RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemIron Maiden anuncia "The Future Past Tour", com foco no "Somewhere in Time" e "Senjutsu"

imagemEngenheiros do Hawaii não era uma banda amiga da galera, diz ex-baterista

imagemA única banda inédita em condições de ser headliner do metal no RIR, segundo Rick Dallal

imagemA música de Paul McCartney que flopou nos Beatles, mas bombou em carreira solo

imagemVídeo de vocalista brasileiro batendo cabeça em "Toxicity" atinge 1 milhão de views

imagemO Sepultura honrou nossos ancestrais bem antes do pessoal da Noruega lembrar dos vikings

imagemSlipknot: o nojento porém genial motivo do apelido dos fãs da banda

imagemAC/DC parabeniza o aniversariante Brian Johnson nas redes da forma mais direta possível

imagem"Greta Van Fleet é prova de que toda geração tem o Restart que merece", diz Regis Tadeu

imagemFloor Jansen explica por que deixou seu cabelo mais curto

imagemDream Theater já fala de novo álbum; Mike Portnoy cada vez mais próximo da banda

imagemO guitarrista que o Pink Floyd queria ao invés de David Gilmour

imagemNoel Gallagher detona o jazz: "Todo mundo tocando músicas diferentes ao mesmo tempo"

imagemJéssica di Falchi é efetivada como guitarrista da banda Crypta

imagemBittencourt assume que é "eternamente insatisfeito" com algumas músicas do Angra


Stamp

Maneskin: um show super energético para o público jovem

Resenha - Maneskin (Espaço Unimed, São Paulo, 09/09/2022)

Por Diego Camara
Postado em 13 de setembro de 2022

Depois de fazer grande sucesso em sua apresentação no Rock in Rio, a banda italiana Maneskin veio para São Paulo para fechar sua passagem no Brasil. Sendo um dos destaques na Cidade do Rock, além de grande recepção da crítica especializada realmente gabaritou a banda para uma apresentação de casa cheia no Espaço Unimed. Confira abaixo os principais detalhes do show, com as ótimas imagens de Fernando Yokota.

O público jovem dominava a pista do Espaço Unimed na noite de sexta-feira quando o Maneskin subiu ao palco com 10 minutos de atraso para a sua apresentação. Eles se amontoavam, ansiosos, nas pistas e nos camarotes da casa, muitos inclusive dividindo o espaço com os seus responsáveis. Os fãs chamavam a banda para o palco e gritaram em diversos momentos palavras de ordem contra o governo Bolsonaro.

Quando a banda subiu ao palco, foi uma enorme festa. A gritaria e a cantoria dos fãs foi enorme, deixando o som dos instrumentos se perdendo com os vocais de milhares de pessoas que cantavam "Zitti e Buoni" em conjunto com Damiano David. O som é bem interessante, tendo uma pegada que mistura um estilo meio industrial, com uma pegada eletrônica e uma pitada de gótico.

As batidas transformaram a casa numa grande pista de dança, e o público pulava e se amassava com tanta intensidade que fazia o chão tremer. O público cantou muito todas as músicas, com os vocais inclusive substituindo em vários momentos os de Damiano David. "In Nome del Padre" é um grande exemplo disso, onde em diversos pontos o vocalista simplesmente entregou a tarefa para os fãs cantarem a música, inclusive para a surpresa enorme dele, que elogiou a consistência musical dos fãs e a qualidade vocal dos brasileiros.

O Maneskin é jovem, sensual e extremamente escrachado em seu estilo, o que pega muito com os fãs mais jovens, que gostam dessa versão extremamente visual do rock. O público parecia extremamente vidrado, e o cover de "Beggin’" somente cimentou ainda mais esta relação. A banda tem presença de palco, e o show parece ser extremamente bem coordenado para levar o público a este estado de insanidade e paixão.

Começa um momento, porém, que tudo parece soar meio repetitivo, como um plano bem arquitetado e construído onde nada pode dar errado. As idas constantes da banda até a grade, como que mecanicamente e sem trazer algo novo, parece a tentativa de prosseguir com uma fórmula que deu certo mais do que uma iniciativa fluída da banda. Parece nestes pontos faltar um pouco de traquejo aos integrantes, ainda jovens e com pouca experiência de palco, para tornar a apresentação mais natural.

Tirando isso, porém, há enormes qualidades na banda. O som do baixo de Victoria de Angelis é realmente impressionante e muito forte, especialmente quando ele se sobressai de toda a linha musical e puxa para si o protagonismo. A banda soa incrivelmente bem nos ritmos, e a repetição sonora puxada o estilo eletrônico serve para manter o público atento à performance durante todo o show.

E isso funciona incrivelmente bem. O público cantou durante todo o show rivalizando com os vocais da banda, fazendo com que o som altíssimo da casa não fosse páreo para os pulmões do público. A equipe técnica, por sinal, de parabéns mais uma vez, tanto da casa quanto a Move Concerts conseguiram trazer um show a altura do gênero.

Setlist:

ZITTI E BUONI
IN NOME DEL PADRE
MAMMAMIA
LA PAURA DEL BUIO
Beggin' (cover do Four Seasons)
CORALINE
Close to the Top
SUPERMODEL
FOR YOUR LOVE
Touch Me
My Generation (cover do The Who)
I WANNA BE YOUR SLAVE
I Wanna Be Your Dog (cover do The Stooges)
LIVIDI SUI GOMITI

Bis:
Le parole lontane
I WANNA BE YOUR SLAVE

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

NFL Steve Harris

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Maneskin e o grande temor que Gastão Moreira tem em relação à banda

Jogador do Flamengo tentou dar camisa para Axl, não conseguiu e fez foto com vocal do Maneskin

Luan Santana é adorado por vocalista do Maneskin, que deseja parceria com Sepultura

Resenha - Maneskin (Rock In Rio, Rio de Janeiro, 08/09/2022)

Resenha - Maneskin (Espaço Unimed, São Paulo, 09/09/2022)

A banda italiana Maneskin pode estar salvando o rock

Fãs de Måneskin criticam VMA por filmar cantor de fio dental e omitir topless da baixista

Ideia de que rock precisa ser salvo é brega demais, diz Måneskin

Cinco músicas que são covers, mas você acha que são as versões originais - Parte 2

Metallica: a letra que fez Hammett e Hetfield chorarem

Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?


Sobre Diego Camara

Nascido em São Paulo em 1987, Diego Camara é jornalista, radialista e blogueiro. Seu amor pelo metal e rock começou há 6 anos. Um amante da nova geração, é um grande fã de Arjen Lucassen, Andre Matos e bandas como Nightwish, Hammerfall, Sonata Arctica, Edguy e Kamelot. Também não deixa de ter amor pelos clássicos, como Helloween, Gamma Ray e Iron Maiden e do Rock de bandas como Oasis, Queen e Kings of Leon. Atualmente seus textos podem ser lidos no blog OCrepusculo.com sobre assuntos diversos, além de planos para criação de um projeto totalmente voltado aos blogs de Rock e Metal.

Mais informações sobre

Mais matérias de Diego Camara.