Kiss: alguns dos músicos secretos da banda - 2ª parte

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Igor Miranda, Fonte: Van do Halen
Enviar correções  |  Comentários  | 

Dando sequência à série de postagens sobre os músicos “fantasmas” do Kiss, segue a segunda das três partes. A primeira parte está acessível no link abaixo:
5000 acessosKiss: alguns dos músicos secretos da banda - 1ª parte

Dick Wagner
Dick Wagner

Até onde se declara, Dick Wagner foi o primeiro músico “fantasma” a substituir um integrante original do Kiss durante gravações. O guitarrista tocou guitarra solo em Flaming Youth e Sweet Pain, além de violão em Beth, ambas do álbum “Destroyer”. Enquanto Gene Simmons afirma que Ace Frehley havia sumido por uns dias e queriam finalizar logo as canções, este nega a história e diz que tiraram as suas partes nessas canções (sem avisar) porque não gostaram. No futuro, Wagner tocou o solo de Every Time I Look At You, do “Revenge”, pois Bruce Kulick não conseguia fazer um bom solo.

Dick Wagner tocou em pequenas bandas até ser recrutado por Lou Reed e, pouco tempo depois, por Alice Cooper, com quem trabalhou durante toda a década de 1970 até o começo dos anos 1980. Como músico de estúdio, trabalhou com Aerosmith (tocou em todo o disco “Get Your Wings”), Hall & Oates, Mark Farner e Peter Gabriel, entre outros. É um dos “fantasmas” preferidos de Bob Ezrin.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
Eric Singer
Eric Singer

Especula-se que o atual baterista do Kiss tenha tocado em Read My Body, do álbum “Hot In The Shade”. Não é uma suposição impossível quando dois fatores são considerados. O primeiro é que este disco em questão é, essencialmente, uma coleção de demos que receberam uma produção especial, o que pode levar a ter outros músicos nas gravações. O segundo é que Eric Singer estava em turnê com a banda solo de Paul Stanley no mesmo ano de lançamento do play. Por praticidade, a bateria de Singer pode ter sido mantida. Mas são especulações que não são confirmadas por fontes oficiais.

Eric Singer entrou para o Kiss apenas em 1992, ocupando a vaga do falecido Eric Carr. Antes disso, tocou com Lita Ford, Black Sabbath, Badlands e Paul Stanley. Permaneceu com os mascarados até 1995 e voltou para substituir Peter Criss, de forma temporária em 2001 e permanente de 2003 em diante. Nesse tempo, tocou com Alice Cooper e iniciou o projeto Eric Singer Project. Recentemente, trabalhou com o Avantasia, mas sua prioridade é a trupe de Stanley e Simmons. Mais detalhes de sua carreira podem ser conferidos neste link

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
Holly Knight
Holly Knight

A única participação instrumental da tecladista Holly Knight em discos do Kiss é em Shandi, do álbum “Unmasked”. Mas ela colaborou sendo co-autora de algumas letras: além de Shandi, ajudou a escrever Hide Your Heart, do “Hot In The Shade”, e duas faixas do disco “Psycho Circus”: I Pledge Allegiance to the State of Rock & Roll e Raise Your Glasses.

A ocupação principal de Holly Knight é a composição de letras. Por muitos anos, a musicista compôs para artistas da gravadora EMI. Artistas e bandas como Heart, Aerosmith, Bon Jovi, Tina Turner, Pat Benatar, Bonnie Tyler e Rod Stewart, entre mutos outros, gravaram composições de sua autoria. Lançou apenas um disco solo até hoje, em 1988.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
Jean Beauvoir
Jean Beauvoir

Este foi o Gene Simmons durante os anos de 1984 e 1985. Jean Beauvoir tocou baixo em três faixas do “Animalize” (Get All You Can Take, Under the Gun e Thrills in the Night) e duas do “Asylum” (Who Wants To Be Lonely e Uh! All Night), mas tocou em todas as demos de Paul Stanley da época. Amigo do Starchild desde o início da década de 1980, Beauvoir também compôs com Stanley nesse período, enquanto Simmons se dedicava mais ao mundo do cinema. O linguarudo alega que manteve as linhas de baixo de Jean nessas faixas por ter se saído muito bem, visto que seu trabalho seria de proveito apenas nas demos.

Jean Beauvoir ficou conhecido por ter integrado o The Plasmatics de 1980 até 1981. Fez parte da banda de Steve Van Zandt logo após, mas por pouco tempo, até focar em sua carreira solo, cujo momento mais notável foi a canção Feel The Heat, que entrou na trilha sonora do filme Stallone Cobra. Posteriormente, liderou o Voodoo X e o Crown Of Thorns, além de compor com Ramones, Lionel Richie, Doro Pesch e N’Sync, entre outros.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
Jimmy Haslip
Jimmy Haslip

A participação de Jimmy Haslip diz muito sobre o que foi “Creatures Of The Night”. O baixista tocou em Rock and Roll Hell e Danger, participando graças a um convite do produtor Michael James Jackson, que atirou para todo o lado e chamou até Jimmy, um músico de Jazz Fusion. Mas a competência de Jackson e os outros envolvidos foi tão decisiva que o disco soa muito uníssono. Soa como um quarteto de Hard n’ Heavy.

Um dos primeiros baixistas a utilizar cinco cordas na história, Jimmy Haslip é o braço direito do guitarrista Robben Ford (que também toca em “Creatures Of The Night”) desde os tempos de sua banda solo, The Robben Ford Group, que depois de um tempo passou a ser o Yellowjackets, ainda em atividade. Haslip foi baixista do Blackjack, formado por Michael Bolton e Bruce Kulick no começo dos anos 1980. Além disso, é um músico de estúdio cuja folha corrida tem participações de Tommy Bolin, Anita Baker, Bruce Hornsby e outros.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
Kevin Valentine
Kevin Valentine

A possibilidade de Kevin Valentine ter tocado nas faixas King Of Hearts e You Love Me To Hate You, do “Hot In The Shade” se deve ao fato deste disco em questão ser, essencialmente, uma coleção de demos que receberam uma produção especial, o que pode levar a ter outros músicos nas gravações. Mas é confirmado que Valentine tocou em Take It Off, do “Revenge”, e em todo o álbum “Psycho Circus”, com exceção da faixa Into The Void. A decisão de Kevin assumir a batera do disco de reunião foi do produtor Bruce Fairbairn, que não enxergou Peter Criss se encaixando no registro.

A carreira profissional de Kevin Valentine começou no Breathless. Rapidamente passou a integrar a banda de Donnie Iris, com quem tocou durante mais de 25 anos. Fez parte do Shadow King e do grupo solo de Lou Gramm, além de trabalhar como músico de turnê do Cinderella e baterista de estúdio na cidade de Nova Iorque.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
Mike Porcaro
Mike Porcaro

A única participação de Mike Porcaro na discografia do Kiss é questionável. Especula-se que tenha tocado baixo na faixa-título de “Creatures Of The Night”. Ninguém toca no assunto, mas há a possibilidade do multi-instrumentista ter contribuído na gravação final da faixa, visto que Gene Simmons nega ter tocado, mas não lembra o responsável pelo registro.

Mike Porcaro é o irmão do meio de Jeff e Steve Porcaro, que formaram o Toto no final da década de 1970. Mike não integrava a banda oficialmente até 1982, quando substituiu David Hungate. Seu trabalho como músico durou até 2007, pois foi diagnosticado com esclerose e parou de tocar. No ano seguinte, o Toto encerrou suas atividades, mas o grupo se reuniu em 2010 para turnês esporádicas em apoio ao baixista.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
Phil Ashley
Phil Ashley

Phil Ashley tocou teclados em todas as faixas do farofeiro “Crazy Nights” (Gary Corbett participou da turnê), Hide Your Heart e Forever do “Hot In The Shade”, e foi o pianista do histórico “MTV Unplugged”. Sabe-se que seu trabalho foi indicado através do produtor de “Crazy Nights”, Ron Nevison, para dar um approach comercial à bolacha.

Poucas informações sobre o tecladista Phil Ashley estão disponíveis, mas seu nome consta em álbuns de Tina Turner, Aerosmith, Joe Satriani, Mick Jagger, Cher e outros. Também excursionou com o líder dos Rolling Stones em sua turnê de 1988.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Confira no link abaixo a terceira e última parte:
2655 acessosKiss: alguns dos músicos secretos da banda - 3ª parte

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Paul StanleyPaul Stanley
"Guitarristas não aprendem a fazer base"

294 acessosGene Simmons: Na capa da revista britânica Heavy Music Artwork552 acessosMarcos de Ros: Gene Simmons, o Capitalista Malvadão505 acessosAce Frehley: "Anomaly" ganha versão deluxe; ouça música inédita0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Kiss"

KissKiss
Filho de Gene Simmons desmistifica pai

KissKiss
Ace Frehley se diz mais inteligente que Paul Stanley

KissKiss
Vinnie Vincent é o maior filho da puta da história do rock?

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Kiss"

BateristasBateristas
Os dez músicos mais loucos de todos os tempos

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1981

Rolling StonesRolling Stones
A História Impopular; a mais completa bio em português

5000 acessosArnaldo Jr: Colecionador de ítens relacionados ao Metallica5000 acessosMetallica: a evolução de James Hetfield ao longo dos anos5000 acessosHard Rock - Aqueles que ficaram para trás - Parte 15000 acessosDave Mustaine: As teorias conspiratórias que ele apoia5000 acessosAndreas Kisser: não se arrepende da separação do Sepultura5000 acessosGuns N' Roses: os vídeos da banda, do pior para o melhor

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013 – apesar de ainda manter por lá uma coluna semanal, chamada Cabeçote.

Mais informações sobre Igor Miranda

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online