Tradução - How Innocence Dies - Avec Tristesse

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Joana Angélica Azevêdo de Oliveira, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

[I Am But One]
(Salles)

See how I manage to be just one
I could falter and wither and be just one
The languid state of my sorry soul
Is a proof that we'll never be as one

[Eu Sou Apenas Um]
(Salles)

Veja como eu consigo ser apenas um
Eu poderia hesitar e murchar e ser apenas um
O estado lânguido de minha alma infeliz
É uma prova que nós nunca seremos como um

[All Love Is Gone]
(Salles/Thrall)

Late at night I close my eyes
Alas! The lighten candle dies
I feel the presence of the dark
I strive my thoughts away from you

Flowing like a river of feelings
My conscience so pale
And all the love that's gone
Brings me tragic nightmares

"She walks in beauty like the night
Of cloudless climes and starry skies
And all that's best of dark and bright
Meet in her aspect and her eyes
Thus mellowed to that tender light
Which heaven to gaudy day denies

One shade the more, one ray the less
Had half impaired the nameless grace
Which waves in every raven tress
Or softly lightens on her face
Where thoughts serenely
Sweet express
How pure, how dear
Their dwelling place

And on her cheek, and on her brow
So soft, so calm, yet eloquent
The smiles that win, the tints that glow
But tell of days in goodness spent
A mind at peace with all below
A heart whose love is innocent!"

These words I read to none but you
Take thought of me when I descend

Take from me my emptiness
I've never felt (true) love in my life
A bitter life that no one ever cared

The taste of wine lingers in my mind
The wine that spilled right out from your wounds
Into my mouth and shattering my life
I thank you so my beloved ones

[Todo Amor Se Foi]
(Salles/Thrall)

Tarde da noite eu fecho meus olhos
Alas! A iluminada vela morre
Eu sinto a presença da escuridão
Eu esforço meus pensamentos longe de você

Fluindo como um rio de sentimentos
Minha consciência tão pálida
E todo o amor que se foi
Traz pesadelos trágicos para mim

"Ela anda em beleza como a noite
De climas sem nuvens e céus estrelados
E tudo de melhor da escuridão e da luz
Se encontra em seu aspecto e seus olhos
Sendo assim amolecido pela aquela branda luz
Que o céu nega para um dia enfeitado

Uma sombra a mais, um raio a menos
Se metade tivesse prejudicado a graça sem nome
Que ondulam em toda mecha negra
Ou suavemente ilumina em sua face
Onde pensamentos serenamente
Se expressam docemente
Quão puro, quão querido
O lugar de habitação deles

E em sua bochecha, e em sua sobrancelha
Tão macia, tão calma, contudo eloqüente
Os sorrisos que ganham, as matizes que acendem
Mas contam sobre dias gastados em bondade
Uma mente em paz com tudo abaixo
Um coração cujo amor é inocente!"

Estas palavras eu leio apenas para você
Tenha pensamentos de mim quando eu descer

Leve de mim meu vazio
Eu nunca senti (verdadeiro) amor em minha vida
Uma vida amarga que ninguém nunca se preocupou

O gosto de vinho permeia em minha mente
O vinho que foi derramado de suas feridas
Em minha boca e quebrando minha vida
Eu lhes agradeço, minhas amadas

[A View Of The End]
(Thrall)

You left me without strength
Before I rose
Entering the gates of loneliness
You saw me in disgrace

You carried away all my laughter
And gave me the cold of darkness
Covered me up with no hope
And took away all my bliss

The view of the end, emotions rise
My innocent heart suffers inside
So sad, so blind, so out of my mind
So sad, so blind, just leave me to die

Will I wait forever?
Is this my punishment?
Please, don't leave me in darkness
Please, reach the light again with me

I was lost in my own damnation
And even if I tried to awake
I would never escape

Into my illusions
Horizons with no colours
Give me a distance
To reach my other me in horror

Even if I ran in the pouring rain
Voices would surround me
Casting a spell that mangled my mind

I felt the emptiness brake my chances
And leave no choice for me
The breeze of sorrow blew inside of me
Bringing back all my sad emotions

I froze my conscience
And fell asleep amidst my torment
Laid down my soul under withering leaves
And now I'm eternally alone...

[Uma Visão do Fim]
(Thrall)

Você me deixou sem forças
Antes de eu me erguer
Entrando nos portões da solidão
Você me viu em desgraça.

Você levou toda minha risada embora
E me deu a frieza da escuridão
Envolveu-me sem esperança
E levou toda minha felicidade.

A visão do fim, as emoções surgem
Meu coração inocente sofre por dentro
Tão triste, tão cego, tão fora de minha mente
Tão triste, tão cego, apenas me deixe morrer

Devo esperar para sempre?
É este meu castigo?
Por favor, não me deixe na escuridão
Por favor, alcance a luz novamente comigo

Eu estava perdido em minha própria maldição
E mesmo que eu tentasse despertar
Eu nunca escaparia

Entrando em minhas ilusões
Horizontes sem cores
Me dê uma distância
Para alcançar meu outro eu em horror

Mesmo que eu corresse no temporal
Vozes me cercariam
Lançando um feitiço que mutilariam minha mente

Eu senti o vazio quebrar as minhas chances
E me deixar sem escolha
A brisa da tristeza soprou dentro de mim
Trazendo de volta todas minhas emoções tristes.

Eu gelei minha consciência
E adormeci no meio do meu tormento
Deitei minha alma debaixo de folhas murchas
E agora eu estou eternamente só...

[Escapism]
(Salles)

A mortal sign ascends from time to time
Unto every man that succumbs
To deep temptations
On the verge of triumph
The poet hesitates and fades
Too much emotions cling to tragic lullabies

I feel the dark
I deny existence
I bathe in blood
That flows from me

Fear of deceptions for fear is alive
Unable to live but able to die
Abandoned so early
Whilst love was aroused
No meaning to live
To watch my heart pound

I cry for God but I'm ignored
And desperately cry
To engrave my thoughts
They have all gone, but left you here
I love you still and ever will
My fate drew me to burial
The life I lived; mistaken one
My pleads for death gone into me
In death's embrace I'll dance with thee

An acclaimed deception
Had no reason to live
Had he willingly chosen
To believe in his will
The empty feeling
Would have passed by his eyes
For another to witness this final demise

So close to him she lay...

She fell to her knees
I could not hear her heart beat
My tears mixed with her blood
And nothing more was heard

[Escapismo]
(Salles)

Um sinal mortal ascende de vez em quando
Até todo homem que sucumbe
As tentações profundas
A beira do triunfo
O poeta hesita e enfraquece
Muitas emoções se agarram às canções trágicas

Eu sinto a escuridão
Eu nego a existência
Eu me banho em sangue
Que flui de mim

Medo de decepções, pois o medo está vivo
Incapaz de viver mas capaz de morrer
Abandonado tão cedo
Quando o amor foi despertado
Nenhum significado para viver
Para assistir meu coração bater

Eu grito para Deus mas sou ignorado
E desesperadamente choro
Para enterrar meus pensamentos
Eles todos se foram, mas deixaram você aqui
Eu ainda amo você e sempre amarei
Meu destino me atraiu ao enterro
A vida que eu vivi; equivocada
Meus pedidos de morte entraram em mim
No abraço da morte eu dançarei contigo

Uma decepção aclamada
Não tinha razão para viver
Tivesse ele escolhido, de boa vontade
Acreditar em sua ambição
O sentimento vazio
Teria passado pelos seus olhos
Para outro testemunhar este falecimento final

Tão perto dele, ela se deitou...

Ela caiu em seus joelhos
Eu não conseguia ouvir a batida do seu coração
Minhas lágrimas se misturaram com seu sangue
E nada mais foi ouvido

[Through My Eyes]
(Salles)

I never thought one so lonely as though
Amidst the ever repeating sunset play
Gaze through my eyes
And into my thoughts
Your dark eyes
Darken with the deepest clouds
Deep as bleak moors in the winter's breeze
I watch upon your bloodless skin so smooth
I watch and wonder: Why do you not move?

[Através dos Meus Olhos]
(Salles)

Eu nunca pensei que alguém tão só quanto você
Na eterna encenação do pôr-do-sol
Contemplasse através dos meus olhos
E dentro dos meus pensamentos.
Seus olhos escuros
Escurecerem com as nuvens mais profundas
Profundas como pântanos desertos na brisa do inverno
Eu observo sua pele descorada tão lisa
Eu observo e penso: Por que você não se move?

[Presence Ignored]
(Gama)

Whence does so much devastation come from?
Deceit, hatred, delusions
Creating bonds of disunion
All that will be left is a great loss

[Presença Ignorada]
(Gama)

De onde vem tanta devastação?
Decepção, ódio, desilusões
Criando laços de desunião
Tudo que sobrará é uma grande perda

[Lost In Your Complexity]
(Salles/Thrall)

I'd give you the soul of this boy
That is in front of you
His useless life isn't enough
To beseech all your love
As you put sight in this poor boy
That is ready with fear
To flourish through darkness
And enter your complexity

Aching as flowers refused
Then you loose grip on emotions
With sadness we're doomed
The frost is inside you killing you through
Burning your heart in the name of truth

In fear, we sear
Again in tears
Recall the years when fights appeared
Remember dear, those lonely years
You turn, with fear
To not see me crying here

Why?
Why does your sun shine this way?
Say no more
Cast me to die just today

Fighting within
Our quest tastes like an open wound
Now that's all over
This quest will never come through

I can't wait for any answers
I'm so lost to go any further

Man might never know for sure
The complex equations of love and truth
(So) face the abnormal strength within you
Just when you loose the chance to choose

[Perdido Em Sua Complexidade]
(Salles/Thrall)

Eu lhe daria a alma deste garoto
Que está na sua frente
A vida inútil dele não é o bastante
Para implorar por todo o seu amor
No que você avista esse pobre garoto
Que está preparado com medo
Para florescer através da escuridão
E entrar em sua complexidade

Doendo como flores recusadas
Então você perde a firmeza das emoções
Com tristeza estamos condenados
A frieza está dentro de você, o matando por inteiro
Queimando seu coração em nome da verdade

Em medo, nos cauterizamos
Novamente em lágrimas
Recorde os anos quando as brigas surgiram
Lembre-se querida, daqueles anos solitários
Você se vira, com medo
Para não me ver aqui chorando

Por quê?
Por que o seu sol brilha deste modo?
Não fale mais
Só me jogue para morrer por um dia

Lutando dentro de mim
Nossa indagação tem gosto de uma ferida aberta
Agora está tudo acabado
Esta indagação nunca passará

Eu não posso esperar por mais respostas
Eu estou tão perdido para continuar em frente

O homem talvez nunca saiba com certeza
As equações complexas do amor e da verdade
(Então) encare a força anormal dentro de você
Simplesmente quando você perder a chance de escolher

[Of Emotions]
(Thrall)

When tears dry
I finally have a sign
That my love for you
Is just a dreamkind

When tears dry
I loose my mind
And memories fall asleep in a dream
Then I feel emptiness once again
With deep pain inside

A wicked mind behind her eyes
Her beauty's beyond heaven and hell
And her voice gave me a dark will

Whispering in silence
Dancing with desire
You make me feel forever
But it's really killing me

Blood shed from my heart
Like a decorative color
In your sick gallery of emotions
Hence I'll say farewell

[De Emoções]
(Thrall)

Quando as lágrimas secam
Eu finalmente tenho um sinal
Que meu amor por você
É apenas uma espécie de sonho

Quando as lágrimas secam
Eu perco minha mente
E as recordações adormecem em um sonho
Então eu sinto o vazio mais uma vez
Com uma profunda dor por dentro

Uma mente maliciosa por trás de seus olhos
Sua beleza está além do céu e do inferno
E a voz dela me deu uma vontade obscura

Sussurrando em silêncio
Dançando com desejo
Você me faz sentir para sempre
Mas realmente está me matando

Sangue derramou do meu coração
Como uma cor decorativa
Em sua galeria doentia de emoções
Conseqüentemente eu direi adeus

[As Years Pass By]
(Thrall/Salles)

And I'm still living that moment...
I hear in the symphony of winds
The whispering of her voice
Echoing beautifully in my thoughts
The supreme melody of enchantment
Embracing me in pure ecstasy

I'm living in my fantasy
Bringing my winter with graciousness
Guiding myself unto cloudy skies
She casts the lies in my head

Drinking my wine with relish
She's using all her malice
She holds my hands in glee
Leaving me in misery

Immortal beauty, endless cruelty
Am I worthy of her passion?
Or even to touch her body
When the night falls?

Freeze with the ocean of heartless emotions
Deal with the fact that she's not there
Grasp for an answer
To all simple chapters
Read with the insight of unsecurity

Fate becomes desolated
Observing all the suffering
That she brought me

I'll embrace her soul
Not like before
I'll be coming
With my blackened heart

Into the emptiness of darkness
A great lament has been heard
Flesh and soul were united
In the scars of a cursed past
Through never-ending fevered nightmares
My tears shall bring grave sickness to mankind

[Enquanto Os Anos Passam]
(Thrall/Salles)

E eu ainda estou vivendo aquele momento...
Eu ouço na sinfonia dos ventos
O sussurrar da voz dela
Ecoando formosamente em meus pensamentos
A melodia suprema de encanto
Me abraçando em puro êxtase

Eu estou vivendo em minha fantasia
Trazendo meu inverno com graciosidade
Guiando eu mesmo até céus nublados
Ela lança as mentiras em minha cabeça

Bebendo meu vinho com prazer
Ela está usando toda sua malícia
Ela segura minhas mãos em triunfo
Me deixando na miséria

Beleza imortal, crueldade infinita
Eu sou merecedor de sua paixão?
Ou até mesmo tocar o corpo dela
Quando a noite cai?

Congele com o oceano de emoções insensíveis
Lide com o fato de que ela não está lá
Procure por uma resposta
A todos os capítulos simples
Leia com a perspicácia da insegurança

Destino torna-se devastado
Observando todo o sofrimento
Que ela me trouxe

Eu abraçarei a alma dela
Não como antes
Eu estarei vindo
Com meu coração enegrecido

No vazio da escuridão
Um grande lamento foi ouvido
Carne e alma foram unidas
Nas cicatrizes de um passado amaldiçoado
Através de eternos pesadelos febris
Minhas lágrimas trarão doenças sérias à humanidade

[Avant Les Tenèbres]
(Salles)

Nous étions comme la lune brillante
Et l'océan qui la reflète
Jamais nous avons eu des tempêtes ou les gens
On été capables de nous séparer
Mais comme dans les histoires racontées
La fin inévitable s'etait éveillé

[Antes da Escuridão]
(Salles)

Nós éramos como a lua brilhante
E o oceano que a refletia
Nunca as tempestades ou o homem
Conseguiram nos separar
Mas, assim como, estorinhas (de criança)*
O fim inevitável havia despertado

* Histoires racontées = não há uma tradução perfeita para "histoires racontées"; são aquelas estórias que lemos quando criança e pré-adolescentes.

[Angel After Dark]
(Salles)

I've lost all of my hope
You can't say that I haven't tried
I still feel your love
This must be all that I've got

I've learnt so much with you
I know how I'm gonna take it
Please don't leave me now
Hear me, stay a little longer

This can't be true
Fuck! I love you...

After dark you're far from me
You are an angel as I can see
Another day by your side
Is enough for me to die in peace

I live in sadness
You are the dark

I live in sadness
You are my darkness
I see you before I die

Try this sadness
See what happens
Dark yet senseless
You are reckless
Face my madness
My life shatters
When you stab my heart

[Anjo Depois da Escuridão]
(Salles)

Eu perdi toda minha esperança
Você não pode dizer que eu não tentei
Eu ainda sinto seu amor
Isto deve ser tudo que tenho

Eu aprendi tanto com você
Eu sei como eu vou encarar isso
Por favor não me deixe agora
Me ouça, fique mais um pouquinho

Isto não pode ser verdade
Droga! Eu te amo...

Depois da escuridão você está perto de mim
Você é um anjo como eu posso ver
Mais um dia ao seu lado
É o suficiente para eu morrer em paz

Eu vivo em tristeza
Você é a escuridão

Eu vivo em tristeza
Você é minha escuridão
Eu te vejo antes morrer

Tente esta tristeza
Veja o que acontece
Obscuro porém inconsciente
Você está despreocupada
Encare minha loucura
Minha vida se quebra
Quando você apunhala meu coração

[Sceptical And Gone]
(Salles)

I've taught something to you
And you know that I can't betray you
Please try to understand
Leave me, try to be happy without me...
Without me.

[Cético e Partido]
(Salles)

Eu ensinei algo para você
E você sabe que eu não posso traí-lo
Por favor, tente entender
Me deixe, tente ser feliz sem mim...
Sem mim.

AVEC TRISTESSE:
Nathan Thrall - Bateria/Vocais
Rafael Gama - Baixo
Pedro Salles - Vocais/Guitarras




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Álbuns TraduzidosTodas as matérias sobre "Avec Tristesse"


Whiplash.Net: Por que o site republica matérias antigas?Whiplash.Net
Por que o site republica matérias antigas?

Capas de álbuns: 30 das piores artes da históriaCapas de álbuns
30 das piores artes da história

Separados no nascimento: Paul Stanley e Sidney MagalSeparados no nascimento
Paul Stanley e Sidney Magal

Rush: Um Adeus Aos ReisRush
Um Adeus Aos Reis

Cinema: o melhor e o pior dos rockstars em filmesCinema
O melhor e o pior dos rockstars em filmes

Rush: tragédia com Peart quase acabou com a bandaRush
Tragédia com Peart quase acabou com a banda

Riffs: lista dos 50 melhores segundo a NMERiffs
Lista dos 50 melhores segundo a NME


Sobre Joana Angélica Azevêdo de Oliveira

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adGoo336|adClio336