Hetfield e Ulrich: o claro e o escuro do Metallica

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Severo da Costa
Enviar Correções  


A questão mais importante dos últimos anos não se refere ao futuro do planeta, a bolha imobiliária, o desemprego na próxima década - ou qualquer outra trivialidade. A grande pergunta é: como uma banda de thrash metal, sem padrinhos famosos e - ao menos no início - sem nenhum resquício de som comercial, se tornou uma das maiores bandas de rock n´roll dos últimos sessenta anos? Qual é o raio do segredo do sucesso do METALLICA?

Metallica: veja show completo de 2017 filmado profissionalmenteAngra: Kiko Loureiro relembrando o tempo de Dominó

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Perguntinha fácil né? Primeiro que o tal de segredo - como qualquer um sabe - não existe: o que existe mesmo é competência, senso de oportunidade e claro, muita sorte. No documentário da VH1 sobre "Metallica" (o álbum preto), LARS diz a KIRK a respeito da forma como o riff de "Enter Sandman" foi introduzido na música: "Se não fosse assim, você ainda viveria em East Bay". Naquele disco a banda havia contratado o produtor "comercial" BOB ROCK, fez um puta disco e entrou pra história.

O METALLICA já foi chamado de traidor, de mercenário (no episódio NAPSTER) e resistiu apesar das críticas. Já teve uma das baixas mais marcantes da história do metal (a morte de CLIFF BURTON em 1986) e seguiu firme. Já compôs riffs históricos e já lançou discos horrorosos, mas sempre se reinventou e suportou o teste dos anos. Entrou para o "Top 4" das bandas de metal - na companhia de SABBATH, JUDAS E IRON- criando um novo estilo de metal e lotando estádios na mesma proporção de ídolos pop como o U2. Mas o grande diferencial do METALLICA está lá dentro mesmo, desde o início da banda.

Repare: quase toda banda de sucesso tem o seu claro/escuro, tese/antítese, queijo/goiabada: OZZY/IOMMI, JAGGER/RICHARDS, PAGE/PLANT, AXL/SLASH, etc. Isso não é ciência exata leitor, mas é uma constante considerável. O que o METALLICA traz de diferente é o cérebro/coração, o falastrão/antisocial, o marqueteiro/carismático, enfim LARS/JAMES.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

LARS ULRICH é dinamarquês, rico desde sempre, falador, visionário. Arquitetou o METALLICA para ser a maior banda do mundo, baseando seu som inicialmente na NWOBHM, mas sabendo trabalhar a imagem da banda de modo a acompanhar o "movimento do mundo" quando necessário. HETFIELD é quieto, de família classe média e nascido no seio da tal Ciência Cristã, caçador, ex-beberrão, e compositor de riffs antológicos. JAMES, em sua própria definição, canta como "um marinheiro", mas soube expor suas dores para o mundo quando compôs pérolas personalíssimas como "Nothing Else Matters" e "The God That Failed"

HETFIELD e ULRICH são a água e o óleo: quebram o pau, quase se separaram na época de "St. Anger", divergem sobre quase tudo, mas não se largam - no fundo, sabem que só são fortes juntos. Juntos criaram a direção da banda quando puseram MUSTAINE para fora em 1983, tornando-se assim, os capitães do barco. Juntos souberam "juntar os cacos" depois da morte de BURTON e seguir em frente.

Hetfield e Ulrich: o claro e o escuro do Metallica part. 2Hetfield e Ulrich
O claro e o escuro do Metallica part. 2




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metallica: veja show completo de 2017 filmado profissionalmenteMetallica
Veja show completo de 2017 filmado profissionalmente

UFO: Kirk Hammett lamenta morte de Paul ChapmanUFO
Kirk Hammett lamenta morte de Paul Chapman

Metallica: Lars mostra novo box da banda e presenteia enfermeira superfãMetallica
Lars mostra novo box da banda e presenteia enfermeira superfã

Metallica: Show no Mapfre Stadium em 2017 na íntegra em nova série online sobre músicaMetallica
Show no Mapfre Stadium em 2017 na íntegra em nova série online sobre música

Metallica: James Hetfield construindo mesas para doaçãoMetallica
James Hetfield construindo mesas para doação

Metallica e Guns N' Roses: as lembranças de Lars Ulrich da turnê conjunta de 1992Metallica e Guns N' Roses
As lembranças de Lars Ulrich da turnê conjunta de 1992

Metallica: qual o cover que Kirk Hammett mais gosta de tocar com a bandaMetallica
Qual o cover que Kirk Hammett mais gosta de tocar com a banda

Thrash metal: os 40 melhores discos de estreia segundo o LoudwireThrash metal
Os 40 melhores discos de estreia segundo o Loudwire

Metallica: as expectativas para o lançamento do Black AlbumMetallica
As expectativas para o lançamento do Black Album

Metallica: assista show completo de 2019 realizado em ManchesterMetallica
Assista show completo de 2019 realizado em Manchester


Metallica: Hetfield elege as suas dez músicas favoritas de outras bandasMetallica
Hetfield elege as suas dez músicas favoritas de outras bandas

Lars Ulrich: chocado com Miley Cyrus no tributo a Chris CornellLars Ulrich
Chocado com Miley Cyrus no tributo a Chris Cornell


Angra: Kiko Loureiro relembrando o tempo de DominóAngra
Kiko Loureiro relembrando o tempo de Dominó

Van Halen: o constrangedor encontro de Eddie com o NirvanaVan Halen
O constrangedor encontro de Eddie com o Nirvana


Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n'roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: [email protected]

Mais matérias de Paulo Severo da Costa no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280