Resenha - In Flames (Santana Hall, São Paulo, 15/02/2009)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Erick Tedesco
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

A primeira turnê sul-americana da banda sueca In Flames quase não passou pelo Brasil. Quase, mas passou e o único show na capital paulista foi avassalador. Apesar da irritante chuva que caía sobre a fila que dobrava quarteirões, e também sobre outras pessoas que se acomodaram em bares nas proximidades ou debaixo de toldos, o atraso para a apresentação da Claustrofobia foi tolerável. E o show da banda lemense burocrático. Funcional, mas nada mais do que usual thrash metal de sempre.

Shows: veja quanto Sabbath, A7X, Red Hot e Disturbed faturaramMick Wall: "O Black Sabbath não inventou nada, não é pai de nada"

Então pouco ou nada conhecida pelo público da música pesada, o Santana Hall engana à primeira impressão. Simplório na faixada, mas com uma excelente estrutura interna. A qualidade da aparelhagem que viabilizou a propagação do som, para ambas as bandas, foi nítida. Um espaço adequado para acomodar os aproximadamente três mil presentes naquela noite. Sem empurra empurra, sem brigas e sem aglomeração.

E de fato tudo contribuiu para o esperado espetáculo satisfatório. Ao fim do set da Claustrofobia, que tocou por quase uma hora, a equipe técnica e o bom senso funcionaram e a atração principal, a In Flames, já estava prestes a aparecer no palco. Na bagagem, os suecos, sem Jesper Stromblad (se tratando do alcoolismo) substituído na turnê latino-americana por Niclas Engelin (que já tocara no In Flames e lançou dois álbuns com a banda Gardenian), estão com nove álbuns e uma notável popularidade na Europa. Banda de porte grande, mesmo!

O que foi comprovado na primeira apresentação da banda em terras brasileiras. Um show profissional, não apenas pela técnica e domínio dos músicos com seus respectivos instrumentos, mas pelo carisma. Principalmente do vocalista Anders Friden e também do guitarrista Björn Gelotte. À parte do ofício musical, Friden mostrou que se daria bem como comediante de stand up comedy, em evidência no Brasil.

A primeira canção do show foi a agitada "Delight And Angers", do último lançamento, "Sense of Purpose". Para legitimar a emoção de muitos fãs que há tempos esperavam por este dia, a clássica "Pinball Map" é executada vigorosamente. E, após "Leeches", do penúltimo "Come Clarity", "Episode 666", umas das primeiras músicas que de fato pavimentou o sucesso de hoje. Em seguida, "Drifter" e "Colony", do álbum homônimo, cujo ritmo cadenciado, em meio a camadas de riffs, ao vivo funciona absurdamente bem.

Outra do "Whoracle", "The Hive", fez a festa dos saudosistas, enquanto "Cloud Connected", da "fase nova", fez grande parte do público pular. E outra do novo álbum, "Alias", que não é balada, mas possui balanço e é uma das preferidas entre as novas canções. Mas "Behind Space" novamente remete aos primeiros álbum da In Flames com muito peso. Muito, mesmo. Já a seguinte, "Only For The Weak", outro clássico do Clayman, foi muito cantada.

Já nos momentos finais do show tocaram a "Disconnected", a balada "Come Clarity" e a contagiante "The Quiet Place", do "Soundtrack To Your Escape". Sucesso após sucesso, outro hit do "Sense of Purpose", "The Mirror´s truth", seguida de "Trigger" e "Take This Life". A derradeira foi "My Sweet Shadow", que finalizou a apresentação da banda, que optou por não fazer ceninha para "bis" e encerrar de forma respeitosa com os fãs. Sim, fãs, porque mesmo quem foi ao evento com indiferença, ao final do set, penso eu, o sentimento geral foi de ter assistido ao show de uma "banda e tanto".

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de In Flames (Santana Hall, São Paulo, 15/02/2009)

Resenha - In Flames (Santana Hall, São Paulo, 15/02/2009)

Metal Injection
20 álbuns que completam 20 anos em 2017

Shows: veja quanto Sabbath, A7X, Red Hot e Disturbed faturaramPassenger: O projeto de Anders Fridén, do In FlamesTodas as matérias e notícias sobre "In Flames"

Metal Sucks
Os 522 melhores álbuns de metal do século 21

In Flames
"É muito fácil julgar um trabalho só pela capa!"

In Flames
Conheça o 2112, bar dos membros do grupo

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "In Flames"

Mick Wall
"O Black Sabbath não inventou nada, não é pai de nada"

Slipknot
Viúva de Paul Gray diz que amigos não o ajudaram

Europe
The Final Countdown: segunda pior música dos anos 80

Bon Jovi: como a farofa azedou entre banda e Alec John SuchPink Floyd: entenda o "estilo Gilmour" de tocar guitarraBruce Dickinson: curiosidades sobre a voz por trás do Iron MaidenIron Maiden: cerveja Trooper em latão de 500mlMetallica: James se considera um "straight edge renascido"Trues em desespero: Lemmy Kilmister gosta de Evanescence

Sobre Erick Tedesco

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online