Tradução - Operation Mindcrime - Queensryche

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Doctor Robert, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

6:00 P.M.
Our friend Nikki, charged with several counts
of murder involving members of this city's political
and religious leaders, has been committed to
State Hospital under heavy security. London-born
nurse, Debbie, seems determined to administer the
tranquilizer and give us her personal feelings
regarding her patient. Hmm? Injection completed,
Nikki listens to his favorite tape and retraces his past

6 da Tarde.
Nosso amigo Nikki, acusado por inúmeros
assassinatos envolvendo membros da política e líderes
religiosos desta cidade, foi levado ao Hospital Estadual
sob forte segurança. A enfermeira londrina, Debbie,
parece determinada em dar-lhe o tranqüilizante e nos
demonstra seus sentimentos pessoais de cuidado pelo seu
paciente. Hmm? Completada a injeção, Nikki ouve sua
fita favorita e retraça o seu passado

[I REMEMBER NOW]
(De Garmo)

"Dr. David, telephone please
Dr. David, telephone please
Dr. Blair, Dr. Blair, Dr. J. Hamilton
Dr. J. Hamilton"

News Broadcast:
"...the Soviets...
In other news the bizarre murders of
Political and religious leaders that have
Shocked this city over the last month
Seemed to have ended as suddenly
As they began
No terrorist groups ... responsibility
For the slayings but police have a
Suspect in custody under observation
In a state hospital.
His identity is being withheld pending
Further investigation.
Sports and weather next..."

Nurse:
"It's ten minutes past curfew
Why are you still up?
Hello? Hello?
Perhaps you need another shot
Ah, that should do it
Sweet Dreams, you bastard"

Nikki:
"I remember now, I remember how it started.
I can't remember yesterday,
I just remember doing what they told me...
told me... told me... told me."

[EU ME LEMBRO AGORA]
(De Garmo)

"Dr. David, o telefone por favor
Dr. David, o telefone por favor
Dr. Blair, Dr. Blair, Dr. J. Hamilton
Dr. J. Hamilton"

Apresentador do Jornal:
"... os soviéticos...
Em outra notícia, os bizarros assassinatos de
Líderes políticos e religiosos que
Chocaram esta cidade durante o último mês
Parecem ter terminado tão repentinamente
Quanto começaram
Nenhum grupo terrorista... responsabilidade
Pela matança mas a polícia tem um
Suspeito sob custódia em observação
Em um hospital estadual
Sua identidade está sendo mantida em sigilo
Aguardando futuras investigações.
Esportes e clima a seguir..."

Enfermeira:
"Já se passaram dez minutos do toque de recolher,
Por que você ainda está acordado?
Olá? Olá?
Talvez você precise de outra injeção
Ah, isso deve ser o suficiente
Bons Sonhos, seu desgraçado"

Nikki:
"Eu me lembro agora, eu lembro como começou.
Não me lembro de ontem.
Só me lembro de ter feito o que eles me mandaram...
me mandaram... me mandaram... me mandaram..."

[ANARCHY-X]
(De Garmo)

(Instrumental)

Weeks ago in Occidental Park
Hundreds of people gathered
For a political rally
There was a man shouting
Above all the others:

"Do we have freedom?
Do we have equality?
This country's changing!
It is no longer for all of the people!
It is for some of the people!"
The man's name? "Dr. X."

[ANARQUIA-X]
(De Garmo)

(Instrumental)

Semanas atrás no Parque Ocidental
Centenas de pessoas se juntaram
Para um rali político.
Havia um homem gritando
Acima de todos os outros:

"Nós temos liberdade?
Nós temos igualdade?
Este país está mudando!
Ele não é mais para todas as pessoas!
Ele é para algumas das pessoas!"
O nome do homem? "Dr. X"

[REVOLUTION CALLING]
(Tate, Wilton)

For a price I'd do about anything
Except pull the trigger
For that I'd need a pretty good cause
Then I heard of Dr. X
The man with the cure
Just watch the television
Yeah, you'll see there's something goin' on

Got no love for politicians
Or that crazy scene in D.C.
It's just a power mad town
But the time is ripe for changes
There's a growing feeling
That taking a chance
On a new kind of vision is due

I used to trust the media
To tell me the truth, tell us the truth
But now I've seen the payoffs
Everywhere I look
Who do you trust
When everyone's a crook?

Revolution calling
Revolution calling
Revolution calling you
(There's a) Revolution calling
Revolution calling
Gotta make a change
Gotta push, gotta push it on through

I'm tired of all this bullshit
They keep selling me on T.V
About the communist plan
And all the shady preachers
Begging for my cash
Swiss bank accounts while giving their
Secretaries the slam

They're all in Penthouse now
Or Playboy magazine
Million dollar stories to tell
I guess Warhol wasn't wrong
Fame fifteen minutes long
Everyone's using everybody
Making the sale

I used to think
That only America's way
Way was right
But now the holy dollar
Rules everybody's lives
Gotta make a million
Doesn't matter who dies

Revolution calling
Revolution calling
Revolution calling you
(There's a) Revolution calling
Revolution calling
Gotta make a change
Gotta push, gotta push it on through

I used to trust the media
To tell me the truth, tell us the truth
But now I've seen the payoffs
Everywhere I look
Who do you trust
When everyone's a crook?

Revolution calling
Revolution calling
Revolution calling you
(There's a) Revolution calling
Revolution calling
Gotta make a change
Gotta push, gotta push it on through

There's a Revolution!

....Ring!....Ring!
The phone hasn't stopped ringing since the
Hypnotic meeting with Dr. X.
His plan is brilliant in its simplicity:
assassination and replacement.
He calls it, "Operation: Mindcrime"
And Nikki is the key player

Nikki has a weakness. He likes the needle
Dr. X makes sure Nikki
Feels good so he can do a good job.
The chosen "Death Angel"
Is then easily manipulated through
Subliminal suggestion over the telephone
The password into Nikki's brain is
"mindcrime."

[REVOLUÇAO CHAMANDO]
(Tate, Wilton)

Por um preço eu faria de tudo
Exceto puxar o gatilho
Para isso eu precisaria de um ótimo motivo
Então ouvi sobre o Dr. X
O homem com a cura
Confira na televisão
Yeah, você verá que tem algo acontecendo

Não amo os políticos
Nem a cena louca da capital
Uma cidade maluca em polvorosa
Mas o momento é oportuno pra mudanças
Há um sentimento crescente
De que ter uma chance
Em um novo tipo de visão é necessário

Eu costumava confiar na mídia
Pra me dizer a verdade, dizer-nos a verdade
Mas agora eu tenho visto os resultados
Onde quer que eu olhe
Em quem você confia
Quando ninguém presta?

Revolução chamando
Revolução chamando
Revolução chamando você
(Há uma) Revolução chamando
Revolução chamando
Temos que mudar
Temos que levá-la, levá-la a cabo

Estou cansado de toda essa besteira
Que eles ficam me vendendo na TV
Sobre o plano comunista
E todos os oradores sombrios
Implorando pela minha grana
Contas em bancos na Suíça enquanto eles
Dão um trato em suas secretárias

Elas estão todas na Penthouse agora
Ou na revista Playboy
Histórias milionárias pra contar
Acho que Warhol não estava errado
Quinze minutos de fama
Todos usando todos
Fazendo comércio

Eu costumava achar
Que apenas o modo americano
Era o modo certo
Mas agora o santo dólar
Rege a vida de todos
Vou ganhar um milhão
Não importa quem morra

Revolução chamando
Revolução chamando
Revolução chamando você
(Há uma) Revolução chamando
Revolução chamando
Temos que mudar
Temos que levá-la, levá-la a cabo

Eu costumava confiar na mídia
Pra me dizer a verdade, dizer-nos a verdade
Mas agora eu tenho visto os resultados
Onde quer que eu olhe
Em quem você confia
Quando ninguém presta?

Revolução chamando
Revolução chamando
Revolução chamando você
(Há uma) Revolução chamando
Revolução chamando
Temos que mudar
Temos que levá-la, levá-la a cabo

Há uma revolução!

...Trim!...Trim!
O telefone não parou de tocar desde o
Encontro hipnótico com Dr. X.
Seu plano é brilhante em sua simplicidade:
Assassinato e substituição.
Ele chama de "Operação: Crime Mental"
E Nikki é a peça chave

Nikki tem uma fraqueza. Gosta da agulha
Dr. X se assegura que Nikki
sinta-se tão bem que possa fazer um bom trabalho
O "Anjo da Morte" escolhido
É então facilmente manipulado através de
Sugestão subliminar pelo telefone
A senha para entrar no cérebro de Nikki é
"crime mental"

[OPERATION: MINDCRIME]
(De Garmo, Tate, Wilton)

Nikki: "Hello?"
Dr. X: "Mindcrime"

It just takes a minute
And you'll feel no pain
Gotta make something of your life boy
Give me one more vein
You've come to see the doctor
Cause I'll show you the cure
I'm gonna take away the questions
Yeah I'm gonna make you sure

A hit man for the order
When you couldn't go to school
Had a skin job for a hair-do
Yeah you looked pretty cool
Had a habit doing mainline
Watch the dragon burn
No regrets, you've got no goals
Nothing more to learn

Now I know you won't refuse
Because we've got so much to do
And you've got nothing more to lose
So take this number and welcome to

Operation : Mindcrime
We're an underground revolution
Working overtime
Operation : Mindcrime
There's a job for you in
The system boy, with nothing to sign

Hey Nikki you know everything
That there is to do
Here's a gun take it home
Wait by the phone
We'll send someone over
To bring you what you need
You're a one man death machine
Make this city bleed

Now I know you won't refuse
Because we've got so much to do
And you've got nothing more to lose
So take this number and welcome to

Operation : Mindcrime
We're an underground revolution
Working overtime
Operation : Mindcrime
There's a job for you in
The system boy, with nothing to sign

Operation : Mindcrime
We're an underground revolution
Working overtime
Operation : Mindcrime
If you come to see the doctor
Yeah he'll give you the cure

Operation : Mindcrime
Make something of your life boy
Let me into your mind
Operation : Mindcrime
There's a job for you in the system boy
With nothing to sign

Nikki was a loser.
A street kid
Left to fend for himself at a young age
He was independent, and unpredictable
But harmless.
Except now he had a Philosophy,
and that made him dangerous

"Revolution!" was the word on his lips
As he stood in the streets and
Screamed, "Hey, listen to me!"

[OPERAÇAO: CRIME MENTAL]
(De Garmo, Tate, Wilton)

Nikki: "Alô?"
Dr. X: "Crime Mental"

Só leva um minuto
E você não sentirá nenhuma dor
Algo tem que ser feito da sua vida garoto
Dê-me mais uma veia
Você veio ver o médico
Porque eu lhe mostrarei a cura
Vou acabar com suas dúvidas
Yeah, vou fazer você ter certeza

Um matador sob encomenda
Quando você não podia ir à escola
Arranjando bicos por um corte de cabelo
Yeah, seu visual era bem legal
Tinha o hábito de andar na linha principal
Veja o dragão queimar
Sem ressentimentos, você não tem objetivos
Nada mais a aprender

Agora eu sei que não recusarei
Porque tenho tanto a fazer
E você não tem nada mais a perder
Então pegue esse número e bem vindo à

Operação: Crime Mental
Somos uma revolução secreta
Fazendo hora extra
Operação: Crime Mental
Há um serviço pra você
No sistema garoto, sem nada pra assinar

Ei Nikki, você sabe tudo
Que tem que ser feito
Tome uma arma, leve-a pra casa
Espere perto do telefone
Mandaremos alguém
Trazer o que você precisa
Você é uma maquina humana de morte
Faça essa cidade sangrar

Agora eu sei que não recusarei
Porque tenho tanto a fazer
E você não tem nada mais a perder
Então pegue esse número e bem vindo à

Operação: Crime Mental
Somos uma revolução secreta
Fazendo hora extra
Operação: Crime Mental
Há um serviço pra você
No sistema garoto, sem nada pra assinar

Operação: Crime Mental
Somos uma revolução secreta
Fazendo hora extra
Operação: Crime Mental
Se você veio ver o médico
Yeah, ele lhe dará a cura

Operação: Crime Mental
Faça alguma coisa da sua vida garoto
Deixe-me entrar em sua mente
Operação: Crime Mental
Há um serviço pra você
No sistema garoto, sem nada pra assinar

Nikki era um fracassado.
Garoto de rua,
Deixado pra se cuidar ainda jovem
Ele era independente, e imprevisível
Mas inofensivo.
Exceto que agora ele tinha
Uma filosofia, e isso o tornava perigoso

"Revolução!" era a palavra em seus lábios
Enquanto ele ficava nas ruas e
Gritava, "Ei, ouçam-me!"

[SPEAK]
(Tate, Wilton)

Nikki: "Hey, hey, listen to me!"

They've given me a mission
I don't really know the game yet
I'm bent on submission
Religion is to blame
I'm the new messiah
Death Angel with a gun
Dangerous in my silence
Deadly to my cause

Speak to me the pain you feel
Speak the word (Revolution)
The word is all of us

I've given my life to become what I am
To preach the new beginning
To make you understand
To reach some point of order
Utopia in mind, you've got to learn
To sacrifice, to leave what's now behind

Speak to me the pain you feel
Speak the word (Revolution)
The word is all of us
Speak the word (Revolution)
The word is all of us

Seven years of power
The corporation claw
The rich control the government
The media the law
To make some kind of difference
Then everyone must know
Eradicate the fascists, revolution will grow

The system we learn says
we're equal under law
But the streets are reality
The weak and poor will fall
Let's tip the power balance
And tear down their crown
Educate the masses
We'll burn the White House down

Speak to me the pain you feel
Speak to me the pain you feel
Speak the word (Revolution)
The word is all of us
Speak the word (Revolution)
The word is all of us
Speak the word
The word is all of us
Speak the Word
The word is all of us

Speak!

Mary worked the S&M shows
In Times Square
At seventeen she met Father William
Who arranged her cloister with
"Our Lady of Immaculate Pain"
A new life.
A different way of living
Except for her debt with him
Which was expected to be paid in full
Weekly, "...on the altar
Like a sacrifice"

When she was eighteen, Father William
Introduced her to a man named Dr. X
Now she works for him

[FALE]
(Tate, Wilton)

Nikki: "Ei, ei, ouçam-me!"

Deram-me uma missão
Eu não sei o jogo bem ao certo ainda
Tornei-me submisso
A culpa é da religião
Sou o novo messias
Anjo da Morte com uma arma
Perigoso em meu silêncio
Mortal para minha causa

Fale pra mim a dor que você sente
Fale a palavra (Revolução)
A palavra somos todos nós

Dei minha vida pra me tornar o que sou
Para pregar o novo começo
Para fazer você entender
Alcançar um ponto de ordem
Utopia em mente, você tem que aprender
A se sacrificar, deixar o agora para trás

Fale pra mim a dor que você sente
Fale a palavra (Revolução)
A palavra somos todos nós
Fale a palavra (Revolução)
A palavra somos todos nós

Sete anos de poder
A corporação agarra
Os ricos controlam o governo
A mídia e a lei
Pra fazer algum tipo de diferença
Então todos devem saber
Erradicar os fascistas, a revolução crescerá

O sistema que aprendemos diz
Que somos iguais pela lei
Mas as ruas são a realidade
Os fracos e pobres cairão
Vamos tomar a balança do poder
E tombar a coroa deles
Educar as massas
Queimaremos a Casa Branca

Fale pra mim a dor que você sente
Fale pra mim a dor que você sente
Fale a palavra (Revolução)
A palavra somos todos nós
Fale a palavra (Revolução)
A palavra somos todos nós
Fale a palavra
A palavra somos todos nós
Fale a palavra
A palavra somos todos nós

Fale!

Mary trabalhava em shows sado-masoquistas
Em Times Square
Aos dezessete anos conheceu Padre William
Que a colocou no convento com
"Nossa senhora da Dor Imaculada"
Vida Nova.
Um modo de vida diferente
Exceto pela sua dívida com ele
Que deveria ser paga integralmente
Semanalmente, "... no altar
Como um sacrifício".

Quando ela tinha dezoito anos, Padre William
A apresentou a um homem chamado Dr. X
Agora ela trabalha para ele

[SPREADING THE DISEASE]
(Tate, Wilton)

She always brings me what I need
Without I beg and sweat and bleed
When we're alone at night
Waiting for the call
She feeds my skin

Sixteen and on the run from home
Found a job in Times Square
Working Live S&M shows
Twenty-five bucks a fuck
And John's a happy man
She wipes the filth away
And it's back on the streets again

Spreading the disease
Everybody needs
But no one wants to see

Father William saved her from the streets
She drank the lifeblood
From the savior's feet
She's Sister Mary now
Eyes as cold as ice
He takes her once a week
On the alter like a sacrifice

Spreading the disease
Everybody needs
But no one wants to see

Religion and sex are power plays
Manipulate the people
For the money they pay
Selling skin, selling God
The numbers look the same
On their credit cards

Politicians say no to drugs
While we pay for wars
In South America

Fighting fire with empty words
While the banks get fat
And the poor stay poor
And the rich get rich
And the cops get paid
To look away
As the one percent rules America

Spreading the disease
Everybody needs
But no one wants to see
The way society
Keeps spreading the disease

Nikki spends quite a lot of time these days
In his room; drawing gruesome
Detailed depictions of his victims' deaths
Upon the dingy white walls
Drowning in guilt, he sees Sister Mary
As his only means to salvation
He lights another candle
And flips through the TV channels one by one
The familiar face of Father William appears

Is it wrong? Is it right?
....Ring!.....Ring!....."mindcrime!!"
Decision made

[ESPALHANDO A DOENÇA]
(Tate, Wilton)

Ela sempre me traz o que preciso
Sem que eu implore, sue ou sangre
Quando estamos sozinhos à noite
Esperando o chamado
Ela me satisfaz

Dezesseis anos e fugindo de casa
Achou um trabalho em Times Square
Fazendo shows sado-masoquistas ao vivo
Vinte e cinco pratas uma trepada
E John fica feliz
Ela limpa sua sujeira
E volta às ruas novamente

Espalhando a doença
Todo mundo precisa
Mas ninguém quer ver

Padre William salvou-a das ruas
Ela tomou o sangue da vida
Dos pés do salvador
Agora ela é Irmã Mary
Olhos frios como gelo
Ele a leva uma vez por semana
Para o altar para um "sacrifício"

Espalhando a doença
Todo mundo precisa
Mas ninguém quer ver

Religião e sexo são peças poderosas
Manipulam as pessoas
Pelo dinheiro que pagam
Vendendo salvação, vendendo Deus
Os números parecem iguais
Nos seus cartões de crédito

Políticos dizem não às drogas
Enquanto pagamos por guerras
Na América do Sul

Combatendo fogo com palavras vazias
Enquanto os bancos engordam
E os pobres continuam pobres
E os ricos ficam ricos
E os policiais são pagos
Pra desviar o olhar
Enquanto um por cento domina a América

Espalhando a doença
Todo mundo precisa
Mas ninguém quer ver
O modo como a sociedade
Continua espalhando a doença

Nikki passa um bom tempo por esses dias
Em seu quarto; desenhando horripilantes
Detalhadas representações das mortes de suas vítimas
Nas paredes brancas encardidas
Afogando-se na culpa, ele vê Irmã Mary
Como o único meio de se salvar
Ele acende outra vela
E passeia pelos canais de TV um por um
O rosto familiar de Padre William aparece

É errado? É certo?
...Trim!...Trim! "Crime Mental!"
Decisão feita

[THE MISSION]
(De Garmo)

News Broadcast:
"...informing Washington, a technical violation
of the 1972 ABM Treaty..."

Preacher:
"...I'm asking for hands to be uplifted
In just a moment
God the Holy Ghost
Is calling out to embrace you
I want you to reach deep into your hearts
And your pocketbooks and take His hand"

Nikki:
"Bless me Father for I have sinned"
Preacher:
"Some of you are in a state of rebellion
Right now, you're saying..."

In the wooden chair
Beside my window
I wear a face born in the falling rain
I talk to shadows from a lonely candle
Recite the phrases from the wall
I can't explain this Holy pain

Six days ago my life had taken a tumble
The orders came from high above they say
A need to use me once again
They've got my number
Further the cause boy
Yes you know the game

I'll wait here for days longer
Till the sister comes to wash my sins away
She is the lady that can ease my sorrow
She brings the only friend
That helps me find my way

I search the past back to a time
When I was younger
A target for the new society
Picked to displace the leaders
Countering objectives
Of this new underground reality

Waiting for days longer
Till sister comes to wash my sins away
She is the lady who can ease my sorrow
My love for her
Will help me find my way

They'll say my mission saved the world
And I stood proud
My mission changed the world
It turned my life around

I look around my room is filled with candles
Each one a story but they end the same
I'll hide away in here the law will never find me
The walls will tell the story of my pain

Waiting for days longer
Till sister comes to wash my sins away
She is the lady who can ease my sorrow
She sets the pace for my delivery of pain

They'll say my mission saved the world
And I stood proud
My mission changed the world
The underground will rise and
Save this world we'll all stand proud
Our mission changed the world
We'll change the world
We'll all stand proud

A long, satin black sedan slides to a stop
In front of Nikki
The rain, beading on the dark
Tinted windows distorts his reflection
Bemused by his melting facial features
He's startled as the electric window descends
Revealing the smiling face of Dr. X
"Kill her," he said. "and get the priest as well."
"Kill Mary?," asks Nikki

[A MISSAO]
(De Garmo)

Apresentador do Jornal:
"... informando Washington sobre uma violação técnica
do tratado ABM de 1972..."

Pregador:
"...Estou pedindo para erguerem as mãos
Em um instante
Deus, o Espírito Santo
Está chamando para abraçá-los
Quero que vocês entrem fundo em seus corações
E seus livros de bolso e peguem Sua mão"

Nikki:
"Perdoe-me Pai pois eu pequei"
Pregador:
"Alguns de vocês estão em um estado de rebelião
Agora mesmo, vocês estão dizendo..."

Na cadeira de madeira
Ao lado de minha janela
Eu uso um rosto nascido na chuva que cai
Converso com sombras de uma vela solitária
Recito as sentenças da parede
Não posso explicar essa dor Sagrada

Seis dias atrás minha vida levou um tombo
Dizem que as ordens vinham lá de cima
Uma necessidade de me usar mais uma vez
Eles têm meu número
Em frente com a causa garoto
Você conhece o jogo

Esperarei aqui pelos dias passarem
Até que a Irmã venha lavar meus pecados
Ela é a dama que pode diminuir meu pesar
Ela traz o único amigo
Que me faz encontrar meu caminho

Olho de volta para o passado
Quando eu era mais jovem
Um alvo para a nova sociedade
Apanhado para deslocar líderes
Opondo-se aos objetivos
Desta nova realidade secreta

Esperarei aqui pelos dias passarem
Até que a Irmã venha lavar meus pecados
Ela é a dama que pode diminuir meu pesar
Ela traz o único amigo
Que me faz encontrar meu caminho

Eles dirão que minha missão salvou o mundo
E eu fiquei orgulhoso
Minha missão mudou o mundo
Deu uma guinada em minha vida

Olho ao redor do meu quarto cheio de velas
Cada qual uma história mas com o mesmo fim
Esconderei aqui, a lei nunca me encontrará
As paredes contarão a história da minha dor

Esperarei aqui pelos dias passarem
Até que a Irmã venha lavar meus pecados
Ela é a dama que pode diminuir meu pesar
Ela regula os passos da minha entrega de dor

Eles dirão que minha missão salvou o mundo
E eu fiquei orgulhoso
Minha missão mudou o mundo
O subterrâneo se erguerá e
Salvará esse mundo, ficaremos todos orgulhosos
Nossa missão mudou o mundo
Mudaremos o mundo
Ficaremos todos orgulhosos

Um longo e negro sedan desliza até parar
Em frente a Nikki
A chuva, borbulhando nas janelas escuras
E pintadas distorcem seu reflexo
Estupefato com sua aparência facial derretendo
Ele se assusta ao descer do vidro elétrico
Revelando a face sorridente do Dr. X.
"Mate-a", ele disse. "E pegue o padre também."
"Matar Mary?", pergunta Nikki

[SUITE SISTER MARY]
(De Garmo, Tate)

Dr. X: "Kill her. That's all you have to do."
Nikki: "Kill Mary?"
Dr. X: "She's a risk.
And get the priest as well"

10 P.M, I feel the rain coming down
My face feels the wet
My mind the storm
Flashing lights as people race
To find shelter from the pour
Moving silent, through the streets
They're mine, they're mine

Midnight, she sings praises in the Hall
To saintly faces hallowed be their names
She can't recall
Sister Mary, virgin Mary
silent with her sin

Mary: "What are you doing out in the rain?"

She feels me
I can taste her breath when she speaks

Mary: "I've been waiting for you. Come in"

Mary, Mary, just a whore for the underground
They made you pay in guilt for your salvation
Thought you had them fooled?
Now they've sent me for you
You know too much for your own good
Don't offer me faith
I've got all I need here
My faith is growing
Growing tight against the seam
What we need is trust
To keep us both alive
Help us make it through the night

(Mary:)
I've no more want of any faith
Binds my arm and feed my mind
The only peace I've ever known
I'll close my eyes and you shoot

No Mary, listen, you've got to pull
your strength from my lips
I pray I feed you well
Your precious cross is gone
it made me wait so long
For what you gave to everyone
The priest is cold and dead
On his knees he fed
From my barrel of death
He turned the Holy water red
As he died he said "thank you"
I just watched him bleed

(Mary:)
I feel the flow, the blessed stain
Sweating hands like fire, and flames
Burn my thighs, spread in sacrificial rite
The hallowed altar burns my flesh
Once more tonight

Mary, sweet lady of pain
Always alone
Blind you search for the truth
I see myself in you, parallel lives
Winding at light-speed through time

No time to rest yet
We've got to stop his game
Before madness has the final laugh
Too much bloodshed
We're being used and fed
Like rats in experiments
No final outcome here
Only pain and fear
It's followed us both all our lives
There's one thing left to see
Will it be him or me?
There's one more candle left to light

(Mary:)
Don't turn your back on my disgrace
The blood of Christ can't heal my wounds...
So deep
The sins of man are all I taste
Can't spit the memory from my mind
I can't cry anymore

Mary, my lady of pain, always alone
Blind you search for the truth
I see myself in you, parallel lives
Winding at light-speed through time
You're mine

Father William lay crumpled on the stairs
Leading to the sanctuary

Mary watches in disgust as her lover
Nikki's Troubled face dissolves
Into the leering, drooling face of the priest
Huffing and puffing above her
"...Altar...sacrifice..."
Something snaps inside her head
Nikki feels the coldness overtake her
He pulls away, vowing to kill Dr. X
And set them both free
Of their master's manipulations
Pulling closed the huge door behind him
He stumbles into the rainy night
To keep his appointment with his "maker."

[SUITE IRMA MARY]
(De Garmo, Tate)

Dr. X: "Mate-a. É tudo o que você tem a fazer."
Nikki: "Matar Mary?"
Dr. X: "Ela é um risco.
E pegue o padre também."

10 da noite, sinto a chuva descendo
Meu rosto sente-se molhado
Minha mente a tempestade
Disparando luzes enquanto as pessoas correm
Para se abrigar do aguaceiro
Movendo-se em silêncio, pelas ruas
Elas são minhas, elas são minhas

Meia noite, ela entoa cânticos no Saguão
Para rostos sacros santificados sejam os nomes deles
Ela não pode se lembrar
Irmã Mary, Virgem Maria
Quieta com seu pecado

Mary: "O que você está fazendo aí na chuva?"

Ela me sente
Posso sentir sua respiração quando ela fala

Mary: "Estava esperando por você. Entre"

Mary, Mary, apenas uma puta para os subterrâneos
Eles fizeram você ser culpada por sua salvação
Pensou que tinha os enganado?
Agora eles me mandaram pra te pegar
Você sabe demais pra sua segurança
Não me ofereça fé
Tenho tudo o que preciso aqui
Minha fé está crescendo
Crescendo apertada junto à costura
O que precisamos é confiança
Para nos manter vivos
Ajudar-nos a superar a noite

(Mary:)
Não quero mais que fé alguma
Ate meus braços e alimente minha mente
A única paz que algum dia conhecerei
Fecharei meus olhos e você atira

Não Mary, ouça, você tem que puxar suas
Forças de meus lábios
Eu rezo pra te saciar bem
Sua cruz preciosa se foi
Ela me fez esperar tanto tempo
Pelo que você deu para todo mundo
O padre está frio e morto
Ajoelhado se saciou
Do meu tambor da morte
Ele tornou a água benta vermelha
Enquanto morria ele disse "Obrigado"
Eu apenas o assisti morrer

(Mary:)
Sinto a corrente, a mancha abençoada
Mãos suando como fogo, e chamas
Queimam minhas coxas, espalham o rito de sacrifício
O santificado altar queima minha carne
Mais uma vez esta noite

Mary, doce irmã da dor
Sempre sozinha
Cega você procura pela verdade
Eu me vejo em você, vidas paralelas
Girando na velocidade da luz pelo tempo

Não há tempo pra descansar
Temos que parar este jogo
Antes que a loucura dê sua risada final
Muito sangue derramado
Estamos sendo usados e alimentados
Como ratos em experiências
Sem resultado final aqui
Apenas dor e medo
Isso tem nos seguido por toda a vida
Há uma última coisa pra se ver
Será ele ou eu?
Há mais uma última vela pra ser acesa

(Mary:)
Não dê as costas pra minha desgraça
O sangue de Cristo não pode curar minhas feridas...
Tão profundas
Pecados do homem são tudo que eu provo
Não posso cuspir a memória de minha mente
Não posso chorar mais

Mary, minha dama da dor, sempre sozinha
Cega você procura pela verdade
Eu me vejo em você, vidas paralelas
Girando na velocidade da luz pelo tempo
Você é minha

Padre William deitado amontoado nas escadas que
Levam ao santuário

Mary observa desgostosa enquanto a face
Problemática de seu amante Nikki se dissolve
Na maliciosa e babona face do padre
Bufando e baforando sobre ela
"...Altar...sacrifício..."
Algo estala dentro de sua cabeça
Nikki sente o frio tomar conta dela
Ele se afasta, prometendo matar Dr. X
E tornar ambos livres
Das manipulações do mestre
Fechando a enorme porta atrás dele
Ele perambula pela noite chuvosa
Para manter seu compromisso com seu "criador".

[THE NEEDLE LIES]
(Tate, Wilton)

Nikki: "I've had enough and I WANT OUT!"
Dr. X: "You can't walk away now."

I looked back once
And all I saw was his face
Smiling, the needle crying
Walking out of his room
With mirrors
Afraid I heard him scream
You'll never get away

Cold and shaking
I crawled down alleys to try
And scrape away the tracks that marked me
Slammed my face into walls of concrete
I stared
Amazed at the words written on the wall

Don't ever trust
Don't ever trust the needle, it lies
Don't ever trust
Don't ever trust the needle when it cries
Cries your name

Wet and raving
The needle keeps calling me back
To bloody my hands forever
Carved my cure with the blade
That left me in scars
Now every time I'm weak
Words scream from my arm

Don't ever trust
Don't ever trust the needle, it lies
Don't ever trust
Don't ever trust the needle when it cries
Cries your name
Don't ever trust
Don't ever trust the needle, it lies
Don't ever trust
Don't ever trust the needle when it cries
Cries your name

After Nikki leaves, Mary is plagued
By the vision of Nikki turning
into Father William.
As they made love on the altar,
the memories came flooding back
Years filled with men who has used her
degraded and beaten her, and driven their
Hatred and coldness into her heart
Once, she thought Nikki was her hope
But now he seemed like all the rest

She hated him
She hated men
She hated life

"Anybody home?"
Unable to shake his addiction
And feeling beaten
In his confrontation with Dr. X
Nikki returns. "Mary?"
He finds her dead in her room.

[A AGULHA MENTE]
(Tate, Wilton)

Nikki: "Já tive o bastante e QUERO CAIR FORA!"
Dr. X: "Você não pode sair agora".

Olhei para trás uma vez
E tudo o que via era o rosto dele
Sorrindo, a agulha chorando
Saindo de seu quarto
Com espelhos
Com medo que eu o ouvisse gritar
Você nunca escapará

Frio e tremendo
Eu rastejei pelos becos pra tentar
Arrancar as trilhas que me marcavam
Bati meu rosto contra os muros de concreto
Fixei os olhos
Surpreso com as palavras escritas no muro

Jamais confie
Jamais confie na agulha, ela mente
Jamais confie
Jamais confie na agulha quando ela grita
Grita pelo seu nome

Molhada e vociferando
A agulha continua me chamando de volta
Pra sangrar minhas mãos para sempre
Escavei minha cura com a lâmina
Que me deixou com cicatrizes
Agora o tempo todo estou fraco
Palavras gritam de meu braço

Jamais confie
Jamais confie na agulha, ela mente
Jamais confie
Jamais confie na agulha quando ela grita
Grita pelo seu nome
Jamais confie
Jamais confie na agulha, ela mente
Jamais confie
Jamais confie na agulha quando ela grita
Grita pelo seu nome

Após Nikki sair, Mary é atormentada
Pela visão de Nikki se transformando
em Padre William.
Enquanto eles faziam amor no altar,
as memórias voltavam em fluxo
Anos preenchidos com homens que a usaram
Degradando-a e batendo-lhe, e levando seu
Ódio e frieza para o coração dela
Uma vez, ela pensou que Nikki era sua esperança
Mas agora ele parecia ser como os demais

Ela o odiava
Odiava homens
Ela odiava a vida

"Alguém em casa?"
Incapaz de se livrar do vício
E sentindo-se derrotado
De seu confronto com Dr. X
Nikki retorna. "Mary?"
Ele a encontra morta em seu quarto

[ELECTRIC REQUIEM]
(Rockenfield, Tate)

Nikki: "Anybody home? Mary?"

Even in death you still look sad
Don't leave me, don't leave me...here
I want what you feel, believe me
Turn the current on

Unable to accept Mary's death
Nikki runs like a raving madman
through the streets calling her name
Everywhere he looks he sees her face

[RÉQUIEM ELÉTRICO]
(Rockenfield, Tate)

Nikki: "Alguém em casa? Mary?"

Mesmo morta você ainda parece triste
Não me deixe, não me deixe... aqui
Eu quero o que você sente, acredite em mim
Faça tudo voltar

Incapaz de aceitar a morte de Mary
Nikki corre como um louco vociferante
Pelas ruas chamando o nome dela
Onde quer que ele olhe, ele vê o rosto dela

[BREAKING THE SILENCE]
(De Garmo, Tate)

They told me to run
But just how far
Can I go wearing the black mask of fear?
The hate in my eyes always gives me away
The tension building slowly
Now I lost everything I had in you
Nothing we shared means a thing
Without you close to me
I can't live without you

Breaking the silence of the night
Can't you hear me screaming?
I look for your face in the neon light
You never answer me

There's no direction to my stare
No more flame burning in my heart anymore
Quiet, I keep it to myself
Until the sun sets slowly
I hear your voice in the evening rain calling
Nothing will keep us apart
No more lies and fear
There's no end to our story

Breaking the silence of the night
Can't you hear me screaming?
I look for your face in the neon light
You never answer
I could make all the wrong seem right
If you were by my side
I'd gather all the tears you cried
And hide them deep underground

Can't look back, it's just a waste of time
Can't erase this hate from my eyes

Breaking the silence of the night
Through the streets I'm screaming
Looking for you in the neon light
Why don't you answer me?
Breaking the silence with my cries
Can't you hear me screaming?
We could make all this wrong seem right
But you never answer me

The police arrest Nikki
The charges are: disorderly conduct
carrying a concealed weapon without a license,
and resisting arrest
They know he's a junkie
Because of the tracks on his arms
His weapon also matches the one
Used in a String of recent killings
Nikki isn't making much sense now
Babbling on about perverted priests
Some kind of covert operation
And not believing in love

[ROMPENDO O SILÊNCIO]
(De Garmo, Tate)

Mandaram-me correr
Mas o quão distante
Eu posso ir usando a máscara negra do medo?
O ódio em meus olhos sempre me entrega
A tensão aumentando lentamente
Agora eu perdi tudo que tinha em você
Nada que nós dividimos significa coisa alguma
Sem você perto de mim
Não posso viver sem você

Rompendo o silêncio da noite
Você não consegue me ouvir gritando?
Eu procuro seu rosto na luz de néon
Você nunca me responde

Não há direção para meu olhar
Nem mais chamas queimando meu coração
Quieto, eu guardo para mim mesmo
Até que o sol se ponha devagar
Eu ouço sua voz na chuva da noite chamando
Nada nos manterá separados
Chega de mentiras e dor
Não há fim pra nossa história

Rompendo o silêncio da noite
Você não consegue me ouvir gritando?
Eu procuro seu rosto na luz de néon
Você nunca responde
Eu poderia fazer o errado parecer certo
Se você estivesse ao meu lado
Eu agarraria todas as lágrimas que você chorasse
E as esconderia bem fundo no chão

Não posso olhar de volta, é uma perda de tempo
Não posso apagar este ódio dos meus olhos

Rompendo o silêncio da noite
Pelas ruas estou gritando
Procurando por você na luz de néon
Por que você não me responde?
Rompendo o silêncio com meus gritos
Você não pode me ouvir gritando?
Nós poderíamos fazer todo esse erro parecer certo
Mas você nunca me responde

A polícia prende Nikki
As acusações são: conduta desordeira
Porte de arma sem licença, e
resistência à prisão
Eles sabem que ele é um drogado
Por causa das marcas em seu braço
Sua arma também é a mesma
Usada em uma corrente de recentes assassinatos
Nikki está fora de si agora
Balbuciando sobre padres pervertidos
Algum tipo de operação secreta
E não acreditar em amor

[I DON'T BELIEVE IN LOVE]
(De Garmo, Tate)

Voices:
"We know you did it, Why'd you do it?"
Nikki: "no, No, NO!"

I awoke on impact
Under surveillance from the camera eye
Searching high and low
The criminal mind
Found at the scene of the crime
Handcuffed and blind, I didn't do it
She said she loved me
I guess I never knew
But do we ever, ever really know?
She said she'd meet me on the other side
But I knew right then, I'd never find her

I don't believe in love
I never have, I never will
I don't believe in love
It's never worth the pain that you feel

No more nightmares, I've seen them all
From the day I was born
They've haunted my every move
Every open hand's there to push and shove
No time for love it doesn't matter
She made a difference
I guess she had a way
Of making every night seem bright as day
Now I walk in shadows never see the light
She must have lied
'cause she never said goodbye

I don't believe in love
I never have, I never will
I don't believe in love
I'll just pretend she never was real
I don't believe in love
I need to forget her face, I see it still
I don't believe in love
It's never worth the pain that you feel

No chance for contact
There's no raison d'etre
My only hope is one day I'll forget
The pain of knowing what can never be
With or without love it's all the same to me

I don't believe in love
I never have, I never will
I don't believe in love
I'll just pretend she never was real
I don't believe in love
I need to forget her face, I see it still
I don't believe in love
It's never worth the pain that you feel

[EU NAO ACREDITO EM AMOR]
(De Garmo, Tate)

Vozes:
"Sabemos que você fez isso, por que o fez?"
Nikki: "não, Não, NAO!"

Acordei de impacto
Sob a vigília da lente da câmera
Procurando por todos os lados
A mente criminosa
Encontrada na cena do crime
Algemado e cego, eu não fiz isso
Ela disse que me amava
Acho que eu nunca soube
Mas nós alguma vez realmente sabemos?
Ela disse que me encontraria do outro lado
Mas eu logo soube, eu nunca a encontraria

Eu não acredito em amor
Nunca acreditei, nem acreditarei
Eu não acredito em amor
Nunca compensa a dor que você sente

Chega de pesadelos, já vi todos eles
Desde o dia que nasci
Eles me assombram todos os movimentos
Toda mão aberta está lá para empurrar
Sem tempo pro amor, ele não importa
Ela fazia diferença
Acho que ela tinha uma maneira
De fazer toda noite parecer clara como o dia
Agora eu ando em sombras, nunca vejo a luz
Ela deve ter mentido
Pois ela nunca disse adeus

Eu não acredito em amor
Nunca acreditei, nem acreditarei
Eu não acredito em amor
Vou apenas fingir que ela nunca foi real
Eu não acredito em amor
Preciso esquecer seu rosto, e ainda o vejo
Eu não acredito em amor
Nunca compensa a dor que você sente

Sem chance de contato
Não há razão de ser
Minha única esperança é que um dia esquecerei
A dor de conhecer o que nunca poderá ser
Com ou sem amor é tudo igual pra mim

Eu não acredito em amor
Nunca acreditei, nem acreditarei
Eu não acredito em amor
Vou apenas fingir que ela nunca foi real
Eu não acredito em amor
Preciso esquecer seu rosto, e ainda o vejo
Eu não acredito em amor
Nunca compensa a dor que você sente

[WAITING FOR 22]
(De Garmo)

Left alone, Nikki thinks of Mary;
Of the night she died, and why
He wonders about his future
Who will be there to care for him
And be his friend?

[ESPERANDO POR 22]
(De Garmo)

Deixado sozinho, Nikki pensa em Mary;
Sobre a noite em que ela morreu e por que
Ele imagina como será seu futuro
Quem estará lá pra cuidar dele
E ser seu amigo?

[MY EMPTY ROOM]
(Tate, Wilton)

Empty room today
And here I sit
Chalk outline upon the wall
I remember tracing it
A thousand times, the night she died. Why?
(Why?)
There's no sleep today, I can't pretend
When all my dreams are crimes
I can't stand facing them
Now who will come
To wash away my sins
Clean my room, fix my meals
Be my friend?

Charged with several murders
Nikki is committed to State Hospital
To overcome his addiction
Awaiting trial, he suffers insomnia
And is delirious. Searching through his past
He tries to find reasons for his actions
And his weaknesses
Staring into the mirror, he sees a stranger

[MEU QUARTO VAZIO]
(Tate, Wilton)

Quarto vazio hoje
E aqui me sento
Traço contornos na parede
Eu me lembro de traçá-los
Mil vezes, na noite que ela morreu. Por quê?
(Por quê?)
Não há sono hoje, não posso fingir
Quando todos os meus sonhos são crimes
Não posso suportar encará-los
Agora quem virá
Lavar meus pecados
Limpar meu quarto, preparar minhas refeições
Ser meu amigo?

Acusado de vários assassinatos
Nikki é levado ao Hospital Estadual
Para superar seu vício
Aguardando julgamento, ele sofre de insônia
E delira. Buscando pelo seu passado
Ele tenta encontrar razões para suas ações
E suas fraquezas
Encarando o espelho, ele vê um estranho

[EYES OF A STRANGER]
(De Garmo, Tate)

Page:
"Dr. David, telephone please. Dr. David
Dr. Blair, Dr. Blair, Dr. J. Hamilton
Dr. J Hamilton"

All alone now
Except for the memories
Of what we had and what we knew
Every time I try to leave it behind me
I see something that reminds me of you
Every night the dreams
Return to haunt me
Your rosary wrapped around your throat
I lie awake and sweat, afraid to fall asleep
I see your face looking back at me

And I raise my head and stare
Into the eyes of a stranger
I've always known that the mirror never lies
People always turn away
From the eyes of a stranger
Afraid to know what
Lies behind the stare

Is this all that's left
Of my life before me?
Straight jacket memories
Sedative highs
No happy ending
Like they've always promised
There's got to be something left for me

And I raise my head and stare
Into the eyes of a stranger
I've always known that the mirror never lies
People always turn away
From the eyes of a stranger
Afraid to know what
Lies behind the stare
(Lies behind my stare)

How many times must I live this tragedy?
How many more lies will they tell me?
All I want is the same as everyone
Why am I here, and for how long?

And I raise my head and stare
Into the eyes of a stranger
I've always known that the mirror never lies
People always turn away
From the eyes of a stranger
Afraid to know what
Lies behind the stare

6:01 P.M.

"I remember now!"

[OLHOS DE UM ESTRANHO]
(De Garmo, Tate)

Mensageira:
"Dr. David, o telefone por favor. Dr. David
Dr. Blair, Dr. Blair, Dr. J. Hamilton
Dr. J. Hamilton"

Completamente sozinho agora
Exceto ser pelas memórias
Do que tivemos e do que sabíamos
Toda vez que tento deixar pra trás
Eu vejo algo que me faz lembrar de você
Toda noite os sonhos
Voltam pra me assombrar
Seu rosário amarrado ao redor de sua garganta
Deito acordado e suando, com medo de dormir
E vejo seu rosto olhando de volta para mim

E eu ergo minha cabeça e encaro
Os olhos de um estranho
Eu sempre soube que o espelho nunca mente
As pessoas sempre se desviam
Dos olhos de um estranho
Com medo de saber o que
Se esconde atrás do olhar

Isso é tudo o que restou
De minha vida diante de mim?
Memórias de camisa de força
Viagens de sedativos
Sem final feliz
Como sempre prometeram
Deve ter sobrado algo para mim

E eu ergo minha cabeça e encaro
Os olhos de um estranho
Eu sempre soube que o espelho nunca mente
As pessoas sempre se desviam
Dos olhos de um estranho
Com medo de saber o que
Se esconde atrás do olhar
(Atrás do meu olhar)

Quantas vezes eu devo viver essa tragédia?
Quantas mentiras mais eles me contarão?
Tudo o que quero é o mesmo que todo mundo
Por que estou aqui, e por quanto tempo?

E eu ergo minha cabeça e encaro
Os olhos de um estranho
Eu sempre soube que o espelho nunca mente
As pessoas sempre se desviam
Dos olhos de um estranho
Com medo de saber o que
Se esconde atrás do olhar

6:01 da tarde

"Eu me lembro agora!"




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Álbuns TraduzidosTodas as matérias sobre "Queensryche"


Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1990Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1990

Capas: confira as mais belas feitas pelo designer Hugh SymeCapas
Confira as mais belas feitas pelo designer Hugh Syme

Heavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregosHeavy Metal
Os maiores álbuns da história para os gregos


Heavy Metal: 10 músicas inspiradas em heróis de quadrinhosHeavy Metal
10 músicas inspiradas em heróis de quadrinhos

Ozzy Osbourne: comendo oferenda de macumba no Rock in RioOzzy Osbourne
Comendo oferenda de macumba no Rock in Rio

Hard Rock: As bandas do gênero que ficaram para trásHard Rock
As bandas do gênero que ficaram para trás

Tatuagens: Homenagens ao Guns N' Roses na pele dos fãsTatuagens
Homenagens ao Guns N' Roses na pele dos fãs

Slash: Um dia Michael Jackson ficou puto com ele?Slash
Um dia Michael Jackson ficou puto com ele?

Thrash Metal: as 10 melhores baladas de bandas do gêneroThrash Metal
As 10 melhores baladas de bandas do gênero

Rock: 25 fotos pra fazer você continuar acreditando na músicaRock
25 fotos pra fazer você continuar acreditando na música


Sobre Doctor Robert

Conheceu o rock and roll ao ouvir pela primeira vez Bohemian Rhapsody, lá pelos idos de 1981/82, quando ainda pegava os discos de suas irmãs para ouvir escondido em uma vitrolinha monofônica azul. Quando o Kiss veio ao Brasil em 1983, queria ser Gene Simmons e, algum depois, ao ver o clipe de Jump na TV, queria ser Eddie Van Halen. Hoje é apenas um bom fã de rock, que ouve qualquer coisa que se encaixe entre Beatles e Sepultura, ama sua esposa e juntos têm um cãozinho chamado Bono.

Mais matérias de Doctor Robert no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336