Resenha - Power Games - Mattsson

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar Correções  

9


Pelo visto o sucesso da gravadora Lion Music vem refletindo a fase de grande inspiração de seu dono, o sueco Lars Eric Mattsson. Descoberto por Mike Varney há dezessete anos, o guitarrista finalmente lança um álbum convincente, retocado nos mínimos detalhes, e que chega a entusiasmar com um hard rock / metal variado, e de passagens inesperadas.

publicidade

Nos vocais deste novo trabalho está Lance King (Balance Of Power, Defyance, entre outros), cuja participação apresenta-se como o principal empurrão para que as idéias de Mattsson fluam bem e ganhem uma pegada atraente.

"Open The Gate" já abre o disco mostrando uma guitarra vibrante e um trabalho árduo em termos de composições. Bem caprichada como tudo o que está envolvido no álbum. Até o aspecto visual, com a arte de Mattias Noren, demonstra uma maior determinação na realização e lançamento de "Power Games".

publicidade

Outros destaques são "Victim Of Freedom", com uma passagem de slide maravilhosa, a boa balada "Chained To My Pain", a longa instrumental (dezessete minutos e onze segundos de duração) "Beyond The Horizon – Guitar Concerto No. 1" e a fantástica e criativa "Lead Me On My Way", recheada com um sentimento do que tivemos de melhor nos anos oitenta.

publicidade

Desta vez Lars acertou a mão e pôs no mercado faixas essenciais para guitarristas visando novos horizontes.

Site Oficial – http://www.larsericmattsson.com/

Lance King (Vocais)
Lars Eric Mattsson (Guitarras – Baixo – Teclados)
Eddie Sledgehammer (Bateria)

Material cedido por:
Lion Music - http://www.lionmusic.com
Box 19 Godby 22 411
Aland FINLAND
Email: [email protected]
Fax - 35818 41551

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Aerosmith: Steven Tyler e três mulheres nuas no chuveiroAerosmith
Steven Tyler e três mulheres nuas no chuveiro

Capas: 10 das mais belas feitas por artistas dos quadrinhosCapas
10 das mais belas feitas por artistas dos quadrinhos


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin