Bon Jovi: como foi o debut histórico da banda em POA

Resenha - Bon Jovi (Estádio Beira-Rio, Porto Alegre, 19/09/2017)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karen Waleria
Enviar Correções  

O THE KILLS formado pelo inglês Jamie Hince (ou Hotel) e pela americana Alison Mosshart (ou apenas VV) subiu ao palco pontualmente às 20h. Igualmente à atração principal da noite o duo estava debutando em Porto Alegre.

Metallica: Quanto vale a banda? Quanto cada um deles tem de dinheiro?

Carlos Eduardo Miranda: "Um monte de roqueirinho que só quer ser da Globo"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Durante 60 minutos mostraram seu garage rock de primeira qualidade. Sem ser piegas, fazia muito tempo que não via uma abertura de show com tamanha qualidade. Na verdade, o público teve o privilégio de assistir um segundo show, definitivamente, não presenciamos um mero show de abertura.

E apesar da grande maioria do público não conhecer a banda, que já contabiliza 15 anos de estrada, eles souberam muito bem prender a atenção do público. E aposto que depois dessa apresentação visceral aumentaram ainda mais a sua legião de fãs.

Exatamente às 21 horas e 19 minutos as luzes do Beira-Rio se apagaram. Anunciando o início de uma noite que vai ficar, durante muito tempo, na lembrança de cerca de 40 mil pessoas que lotaram o estádio.

Foram longos 34 anos de espera.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Finalmente na noite de ontem, dia 19 de setembro, milhares de fãs puderam, ver o BON JOVI pela primeira vez se apresentando em solo gaúcho.

Porto Alegre teve a honra de abrir a "This House Is Not for Sale Tour" no Brasil.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Da formação original da banda norte-americana, o público pôde ver o vocalista Jon Bon Jovi, o baterista Tico Torres e o tecladista David Bryan. O baixista Hugh MacDonnel e o guitarrista Phil X, que substitui Ritchie Sambora, diga-se de passagem, perfeitamente, completa a formação atual. Durante a tour a banda conta com o reforço de Everett Bradley (percussão) e do produtor John Shanks (guitarra).

O setlist foi quase igual ao apresentado nas duas primeiras cidades sul-americanas da tour; com pequenas diferenças.

Como tem acontecido nos shows desta nova tour "This House Is Not for Sale", que intitula o novo álbum do grupo, lançado em 2016, abriu a apresentação. E o público de cara mostrou que já estava com a música na ponta da língua.

Do álbum ainda foram executadas "Knockout" e "Roller Coaster". Poderia até ter mais músicas, não concordam? Esse álbum, com certeza, pode ser incluído entre os melhores da banda. Mas voltando ao show...

O set contou inclusive com "Runaway" o primeiro single da banda de 83. No restante do, abre aspas, magnífico show, a banda de rock americana fez um apanhado das suas mais de três décadas de estrada.

O set apresentado comprovou que o BON JOVI continua com toda a força e vitalidade de outrora. Aliás, a saida de Sambora deu um up na banda. O entrosamento deles é perceptível.

Jon, ah Jon...Nos altos dos seus 5.5 anos (sério ele tem essa idade???????????) brincou de seduzir o público. Ele é o legítimo frontman. Desses que não se fazem hoje em dia. Encantou a todos. Interagiu constantemente com a plateia. Arrancou suspiros, sorrisos e lágrimas dos fãs.

Fãs das mais variadas faixas etárias. A boa música tem essa característica. Agrada a gregos e troianos como diz o dito-popular. E, obviamente, não ouso deixar de citar a bateria furiosa de Tico e os solos enlouquecedores de Phil X.

Não posso falar pelo restante do estádio, mas na pista o som estava perfeito. As luzes, igualmente, um espetáculo.

Enfim foi um show para relembrar durante muito tempo.
Show, não!! Retifico, foi uma festa!!
Foi um presente e tanto para a gauchada em plena véspera do seu feriado principal, o 20 de setembro.

A performance arrasadora terminou às 23 horas e 45 minutos com a icônica "Livin' on a Prayer". Reza a lenda que a banda não tem mais tanta vontade de tocar o hit. Mas não foi o que se viu, ontem. Foram 2h e 26 minutos de puro rock n' roll.

Setlist:
This House Is Not for Sale
Raise Your Hands
Knockout
You Give Love a Bad Name
Born to Be My Baby
Lost Highway
Because we can
I'll Sleep When I'm Dead
Runaway
We got it going on
Someday I'll Be Saturday Night (versão acústica)
Bed of Roses
It's My Life
Who Says You Can't Go Home
Roller Coaster
Wanted Dead or Alive
Lay Your Hands on Me
Have a Nice Day
Keep the faith
Bad Medicine

Bis
In These Arms
Blood on Blood
Livin' on a Prayer

O BON JOVI ainda se apresenta no Rio de Janeiro nesta sexta-feira, dia 22, no Rock in Rio e em São Paulo, no sábado, dia 23, no festival SP Trip.

Crédito Fotos: Edu Defferrari

Agradecimentos à Hits Entretenimento.

Comente: Esteve no show? Como foi?




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metallica: Quanto vale a banda? Quanto cada um deles tem de dinheiro?Metallica
Quanto vale a banda? Quanto cada um deles tem de dinheiro?

Carlos Eduardo Miranda: Um monte de roqueirinho que só quer ser da GloboCarlos Eduardo Miranda
"Um monte de roqueirinho que só quer ser da Globo"


Sobre Karen Waleria

Blogueira gaúcha. Estudou letras. Ecleticidade musical é seu ponto forte; com uma tendência ao Rock e Metal. Já foi colaboradora em grandes sites de Rock e Heavy Metal, trabalha com divulgação de bandas e eventos. Responsável pelo blog www.karenwaleria.blogspot.com.br. Siga no Twitter @Rocksblog.

Mais informações sobre Karen Waleria

Mais matérias de Karen Waleria no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280 GooInArt GooLinksQuad