Resenha - Home from Home - Millencolin

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

7


Dois anos após o bem sucedido "Pennyvridge Pioneers", o Millencolin retorna à cena hardcore com seu novo cd. Porém, cadê o hardcore? Cadê as pitadas de ska? A banda já havia anunciado que o novo cd seria totalmente diferente dos anteriores, e foi mesmo. "Home From Home" é antes de tudo um cd de punk, ou poppy punk. Parece que a banda quis entrar no hall de bandas como Offspring, Green Day, necessidade de maior sucesso? Ou apenas uma mudança?

publicidade

O cd abre com a diferente "Man or Mouse", que tem uma levada rockeira que lembra muito o Offspring, porém o Millencolim continua lá, intacto. Já a segunda música, "Fingers Crossed", lembra muito o punk rock do Bad Religion, com uma levada muito legal. A faixa que melhor nos lembra o antigo Milencolin é "Punk Rock Rebel" (ironia), com pitadas de ska, dando um sinal de que a banda não esqueceu como se faz seu hardcore melódico.

publicidade

Dizer que o cd é ruim é mentira. Porradas como "Montego", "Botanic Mistress", "Fuel to The Flame" e a faixa título são verdadeiras pérolas punks, com empolgação a mil. O destaque vai para a faixa "Kemp", a mais porrada do cd, que ainda traz fragmentos do que um dia foi o Millencolim.

A banda se apresenta coesa e afinadíssima, dando o peso e a agressividade ou melodia necessárias em cada música, embora, às vezes, a voz de Nikola Sarcevic lembre muito o estilo de Dexter Holland (Offspring).

publicidade

Para uma banda que já fez pérolas como "For Monkeys" e "Life on a Plate", este cd pode soar até um pouco decepcionante. Mas antes de tudo é um bom cd de punk rock, feito por músicos competentes e que vai agradar aos fãs do estilo. Vale uma conferida.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Axl Rose: Afinal de contas, o que houve com sua voz?Axl Rose
Afinal de contas, o que houve com sua voz?

Coincidências: Imagens usadas por grandes bandas em outras capas?Coincidências
Imagens usadas por grandes bandas em outras capas?


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin