Resenha - Burning Japan Live - Arch Enemy

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Simas
Enviar Correções  

9

Se já não bastasse o lançamento do maravilhoso Burning Bridges (de 99), a banda dos irmãos Michael e Chris Amott , volta com esse fantástico Burning Japan Live, gravado na sua ultima turnê em terras nipônicas.

O repertório é formado por músicas dos seus três álbuns, e não faltam "Diva Satanica", "The Immortal", "Dead Inside", "Silverwing" , "Beast of Man", "Bridge of Destiny", entre outras.

publicidade

É impressionante a garra que são tocadas as músicas, em uma performance absolutamente incrível desta que é uma das melhores bandas de death metal melódico da atualidade. Qualidade sonora perfeita, todos na banda merecem destaque. Johan Liiva sabe comandar o público e agüenta até o final do show com seu vocal pra lá de agressivo enquanto os dois irmãos Amott desfilam uma coleção de riffs e solos que vão fazer com que qualquer ser vivo não pare de bater a cabeça. Também na banda estão Daniel Erlandsson (bateria), aliás como ele agüenta esse ritmo o tempo inteiro???, e o Mr. Multi-banda Sharlee D’Angelo (baixo).

publicidade

Peso absoluto, faixa após faixa em seus quase 50 minutos de duração, o CD acaba e fica aquela sensação de quero mais, isso se seu quarto ainda não estiver totalmente destruído.

A única falha é que esse disco só foi lançado no Japão até agora, então fica razoavelmente caro para nós brasileiros a compra dele... mas se sobrar uma graninha no fim do mês...

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Doyle: Alisse White-Gluz me faz chorar quando malhamosDoyle
"Alisse White-Gluz me faz chorar quando malhamos"

Metalhead: as mulheres mais sexys do Heavy MetalMetalhead
As mulheres mais sexys do Heavy Metal


Heavy Metal: as 10 introduções mais matadoras do estiloHeavy Metal
As 10 introduções mais matadoras do estilo

James Hetfield: O equilíbrio entre Metallica e vida familiarJames Hetfield
O equilíbrio entre Metallica e vida familiar


Sobre Rodrigo Simas

Designer, carioca e tricolor. Começou a ouvir música aos 11 anos, com Iron Maiden, Metallica e Rush. Tem como hobby quase profissional, a música. Além de produzir shows e eventos, trabalhou por 5 anos em loja especializada em Heavy Metal, e já escreveu para alguns sites e revistas de música. Hoje escuta de tudo um pouco, e cada vez mais descobre que existem apenas dois tipos de música: a boa e a ruim, independente do estilo. Bandas e artistas favoritos: Dave Matthews Band, Peter Gabriel, Rush, Iron Maiden, Led Zeppelin, Ben Harper, Radiohead, System of a Down... e a lista continua...

Mais informações sobre Rodrigo Simas

Mais matérias de Rodrigo Simas no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin