anos 80 com o hard de bandas como Poison, Motley Crue, Dokken, Cinderella, e esse som não podia ser esquecido. E o Frontline chega com seu melhor cd, sem sombra de dúvida, trazendo tudo o que uma banda de hard rock precisa ter: músicas melódicas, vocais bem colocados, refrões que grudam na mente, e baladas cativantes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

Ouvir faixas como a pesada "Against the World" e a comercial (mas muito boa) "My Destiny" é um bálsamo para relaxar e curtir uma banda bem entrosada e um trabalho de guitarras muito bem feito, com um vocalista correto. Baladas como "Lignting Eyes" (lembra muito o Dokken fase "Back for Attack") e a melosa "Man with a Broken Heart" (com seu pique "Whitesnakiano") relembram os anos 80 de forma perfeita, com aquela sensação nostálgica. Mas o cd não é só melodia e balada. Pancadarias como "Time Stood Still" , "I don’t Know" e "You Shoud Know me" honram qualquer fã de rock, mostrando que o estilo também tem peso e agressividade, com riffs potentes e bateria agressiva.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

O destaque especial fica para a "Journeyiana" "Don’t Break my Heart", cujo refrão gruda na primeira audição de tão legal, e para a "agressiva" "Change His Life", aonde a banda mostra todo seu virtuosismo em criar boas melodias, com riffs pesados e um trabalho de vocal e backings surpreendente. A versão japonesa vêm com duas bônus: a pesada "Any Other Way", que merecia estar no disco dado o fato de ser a mais pesada de todas, e mais uma balada, a melosa "Shelter Me", talvez o único pequeno pecado do cd, por ser melosa demais. Nem pra cigarro serviria... ;)

Quem disser que as músicas são todas parecidas não chega a estar de todo errado, mas são todas muito boas e competentes, valendo a pena comprar para conferir, afinal, é hard rock voltando à cena!!!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

Site oficial: www.frontline-music.com

Formação:

Robert Boebel – Guitarras, Teclados
Stephan Kaemmerer – Vocais
Thomas Bauer – Baixo
Rami Ali: Bateria
Chris Lausmann: Guitarra e Teclado

Lançado pela Point Music – Licenciamento para o Japão pela Avalon Music.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze 2024

Sentença de Morte: Death Metal para quem curte Death Metal bem executado

Triumph Of Death, projeto de Tom Warrior, resgata ao vivo parte do passado do Hellhammer

Spiritual Cramp acerta a fórmula, mas álbum satura em 26 minutos

Estreia do Superbloom traz de volta o grunge protagonista dos anos 1990

Stratosphere Project: O eco estrondoso da Via-Láctea fundindo-se nas dimensões ocultas

Perc3ption: A arte em situações extremas

"Here Comes The Rain", último registro do Magnum com Tony Clarkin, é mais um bom registro

Resenha - Death Magnetic - Metallica


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?
Mais matérias de Rafael Carnovale.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS