Resenha - Slipknot - Slipknot

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Haroldo
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 6


Dos confins de Des Moines, Iowa, surge a nova força do metal, o raivoso SlipKnot. Fundada no 2º semestre de 1995, a banda possui 9 integrantes, identificados por algarismos de 0 a 8 e fantasiados de psychokillers e palhaços, sob macacões industriais. Depois de lançarem um álbum por conta própria em 1996 - Mate.Feed.Kill.Repeat - o SlipKnot acabou assinando contrato com a Roadrunner, que resolveu investir pesado e chamou Ross Robinson para a produção. Robinson é especialista no gênero, tendo produzido nada menos que os álbuns "Roots", do Sepultura, e "Soulfly", além de diversas outras bandas, como Korn, Strangeland e Limp Biskit.

Separados no nascimento: Paul Stanley e Ioná MagalhãesSimone Simons: a nudez na capa de Divine Conspiracy

E o que o thrash metal do SlipKnot traz de novo? Ruídos e efeitos modernosos, pitadas de rock industrial, pregação incessante de raiva explícita e agressiva, guitarras à beira do hardcore (que dispensam o inaudível trabalho dos dois percussionistas da banda), muita gritaria nos vocais e a maior concentração de "fucks" por cm2 de encarte já vista na história do rock. Tudo minuciosamente articulado para disfarçar o marketing que existe por trás de tamanha fúria.

Seguindo a tendência atual, eles contam com um sampler-man e um DJ, estas pragas que um dia ainda vão acabar sendo alçados à categoria de "músicos", mas que no fim das contas roubam a seriedade e o respeito que o verdadeiro metal desfruta entre seus fãs. No mais, é porrada em cima de porrada, sem descanso, como qualquer thrash deve ser.

Pela inusitada formação e pela mistura de som pesado e veloz, os shows do SlipKnot têm sido concorridíssimos nos EUA.

No encarte do CD constam 15 faixas com suas respectivas letras, porém foram incluídas faixas-demo e outras não creditadas, em um total de 19 músicas. Prepare seus ouvidos para escutá-las...

Formação
nº 0 - Sid Wilson - DJ
nº 1 - Joey Jordison - Bateria
nº 2 - Paul Gray - Baixo
nº 3 - Chris Fehn - Percussão
nº 4 - James Root - Guitarra
nº 5 - Craig Jones - Sampler
nº 6 - Shawn Crahan - Percussão
nº 7 - Mic Thompson - Guitarra
nº 8 - Corey Taylor - Vocal

Material cedido por:
RoadRunner Records




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Slipknot"


Corey Taylor: vocalista mostra em vídeo as suas tatuagensCorey Taylor
Vocalista mostra em vídeo as suas tatuagens

Slipknot: conheça alguns youtubers famosos que gostam da bandaSlipknot
Conheça alguns youtubers famosos que gostam da banda


Separados no nascimento: Paul Stanley e Ioná MagalhãesSeparados no nascimento
Paul Stanley e Ioná Magalhães

Simone Simons: a nudez na capa de Divine ConspiracySimone Simons
A nudez na capa de Divine Conspiracy


Sobre Paulo Haroldo

Ex-comerciante, divorciado (liberdade ainda que tardia). Preferências musicais: Hard Rock (principalmente anos 70), Blues, Heavy Metal sem podreira, Progressivo (não confundir com ProgMetal), e todo bom rock/pop feito sem samplers, computadores e outros artifícios eletrônicos que só servem para mascarar falsos músicos. Exterminador de hip-hoppers...

Mais matérias de Paulo Haroldo no Whiplash.Net.

adGooILQ