Covers: quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Alex Ferreira
Enviar correções  |  Comentários  | 

Fazer cover sempre foi uma tarefa difícil e desafiadora, ainda mais quando se trata da banda que a influenciou e que cause certa admiração e inspiração. A prova de fogo é quando trata-se de um clássico já consagrado na história, exigindo certo preparo da banda que presta o tributo, devendo seguir fielmente a composição original, sem descaracterizar, ou seja, se for para fazer alguma mudança, que no mínimo seja interessante ao ouvinte, pois qualquer alteração sem procedentes poderá sentenciar a banda que estiver prestando o tributo.

5000 acessosCovers: quando bandas de Thrash, Death e Black prestam tributo4607 acessosCovers: quando bandas de Symphonic Metal prestam tributo3868 acessosCovers: quando bandas de Gothic Metal prestam tributo3555 acessosCovers: quando bandas de Folk Metal prestam tributo2152 acessosCovers: quando bandas de Doom Metal prestam tributo I570 acessosCovers: quando bandas de Doom Metal prestam tributo II

Vejam alguns dos covers das principais bandas de Heavy e Power Metal nacionais e internacionais homenageando algumas de suas influências.

HELLOWEEN - “Fast As A Shark” (Accept Cover)

O Helloween aqui prestou sua homenagem aos seus conterrâneos, o Accept, pais do Speed Metal e responsáveis por difundir o estilo na Alemanha e no mundo e influenciar gerações de bandas. Nada melhor do que “Fast As A Shark” do álbum “Restless and Wild” do ano 1982, no qual Andi Deris e companhia executam com tamanha garra, agressividade, peso e velocidade, conforme a música pede, confiram o vídeo abaixo.

STRATOVARIUS - “Kill the King” (Rainbow Cover)

Executar um cover de uma música com Ronnie James Dio no vocal e Ritchie Blackmore na guitarra é no mínimo desafiador, mas os finlandeses do Stratovarius executam com maestria a música desta lenda do Heavy Metal, Rainbow, com a “Kill the King” do álbum “Long Live Rock ´n´ Roll” de 1978. Nesta versão quem assume as guitarras e os vocais é nada menos que Timo Tolkki, confiram o vídeo abaixo.

ANGRA - “Painkiller” (Judas Priest Cover)

Os brasileiros do Angra vão com a cara e a coragem e executam a famosa e pesada “Painkiller” do Judas Priest, seguindo fielmente conforme a composição original, que não é tarefa fácil, contando com todo entrosamento da dupla de guitarras, K.K. Downing e Glenn Tipton, além dos alcances vocais de Rob Halford, que couberam a André Matos, Kiko Loureiro, Rafael Bittencourt e companhia arrebentarem com sua versão que ficou sensacional. Vejam o vídeo abaixo.

BLIND GUARDIAN - “Don´t talk to strangers” (Dio Cover)

O Blind Guardian fez a sua homenagem ao mestre Dio, com “Don´t talk to strangers” do clássico álbum Holy Diver de 1983. A versão apresentada aqui segue fielmente o legado deixado pelo mestre Dio, mais ao mesmo tempo mescla com a voz inconfundível de Hansi Kürsch, fazendo com que a música fique interessante e agradável de se ouvir. A versão apresentada aqui é muito vigorosa e representativa, confiram o vídeo abaixo.

RHAPSODY OF FIRE - “Power of Thy Sword” (Manowar Cover)

Sabe aquela história conforme já comentado, que se for para fazer alguma alteração, que no mínimo deixe a versão interessante. Pois é, neste caso isso se aplica aos italianos do Rhapsody of Fire que executam a versão “Power of Thy Sword” do clássico álbum do Manowar, “The Triumph of Steel” de 1992, com arranjos extremamente bem feitos, que chegam a impressionar pelos detalhes. Fabio Lione dispensa apresentações, ele é do tipo de vocalista que não tem crise, topa cantar qualquer coisa que o destinar, ainda mais se tratando em interpretar Eric Adams nos vocais. A versão apresentada aqui mostra muita pompa e maestria, confiram o vídeo abaixo.

HAMMERFALL - “Rising Force” (Yngwie J. Malmsteen Cover)

Se já é de grande responsabilidade para um vocalista interpretar um cover de uma música, imagina para o guitarrista, ainda mais se tratando de Yngwie J. Malmsteen. Sim, Oscar Drojonk assumiu esta tarefa de executar a música “Rising Force” do clássico “Odissey” de 1987, que ficou até fácil de executar, pois na batera estava ninguém menos que Anders Johansson, responsável por acompanhar Malmsteen desde os álbuns “Rising Force”, “Marching Out”, “Trilogy” e “Odissey” na fase clássica e de ouro do Sueco. O Hammerfall aqui faz um grande tributo ao seu conterrâneo Yngwie J. Malmsteen, com muita técnica e peso. Vejam o vídeo abaixo.

GAMMA RAY - “Exciter” (Judas Priest Cover)

A versão apresentada pelo Gamma Ray da clássica “Exciter” do Judas Priest do álbum “Stained Class” de 1978, é executada com tamanha precisão, técnica, peso e claro, aquela pegada rápida nas guitarras, que é típico do Heavy Metal Alemão. E tem ainda a potente e poderosa voz de Ralf Scheepers, que acaba contemplando o tributo aos Deuses do Metal, confiram o vídeo abaixo.

LABYRINTH - “You Don´t Remember, I´ll Never Forget” (Yngwie J. Malmsteen Cover)

Os italianos do Labyrinth apresentam sua versão para clássica “You Don´t Remember, I´ll Never Forget” do antológico álbum “Trilogy” de 1986 de Yngwie J. Malmsteen, que contava com o talentoso Mark Boals nos vocais. O guitarrista Olaf Thörsen mantém a mesma pegada cativante do estilo Hard n’ Heavy, característica da música, sem falar da maestria do tecladista Andrea de Paoli, recriando toda aquela atmosfera AOR na música, além do vocalista Roberto Tiranti que dá show à parte. Em um resumo geral, são mantidos todos os elementos neoclássicos que consagraram o mestre Malmsteen. Vejam o vídeo abaixo.

DARK AVENGER - “Dark Avenger” (Manowar Cover)

A versão do clássico álbum do Manowar, “Battle Hymns” de 1982, é muito soberba e poderosa, sendo apresentada pelos brasileiros do Dark Avenger. O tributo prestado aqui é no mínimo respeitável, pois recebeu belos arranjos de teclados, sem falar da performance do talentoso Mario Linhares, que a vez em alguns momentos chega a lembrar o próprio Eric Adams nos vocais. Confiram a seguir esta poderosa versão.

PRIMAL FEAR - “2 Minutes to Midnight” (Iron Maiden Cover)

A versão da “2 Minutes to Midnight” do álbum “Powerslave” de 1984 do Iron Maiden, é feita com muito vigor e precisão pelos alemães do Primal Fear, os riffs e solo seguem fielmente a versão original, sem falar que não é nada fácil interpretar o mestre Bruce Dickinson. Pois aqui o versátil Ralf Scheepers dá conta do recado, cantando de forma espetacular, vejam a seguir.

LIAR SYMPHONY - “Blood of the Kings” (Manowar Cover)

Os brasileiros do Liar Symphony, na época em que contavam com Villo Nolasco nos vocais, apresentaram a versão da música “Blood of the Kings” do clássico álbum “Kings of Metal” do Manowar, de 1988. Instrumentalmente o Liar Symphony segue fielmente a versão original, Pedro Esteves na guitarra toca de forma direta, precisa e clara. Sem falar da performance de Villo Nolasco nos vocais, com seu timbre leve e encorpado, cantado como um bárbaro, mantendo a mesma pegada que Eric Adams. Vejam o vídeo abaixo.

SINERGY - “The Number of the Beast” (Iron Maiden Cover)

Os finlandeses do Sinergy, que contava com Alexi Laiho na guitarra, executam a famosa “The Number of the Beast” do Iron Maiden. A versão apresentada aqui é impressionante, pois engana-se quem pensar que versão cantada por uma voz feminina será suave. A americana Kimberly Goss canta com tamanha agressividade e potência, interpretando de forma matadora a música, fazendo muito marmanjo chorar. Vejam o vídeo abaixo:

AT VANCE - “Money, money, money” (Abba Cover)

A versão apresentada pelos Alemães do At Vance é a clássica música “Money, money, money” do aclamado álbum “Arrival” de 1976, do famoso grupo de Pop Rock da década 70, Abba, que é feita com muita agressividade e peso, porém sem descaracterizar a essência da música. Oliver Hartmann interpreta de forma espetacular. Vejam o vídeo abaixo.

RUNNING WILD - “Genocide (The Killing of the Buffalo)” (Thin Lizzy Cover)

Os baluartes do Heavy Metal Alemão apresentam a sua poderosa e matadora versão para “Genocide (The Killing of the Buffalo)” do clássico álbum “Chinatown” de 1980 desta super banda de Hard Rock da década de 70, Thin Lizzy. O Running Wild segue fielmente a versão original, no qual Rock ´n´ Rolf canta de forma parecida com Phil Lynott. Vejam o vídeo abaixo.

METAL CHURCH - “HIGHWAY STAR” (Deep Purple Cover)

Os americanos do Metal Church com sua formação clássica, fazem a sua versão para a famosa “Highway Star” do Deep Purple do clássico álbum “Machine Head” de 1972. A versão apresentada para esta música está mais rápido e pesada, sem falar da performance matadora de David Wayne nos vocais. A banda segue fielmente o legado deixado pelos mestres Ian Gillan e Ritchie Blackmore, confiram.

VISION DIVINE - “The Final Countdown” (Europe cover)

A versão apresentada pelos Italianos do Vision Divine para a eterna e saudosa “The Final Countdown” do Europe, clássico de 1986, é executada com perfeição. O guitarrista Olaf Thörsen segue fielmente as notas tocadas por John Norum, além de Fabio Lione que canta este clássico dos anos 80 de forma fabulosa, fazendo lembrar em alguns momentos Joey Tempest nos vocais. Vejam o vídeo abaixo.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 13 de janeiro de 2013
Post de 26 de agosto de 2014
Post de 14 de abril de 2016
Post de 05 de julho de 2017

AngraAngra
Em vídeo, Rafael revela nome e conceito do novo álbum

102 acessosAltair: comédia diabólica de Progressive/Power Metal754 acessosAngra Fest: com Massacration, Geoff Tate, Noturnall e outros0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

Scream Blog GoreScream Blog Gore
Copa do Brasil - E se os times fossem bandas?

VozVoz
10 músicos que cantam tão bem quanto os vocalistas (Parte I)

Nicko McBrainNicko McBrain
Pedal duplo é pra caras como Aquiles Priester

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Covers e Versões"0 acessosTodas as matérias sobre "Helloween"0 acessosTodas as matérias sobre "Stratovarius"0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"0 acessosTodas as matérias sobre "Blind Guardian"0 acessosTodas as matérias sobre "Hammerfall"0 acessosTodas as matérias sobre "Gamma Ray"0 acessosTodas as matérias sobre "Dark Avenger"0 acessosTodas as matérias sobre "Primal Fear"0 acessosTodas as matérias sobre "Liar Symphony"

PoeiraPoeira
A fúria de Ian Anderson pra cima do Led Zeppelin

Cornos do RockCornos do Rock
A dor e o peso do chifre em três belas canções

Blind FaithBlind Faith
Uma das capas mais polêmicas da história do rock

5000 acessosSlayer: Kerry King explica como se deve balançar a cabeça5000 acessosCristina Scabbia: cantora fala sobre seus seios e Playboy5000 acessos"Cê tá de brincadeira, né?": quando grandes nomes vacilam5000 acessosPantera: O show mais insano na Venezuela em 19935000 acessosRock and Roll: NME elege momentos mais controversos da história5000 acessosMairon Machado: Aficionado por vinil e pelo rock clássico

Sobre Alex Ferreira

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online