Deicide: mais vendido de todos os tempos do Death Metal

Resenha - Deicide - Deicide

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Leonardo M. Brauna
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Deicide desde quando surgiu vem conquistando seguidores e desafetos pelo mundo inteiro. Nos anos oitenta com o nome de Amon chegaram a lançar as demos Feasting the Beast (1987) e Sacrificial (1989). Reza a lenda que, sabendo da desatenção de um dos produtores da Roadrunner Records pelas demos da banda, Glen Benton chegou a invadir o local e ameaçou-o se não lançasse o primeiro álbum deles. Foi aí que surgiu o Debut homônimo!
United By Metal: 20 anos de "Serpents Of The Light", do DeicideHistória do Rock

História "hilária" ou duvidosa, a verdade é que a banda foi obrigada a mudar de nome, pois Amon é chamado a moradia citada no álbum "Them" de King Diamond, então principal estrela da gravadora. "Acordo" feito, a banda resolve mudar para Deicide que traduzido do latim significa "conspirador de cristo".

Em 25 de julho de 1990, pelas mãos do cultuado produtor Scott Burns é lançado o full length com todas as faixas das duas demos e mais duas músicas inéditas, "Deicide" e "Mephistopheles". O lugar escolhido para a concepção não poderia deixar de ser outro, no Morrisound Records onde já passou todos os grandes nomes do Death Metal daquela época.

Imediatamente ao lançamento o álbum atingiu status de um dos mais poderosos do estilo, Glen Benton ainda hoje afirma que nunca usou recursos tecnológicos para modificar as suas vocalizações nesse disco, mas "cacetadas" como "Lunatic of God's Creation" e "Oblivious to Evil" nos deixa certa dúvida sobre isso, porém como seus 'Screams' acompanham os guturais em todos os trechos das canções é melhor nem aprofundarmos nesse assunto para não causar confusão.

Todas as dez faixas foram criadas pelo vocalista e ao lado de "Covenant" do Morbid Angel, "Deicide" é o mais vendido de todos os tempos do Death Metal. As suas letras sempre desafiando o cristianismo e fazendo adorações diretas ao satanismo, fizeram da banda uma das mais expressivas do Black Metal que conseguiu romper as barreiras do "absoluto underground".

A "canção", "Dead by Dawn", estreou como uma das trilhas sonoras do game "Grand Theft Auto IV: The Lost and Damned" em 2009 quando a banda já entrara para o "mainstream" da música extrema mundial.

Este é o primeiro de tantos outros trabalhos sempre na mesma linha que vem despertando ódio em muitos cristãos, motivo pelo qual a banda vem recebendo "cotidianamente" muitas ameaças por parte de "fanáticos", fazendo os seus membros andarem sempre "prevenidos" (nos EUA porte de armas é legal em algumas regiões). Mas isso nunca interrompeu a saga desses guerreiros!

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Line Up:
Glen Benton – Vocal, Baixo
Eric Hoffman – Guitarra
Brian Hoffman – Guitarra
Steve Asheim – Bateria

Track List:
01."Lunatic of God's Creation" 2:42
02."Sacrificial Suicide" 2:51
03."Oblivious to Evil" 2:41
04."Dead by Dawn" 3:56
05."Blaspherereion" 4:15
06."Deicide" 4:02
07."Carnage in the Temple of the Damned" 3:33
08."Mephistopheles" 3:35
09."Day of Darkness" 2:05
10."Crucifixation" 3:55

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Metal Injection
20 álbuns que completam 20 anos em 2017

United By Metal: 20 anos de "Serpents Of The Light", do DeicideSix Feet Under: guitarrista Jack Owen se junta à bandaTodas as matérias e notícias sobre "Deicide"

Deicide
Slipknot não forneceu a ajuda de que eles não precisavam

Capas polêmicas
Slayer, Megadeth, Dream Theater, Carcass...

Deicide
Glen Benton promove vexame na Dinamarca

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Deicide"

Rock
A história dos primórdios aos anos 90

João Gordo
O que ele acha da banda Babymetal?

Edu Falaschi
O fax com convite de seleção para o Iron Maiden

Sepultura: um vocalista como Max é quase impossível de achar, diz AndreasSoulfly: Max relembra seu momento mais surreal ao vivoMetal Hammer: dez "estranhas" colaborações no metalDetonator: "quebrando taça de cristal com agudo ultrasônico" no Agora é Tarde da BandSaúde: Headbanging pode causar lesões sérias; saiba se previnirKiss: Paul Stanley e o persistente rumor sobre sua sexualidade

Sobre Leonardo M. Brauna

Leonardo M. Brauna é cearense de Maracanaú e desde 1989 vive à cultura e ideologia do Metal Pesado sendo fã ardoroso do Classic Rock ao Death Metal. A sua dedicação se define na constante busca por boas novidades e tesouros ainda obscuros.

Mais matérias de Leonardo M. Brauna no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online