Resenha - Age of Innocence - Emerald Rain

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Haggen Kennedy
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

Lançado por: Frotiers Records

O Emerald Rain é uma boa banda. O quarteto canadense mostra que está afinado com seus respectivos instrumentos musicais. As composições são voltadas basicamente ao velho e bom Hard Rock com muita melodia e vozes dobradas ao bom estilo de Tyketto, Amaze Me e congêneres.

Com 12 músicas, o disco se mostra reazoável. As composições não fazem do grupo um ícone do estilo, mas a produção está muito boa, e as partes guitarrísticas muito bem colocadas. A banda tem união, percebe-se de longe. Talvez pelo fato de os integrantes da banda já estarem na estrada há algum tempo, a precisão seja tão boa.

Os detaques do petardo vão para a música de abertura 'No Saviour', 'Don't Tell the Rain', 'Barely Holding On', a música título e 'Come Clean'. As canções são boas e o espírito Hard do grupo é forte. Só peca por não trazer nada de novo e usar as mesmas fórmulas que grupos da velha escola Hard Rocker já fizeram uso há tempos. Mas se você é fã do estilo e procura exatamente bandas atuais que sigam a trilha, o Emerald Rain lhe agradará com certeza.


Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Emerald Rain"


Marcelo Maiden: Uma impressionante coleção de ítens do Iron MaidenMarcelo Maiden
Uma impressionante coleção de ítens do Iron Maiden

Fãs de Rock: você conhece o estilo de se vestir de cada umFãs de Rock
Você conhece o estilo de se vestir de cada um


Sobre Haggen Kennedy

Nascido ao fim dos anos 70 e adolescido em meio ao universo metálico, Haggen Heydrich Kennedy já trabalhou e atuou numa vultosa gama de atividades, como o jornalismo, o desenho, a informática, o design e o ensino, além de outros quefazeres. Atualmente vive em Atenas, Grécia, onde estuda História, Arqueologia e Grego Antigo na Universidade de Atenas. A constante nesse turbilhão de ofícios, todavia, sempre constituiu-se de dois fatores: as línguas (ainda hoje trabalha com tradução e interpretação) e a música - esse último elemento, definitivo alimento espiritual.

Mais matérias de Haggen Kennedy no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336