11/04/15 - Iron Maiden Day (Manaus - AM)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mário Orestes Silva, Fonte: Página do evento
Enviar correções  |  Ver Acessos

No próximo dia 11 acontecerá em Manaus (AM) um evento tributo há uma das maiores bandas de heavy metal do mundo. O Iron Maiden será homenageado no Iron Maiden Day pelas bandas Cerberus e Exception que tocarão os clássicos do donzela de ferro em quase 04 horas de show com quase 40 canções. Nos intervalos o Dj. Douglas Mandrake rolará os vídeos da banda.

Alguns detalhes farão deste evento um tributo especial. Haverá participação dos convidados Alex Costa Novo (da lendária banda Numbness), Wilson Feitosa (da banda de rock alternativo Sentapua) e Mikael Castelo Branco (da banda Katrynna, representando a nova geração de bandas da cidade). Durante todo o evento só será executado músicas do Iron Maiden. E compartilhando o evento pelo Facebook, as pessoas poderão concorrer a ingressos.

Local: Estação Cultural Arte e Fato na rua 10 de julho, 443 - Centro (ao lado do Teatro Amazonas). Data: 18/04/2015 (sábado). A partir das 21:30. Ingressos: R$ 15,00 (somente na bilheteria).




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Agenda

Galeria de fotos: 13 motivos para gostar de Rock N RollGaleria de fotos
13 motivos para gostar de Rock N Roll

Black Sabbath: As 10 melhores músicas da banda segundo a Ultimate Classic RockBlack Sabbath
As 10 melhores músicas da banda segundo a Ultimate Classic Rock


Sobre Mário Orestes Silva

Deuses voavam pela Terra numa nave. Tiveram a idéia de aproveitar um coito humano e gerar uma vida experimental. Enquanto olhavam, invisíveis ao coito, divagavam: - Vamos dar-lhe senso crítico apurado pra detratar toda sua espécie. Também daremos dons artísticos. Terá sex appeal e humor sarcástico. Ficará interessante. Não pode ser perfeito. O último assim, tivemos de levar à inquisição. Será maníaco depressivo e solitário. Daremos alguns vícios que perderá com a idade pra não ter de morrer por eles. Perderá seu tempo com trabalho voluntário e consumindo arte. Voltaremos numas décadas pra ver como estará. Assim foi gerado Mário Orestes. Décadas depois, olharam como estava aquela espécie experimental: - O que há de errado? Porque ele ficou assim? Criamos um monstro! É anti social. Acumula material obsoleto que chamam de música analógica. Renega o título de artista pelo egocentrismo em seus semelhantes. Matamos? - Não. Ele já tentou isso sem sucesso. O Deixaremos assim mesmo. Na loucura que criamos pra vermos no que dará, se não matarem ele. Já tentaram isso, também sem sucesso. Então ficará nesse carma mesmo. Em algumas décadas, voltaremos a olhar o resultado. Que se dane.

Mais matérias de Mário Orestes Silva no Whiplash.Net.

adWhipDin