Tradução - Karma - Kamelot

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Tradução - Karma - Kamelot

Traduzido por Fernando P. Silva

  | Comentários:
Imagem

REGALIS APERTURA

(Instrumental)

DECLARAÇÃO REAL

(Instrumental)

FOREVER

There's a pain within
That I can't define
There's an empty space
Where your love used to shine
From the night we met
Till the day you died
Do you think I wished
Do you still believe I tried
All too soon we were divided
And life had just begun

Will you revive
From the chaos in my mind
Where we still are bound together
Will you be there
Waiting by the gates of dawn
When I close my eyes forever

I belong to you
You belong to me
It's the way things are
Always meant to be

Like the morning star
And the rising sun

You convey my life
And forgive me what I’ve done

All too soon we were divided
In darkness and light

Will you revive
From the chaos in my mind
Where we still are bound together
Will you be there
Waiting by the gates of dawn
When I close my eyes forever

Save me
Reverse how I’m thinking of you
Every breath I take
Brings me closer
Closer to forever, to you
I’m waiting for the day that I’m gone

PARA SEMPRE

Há uma dor aqui dentro
Que eu não consigo definir
Há um espaço vazio
Onde seu amor costumava brilhar
Da noite que nos conhecemos
Até o dia que você morreu
Você acha que eu queria?
Você ainda acredita que eu tentei?
Cedo demais, nós nos separamos
E a vida tinha apenas começado

Você irá reviver
Do caos em minha mente
Onde ainda estamos juntos retidos?
Você estará lá
Esperando junto aos portões do amanhecer
Quando eu fechar meus olhos para sempre?

Eu pertenço a você
Você pertence a mim
É como as coisas são e
Sempre planejavam ser

Como a estrela da manhã
E o sol nascente

Você carrega minha vida
E me perdoa pelo que eu fiz

Cedo demais nos separamos
Nas trevas e na luz

Você irá reviver
Do caos em minha mente
Onde ainda estamos juntos retidos?
Você estará lá
Esperando junto aos portões do amanhecer
Quando eu fechar meus olhos para sempre?

Salve-me
Reverta como eu estou pensando em você
Cada respiração que eu dou
Me traz mais próximo
Mais próximo à eternidade, a você
Estou esperando pelo dia que eu partir

WINGS OF DESPAIR

Sometimes my visions
Are distant and vague
Down at the base
Of the mountain
Once in a while I am
Weak and afraid
Tired and sick of it all
I don't believe
That my story is set
Nothing is destined
Or blatant
Bound to this body
A world full of hate
No one will heed if I fall

No one can see it
But you know that it's there
Guiding the steps of your soul
Holding the truth
In the cross that you bear
Die with a heart that is bold

Fly on the wings of despair
No one is holding you back
The call of the wild is internal
Conquer the silence you fear
Tomorrow will not fade to black
A new day is dawning
Remember
No one's controlling your fate

The questions are more
Than the answers I know
That doesn't mean you are lonely
Searching for more
Consecutive goal's
Making it worth to go on

No one can see it
But you know that it's there
Guiding the steps of your soul
Holding the truth
In the cross that you bear
Die with a heart that is bold

Fly on the wings of despair
No one is holding you back
The call of the wild is internal
Conquer the silence you fear
Tomorrow will not fade to black
A new day is dawning
Remember
No one's controlling your fate

You, and you alone
Is forging the path
Leave your sorrows with the past

Never believe
That the story is set
Nothing is destined
Or blatant
Bound to this body
A world full of hate
No one will heed if you fall

ASAS DO DESESPERO

Às vezes minhas visões
São distantes e vagas
Desço ao pé
Da montanha
De vez em quando, estou
Fraco e amedrontado
Cansado disso tudo
Eu não acredito
Que minha história esteja traçada
Nada é predestinado
Ou flagrante
Preso a este corpo
Um mundo cheio de ódio
Ninguém atentará se eu cair

Ninguém pode ver isto
Mas você sabe que está lá
Guiando os passos de sua alma
Segurando a verdade
Na cruz que você carrega
Morra com um coração destemido

Voe nas asas do desespero
Ninguém está te impedindo
A chamada do selvagem é interior
Conquiste o silêncio que você teme
O amanhã não vai escurecer
Um novo dia está nascendo
Lembre-se
Ninguém está controlando seu destino

As perguntas são mais
Do que as respostas que eu sei
Que não significa que você está só
Procurando por mais
A meta sucessiva está
Fazendo isto valer a pena continuar

Ninguém pode ver isto
Mas você sabe que está lá
Guiando os passos de sua alma
Segurando a verdade
Na cruz que você carrega
Morra com um coração destemido

Voe nas asas do desespero
Ninguém está te impedindo
A chamada do selvagem é interior
Conquiste o silêncio que você teme
O amanhã não vai escurecer
Um novo dia está nascendo
Lembre-se
Ninguém está controlando seu destino

Você, e você sozinho
Está forjando o caminho
Deixe suas aflições com o passado

Nunca acredite
Que a história esteja traçada
Nada é predestinado
Ou flagrante
Preso a este corpo
Um mundo cheio de ódio
Ninguém atentará se você cair

THE SPELL

Where has all the magic gone
Lost behind or lost along
A victim of the pulse of our society
Don't you miss the ancient times
The riddles and the subtle signs
A relative perspective on reality
I get stronger in the splendor
Of a lucid moon
Only creatures of the night

All my demons cast a spell
The souls of dusk rising from the ashes
So the book of shadows tell
The weak will always obey the master

Heading for the dragons lair
Another time and a different sphere
I leave the nothingness behind
And when the sense of logic yields
I’ll escape the outer shields
Into the universal mind

I get stronger in the splendor
Of a lucid moon
Only creatures of the night
Can heal my wounds

O FEITIÇO

Para onde toda a magia se foi?
Perdida para trás ou perdida adiante
Uma vítima do pulso de nossa sociedade
Não perca os tempos antigos
Os enigmas e os sinais sutis
Uma perspectiva ligada à realidade
Eu fico mais forte no esplendor
De uma lua lúcida
Somente criaturas da noite

Todos os meus demônios lançaram um feitiço
As almas do crepúsculo emergindo das cinzas
Então o livro das sombras conta que
Os fracos irão sempre obedecer ao mestre

Rumo ao covil dos dragões
Outro tempo e uma esfera diferente
Eu deixo as insignificâncias para trás
E quando o sentido da lógica capitular
Eu escaparei dos escudos externos
Na mente universal

Eu fico mais forte no esplendor
De uma lua lúcida
Somente as criaturas da noite
Podem curar minhas feridas

DON'T YOU CRY

(Dedicated to the memory
of Thomas Youngblood sr.)

Little by little
I’ve come to this point
On my own I’ve been searching my way
I lost you so early
The days went so fast
You don't know I prayed every day

A song to remember
A song to forget
You'll never know how I tried
To make you proud
And to honor your name but
You never told me goodbye

Now that you are gone
Casting shadows from the past
You and all the memories will last

Don't you cry
Or suffer over me
I will be waiting for you
Don't you cry
Angels never fade away
I’ll be watching over you
See you through

Now I’m a man and
I’m feeling you still
Could it be you were there all along
A time to surrender
A time to forgive
With solace I give you this song

Now that you are gone
Casting shadows from the past
In my dreams I hear your voice at last

Don't you cry
Or suffer over me
I will be waiting for you
Don't you cry
Angels never fade away
I’ll be watching over you

I can see you tonight
In the pale winter light
Father and son again
The bond of blood will never end

NÃO CHORE

(Dedicado à memória do
Sr. Thomas Youngblood)

Pouco a pouco
Eu cheguei a este ponto
Sozinho, eu ando procurando meu caminho
Eu te perdi tão cedo
Os dias passaram tão rápidos
Você não sabe que eu rezei todos os dias

Uma canção para se lembrar
Uma canção para esquecer
Você jamais saberá como eu tentei
Te fazer orgulhoso
E honrar seu nome mas
Você nunca me disse adeus

Agora que você se foi
Lançando sombras do passado
Você e todas as recordações durarão

Não chore
Ou sofra por mim
Eu estarei esperando por você
Não chore
Anjos nunca esmorecem
Eu estarei observando você
Te ajudando

Agora eu sou um homem e
Ainda posso senti-lo
Podia ser você que estava lá o tempo todo
Um momento para se render
Um momento para perdoar
Com consolo eu lhe ofereço esta canção

Agora que você partiu
Lançando sombras do passado
Em meus sonhos eu ouço sua voz finalmente

Não chore
Ou sofra por mim
Eu estarei esperando por você
Não chore
Anjos nunca esmorecem
Eu estarei observando você

Eu posso te ver hoje à noite
Na luz pálida de inverno
Pai e filho novamente
O laço de sangue jamais se encerrará

KARMA

I am a king of honor
Gold and glory
But every king must also die
Have I been just and righteous
What is glory
I know I’ve torn and taken life
And here I stand
A small and simple man

Who will trade his karma for my kingdom
A sacrificial rite to render truth
The fire in my soul rejects my wisdom
Cause all you do in life comes back to you

I am a king in crisis
Counting minutes
There is an ending to my reign
My sins have come to face me
I can feel it
That I have lived my life in vain
And now I know I’ll reap
The seeds I’ve sown

Who will trade his karma for my kingdom
A sacrificial rite to render truth
The fire in my soul rejects my wisdom
Cause all you do in life comes back to you

Am I mad
I feel so void and cold
Who can tell
Who holds the stories untold
Tired and trembling
I am descending
Will I have to stay here
And live this life again

CARMA

Eu sou um rei de honra
Ouro e glória
Mas todo rei também tem que morrer
Eu fui justo e íntegro?
O que é glória?
Eu sei que eu destruí e tirei vidas
E aqui estou eu
Um homem simples e pequeno

Quem irá trocar seu carma pelo meu reino?
Um rito sacrificial para restituir a verdade
O fogo em minha alma rejeita minha sabedoria
Pois tudo que você faz em vida, volta pra você

Eu sou um rei em crise
Contando os minutos
Há um fim para o meu reino
Meus pecados me encaram
Eu posso sentir isto
Que eu vivi minha vida em vão
E agora eu sei que colherei
As sementes que plantei

Quem irá trocar seu carma pelo meu reino?
Um rito sacrificial para restituir a verdade
O fogo em minha alma rejeita minha sabedoria
Pois tudo que você faz em vida, volta pra você

Estou furioso?
Eu me sinto tão vazio e frio
Quem pode afirmar?
Quem coíbe as histórias não contadas?
Cansado e trêmulo
Eu estou descendo
Terei de ficar aqui
E viver esta vida novamente?

THE LIGHT I SHINE ON YOU

Yet a day is dawning
I am sad but also strong
This gift that I’ve been given
Tells me where I do belong
Falling I’m falling down
And you recall my strength
Time will slowly pull me under
But you will catch my breath

This is a praise to all of you

Cause the light I shine on you
Is what you gave to me
I’m a crystal clear and true
I’m your cairn and creed

You think that I’m a mountain
But there's a price I have to pay
For the love I have forsaken
Can never be replaced

Crying I’m crying out
Be careful with my soul
Unbounded I’m like water
But so fragile in the cold
And this is a praise to all of you

Cause the light I shine on you
Is what you gave to me
I’m a crystal clear and true
I’m your cairn and creed

The mysteries of life
Take us high and low
The road can be long
It seems
Someone is lost
But no one is free

Falling I’m falling down
Into your open arms
Each and every gathered glow
Maintains my shining star

This is a praise to all of you...

A LUZ QUE EU BRILHO EM VOCÊS

Mais um dia está amanhecendo
Eu estou triste mas também forte
Este presente que eu recebi
Me diz de onde eu pertenço
Caindo, eu estou caindo
E vocês trazem de volta minha força
O tempo me puxará lentamente para baixo
Mas vocês tomarão minha respiração

Este é um elogio a todos vocês

Pois a luz que eu brilho em vocês
É o que vocês deram a mim
Eu sou cristalino e verdadeiro
Eu sou seu montinho de pedras* e seu credo

Vocês acham que eu sou uma montanha
Mas há um preço que tenho de pagar
Pois o amor que eu abandonei
Nunca pode ser substituído

Gritando, eu estou gritando
Tenham cuidado com minha alma
Sem controle, eu sou igual água
Mas tão frágil no frio
E este é um elogio a todos vocês

Pois a luz que eu brilho em vocês
É o que vocês deram a mim
Eu sou cristalino e verdadeiro
Eu sou seu montinho de pedras* e seu credo

Os mistérios da vida
Nos levam para o alto e para baixo
A estrada pode ser longa
Parece que
Alguém está perdido
Mas ninguém está livre

Caindo, eu estou caindo
Em seus braços abertos
Cada brilho reunido
Mantém minha estrela brilhando

Este é um elogio a todos vocês...

* Cairn = Montinho de pedras erigido sobre um túmulo como um memorial.

TEMPLES OF GOLD

I see you when it snows
In crystals dancing down
From a sultry sky
When silence is pure and unbreakable
I can see you smiling
In every frozen tear
I can hear you whisper "you and I?”

Little did we know
That they were life itself
The days passing by
We both had our share in the sacrifice

Once upon a time
We had something beautiful
Once upon a time
I thought "you and I?”

Take me wherever
The answer lingers in the sand
Show me the way
As the story unfolds
Love is remote
In this wailing winter wonderland
Show me the way to the temples of gold

Bless me with a kiss
Across the universe
When day and night converge
And whisper my name till I fall asleep

Tell me tales from days bygone
Tell me little lies
Tell me once again it's just "you and I?

TEMPLOS DE OURO

Eu vejo você quando neva
Em cristais que dançam ao cair
De um céu sufocante
Quando o silêncio é puro e inquebrável
Eu consigo te ver sorrindo
Em cada lágrima congelada
Eu consigo te ouvir sussurrar "Você e eu?”

Pouco sabemos
Que eles eram a própria vida
Os dias passam
Nós dois tivemos nossa parte no sacrifício

Era uma vez
Nós tínhamos algo bonito
Era uma vez
Eu pensei "você e eu?”

Me leve para onde quer que seja
A resposta permanece na areia
Me mostre o caminho
Enquanto a história se desdobra
O amor está distante
Neste invernoso e plangente país das maravilhas
Me mostre o caminho para os templos de ouro

Abençoe-me com um beijo
Através do universo
Quando o dia e a noite convergem
E sussurram meu nome até eu cair no sono

Conte-me histórias de dias passados
Conte-me pequenas mentiras
Diga-me mais uma vez, é apenas "você e eu?”

ACROSS THE HIGHLANDS

I’ve been witness to so many wars
That I’m blind to affliction
No ability left to remorse
It's my faith and conviction
Wide awake
In this world
Full of hate
I unfurl

But I am damned
If life itself is condemnation
I am immortal
Thus my freedom is captivity
Flying all across the highlands
Searching for a way
To finalize my history
Rising high above the mountains
Reaching for the sky
Closer to my sanctuary

All my life I’ve been trying to die
Reach complete segregation
I am ready to open my eyes
To a new revelation

Lost in time
There's no place
For my soul
In his embrace

For I am damned
If life itself is condemnation
I am immortal
Thus my freedom is captivity
Bound to live eternally

ATRAVÉS DAS TERRAS ALTAS*

Eu fui testemunha de tantas guerras
Que estou cego de aflição
Nada restou ao remorso
É minha fé e convicção
Plenamente acordado
Neste mundo
Cheio de ódio
Eu me liberto

Mas estou condenado
Se a própria vida é a condenação
Eu sou imortal
Assim minha liberdade é o cativeiro
Voando através das terras altas
Procurando um meio
De finalizar minha história
Subindo sobre as montanhas
Tentando alcançar o céu
Mais próximo de meu santuário

Toda minha vida, eu venho tentando morrer
Alcanço a segregação completa
Estou pronto para abrir meus olhos
Para uma nova revelação

Perdido no tempo
Não há nenhum lugar
Para minha alma
No seu abraço

Pois estou condenado
Se a própria vida é a condenação
Eu sou imortal
Assim minha liberdade é o cativeiro
Forçado a viver eternamente

* Highlands (Terras Altas) = Região montanhosa ao norte da Escócia, famosa por sua beleza acidentada e pelo famoso traje de seus habitantes (o Kilt, tradicional saia escocesa, e o Tartã, tecido de lã com desenho em xadrez).

ELIZABETH:
I. MIRROR MIRROR

Mirror can you tell me
How to stay forever young
Let me know the secret
I will hold my twisted tongue
Please protect my beauty
Velvet skin so pure and white
Hear my name resounding
Like a hymn at dead of night

Once I struck a servant
She's a virgin free from sin
Drops of blood caressed me
And refined my aging skin

Could this be the answer
Uncorrupted carmine red
Voices keep resounding
In my dazed bewildered head

Have I found myself eternity
Someone has heard my prayers
Now I’ll become divine

Have I found myself divinity
I’m no longer a slave
To the vicious hands of time

ELIZABETH:
I. ESPELHO, ESPELHO

Espelho, você pode me dizer
Como ficar jovem para sempre?
Conte-me o segredo
Manterei minha boca fechada
Por favor proteja minha beleza
Pele aveludada tão pura e branca
Ouça meu nome ressoando
Como um hino na calada da noite

Uma vez eu abati uma criada
Ela era uma virgem livre do pecado
Gotas de sangue me acariciaram
E purificaram minha pele envelhecida

Seria esta a resposta?
Carmim vermelho e incorrupto
Vozes continuam ressoando
Em minha cabeça confusa e desnorteada

Eu encontrei a eternidade?
Alguém ouviu minhas orações
Agora eu me tornarei divina

Eu encontrei a eternidade?
Já não sou mais uma escrava
Das mãos abomináveis do tempo

Elizabeth Bathory = Erzsébet Báthory, condessa Hungara, que, diz a lenda, tinha medo de envelhecer. Ela acreditava que para previnir isso, deveria se banhar no sangue de virgens.

ELIZABETH:
II. REQUIEM FOR THE INNOCENT

Mother can you hold me
One more time again
Whisper "I still love you? In my ear
Mother did you lie
Would you tell me why
There is something deeper that I fear
Justify the evil I portray
Daggers in the darkness find your way
When the moon is full and piercing bright
Drench me with your innocence tonight

Don't you want to die
Walk beside me evermore
Don't you feel alive
Like you've never felt before

Visions of the future
Unprofound and blurred
I have passed the point of no return

Justify the evil I portray
Let me keep my beauty one more day
When the moon is full and piercing bright
Drench me with your innocence tonight
Don't you want to die
Walk beside me evermore
Don't you feel alive
Like you've never felt before

Don't you want to die
Souls transcending, silver shine
Don't you feel alive
Your blood preserves my place in time

ELIZABETH:
II. RÉQUIEM PARA A INOCENTE

Mãe, você pode me abraçar
Mais uma vez?
Sussurrar "eu ainda te amo”, em meus ouvidos?
Mãe, você mentiu?
Poderia me dizer por quê
Há algo mais profundo que eu temo?
Justifique o mal que eu retrato
Punhais na escuridão encontram seu caminho
Quando a lua está cheia e com um brilho penetrante
Me encharco com sua inocência esta noite

Você não quer morrer?
Caminhe ao meu lado eternamente
Não se sente viva
Como nunca antes?

Visões do futuro
Não profundas e embaçadas
Eu passei do ponto de retorno

Justifique o mal que eu retrato
Deixe-me manter minha beleza mais um dia
Quando a lua está cheia e com um brilho penetrante
Me encharco com sua inocência esta noite
Você não quer morrer?
Caminhe ao meu lado eternamente
Não se sente viva
Como nunca antes?

Você não quer morrer?
Almas transcendendo, brilho prateado
Não se sente viva?
Seu sangue preserva meu lugar no tempo

ELIZABETH:
III. FALL FROM GRACE

Breathe in deep
Smell these halls of hate
Carve your name into these walls
Before it is too late
Cold and twisted
They resisted
What was I to do
All I ever wanted was
A fraction of the truth

Walking in the shadows
Of my blackened mind
Lost inside this shallow
Vanity of time

What if there's a god a hell and heaven
Fire is the torment I must face
Dying by the souls I have forsaken
No one's going to catch my fall from grace

(Bleed on me)
Watch me from your cage
As I rejoin my painful prime
(Suffer and exhale)
You and I are relics
We provoke and we recline

Walking in the shadows
Of my blackened mind
Angels crave my sorrow
Sorrow they will find

What if there's a god a hell and heaven
Fire is the torment I must face
Dying by the souls I have forsaken
No one's going to catch my fall from grace

Walking in the shadows
Of my blackened mind
Angels crave my sorrow
Sorrow they will find

ELIZABETH:
III. QUEDA EM DESGRAÇA

Inspire profundamente
Cheire estes corredores de ódio
Grave seu nome nestas paredes
Antes que seja tarde demais
Frios e retorcidos
Eles resistiram
O que era para eu fazer?
Tudo que eu sempre quis era
Uma fração da verdade

Caminhando nas sombras
De minha mente enegrecida
Perdida dentro desta fútil
Vaidade do tempo

E se existir um Deus, um inferno e um paraíso?
Fogo é a tormenta que eu devo enfrentar
Morrendo pelas almas que eu abandonei
Ninguém vai impedir minha queda em desgraça

(Sangre em mim)
Me observe de sua prisão
Enquanto eu revigoro minha juventude dolorosa
(Sofro e exalo)
Você e eu somos relíquias
Nós provocamos e nós reclinamos

Caminhando nas sombras
De minha mente enegrecida
Anjos almejam minha aflição
Aflição eles encontrarão

E se existir um Deus, um inferno e um paraíso?
Fogo é a tormenta que eu devo enfrentar
Morrendo pelas almas que eu abandonei
Ninguém vai impedir minha queda em desgraça

Caminhando nas sombras
De minha mente enegrecida
Anjos almejam minha aflição
Aflição eles encontrarão





Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Traduções
Todas as matérias sobre "Kamelot"

Kamelot: galeria de fotos do show no Carioca Club de São Paulo
Kamelot: a música "Forever" no original
Palco 2 Alternativo: entrevistas com membros do Kamelot
Kamelot: Oliver Palotai recapitula turnê latino-americana
Separados no nascimento: Kamelot x Hollywood
Kamelot: retorno a SP trouxe novo vocal, graça e venustidade
Kamelot: na expectativa de grandes shows no Brasil
Kamelot: assista vídeo promo da tour pela América Latina
Kamelot: disponível pacote VIP com meet and greet no Brasil
Kamelot: Alissa White-Gluz participará de shows no Brasil
Kamelot: Alissa White-Gluz virá ao Brasil com a banda
Kamelot: fotos recentes do ex-vocalista Roy Khan
Kamelot: vídeo de bastidores do show na Suécia
Kamelot: video de bastidores do show na Finlândia

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Fernando P. Silva

Fernando Silva é membro do Whiplash! e responsável pela seção de traduções. Colaborando com o site há mais de 5 anos, é quem organiza e revisa todas as traduções que são publicadas nesta seção, contando também com o auxílio de amigos e colaboradores do site. Eclético, curte desde o blues e um bom rock n' roll até o melhor do hard e do heavy, sendo o Metallica (até a eternidade) sua banda preferida. Correções de material postado anteriormente, críticas ou sugestões para novas traduções podem ser feitas através do contato direto com o autor. Email: [email protected].

Mais matérias de Fernando P. Silva no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas