Resenha - Portraits of Bob Dylan - Steve Howe

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Haroldo
Enviar correções  |  Ver Acessos

Steve Howe, o eterno guitarrista do YES, resolveu, a título de homenagem (ou sacanagem), perpetrar este tributo a Bob Dylan, provavelmente para deixá-lo bem mais mau-humorado do que já é.

Floor Jansen: "Eu não sou uma puta arrogante"Morte: confira 15 das melhores músicas sobre o tema

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Nas 12 faixas do cd, Howe massacra clássicos de Dylan através de arranjos frouxos, que oscilam da breguice ao xarope total. Nem a turma de convidados especiais (Jon Anderson, Allan Clarke, Annie Haslam, Geoff Downes, etc.) consegue salvar o fiasco. Na primeira das duas faixas em que "canta", Howe chega a desafinar. Até a maravilhosa 'Don't think twice it's alright' é assassinada a céu aberto pelo vocal de Allan Clarke. O velho Bob não merecia esse abraço por trás...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Steve Howe"


Floor Jansen: Eu não sou uma puta arroganteFloor Jansen
"Eu não sou uma puta arrogante"

Morte: confira 15 das melhores músicas sobre o temaMorte
Confira 15 das melhores músicas sobre o tema


Sobre Paulo Haroldo

Ex-comerciante, divorciado (liberdade ainda que tardia). Preferências musicais: Hard Rock (principalmente anos 70), Blues, Heavy Metal sem podreira, Progressivo (não confundir com ProgMetal), e todo bom rock/pop feito sem samplers, computadores e outros artifícios eletrônicos que só servem para mascarar falsos músicos. Exterminador de hip-hoppers...

Mais matérias de Paulo Haroldo no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336