Fanzine Rock Bar: JackDevil, Alchmist, Gallo Azhuu. School Thrash

Resenha - JackDevil, Alchimist, Gallo Azhuu (Fanzine Rock Bar, São Luis, MA, 22/04/2017)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rogério Sousa
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.











No último sábado, 22 de abril, o Jackdevil deu o pontapé inicial em solo maranhense para sua turnê europeia, fazendo um show memorável em São Luís.

Com o Fanzine Rock Bar lotado, a Gallo Azhuu subiu ao palco às 21hs, mostrando logo porque foi escolhida para a abertura da festa. Com uma sonoridade pesada e inspirada por estilos que vão do stoner ao metal clássico, a banda tocou músicas de seu mais recente trabalho de estúdio, "Totem".

Na sequência foi a vez da Alchimist entrar apresentando um fullset de puro Power Metal Progressivo, com músicas de seu primeiro EP, o álbum "Ritual". As canções já são bem conhecidas pelo público e algumas faixas como "Beyond Darkness" e "Narcissus" foram cantadas com o público, no mais alto volume. A banda que é atualmente uma revelação para o maranhense, fez um show impecável e levantou os fãs que aguardam aquela apresentação após alguns meses do lançamento do EP. Destaque para o baterista Dã Carneiro, que fez um solo de deixar os espectadores hipnotizados e também para o desenvolvimento técnico do conjunto.

A velocidade e energia das canções é o que transformou a terceira banda a subir no palco em algo relevante na cena local. A School Thrash deu início ao seu show com duas músicas inéditas e o anúncio do lançamento de um próximo disco que será realizado por uma gravadora do exterior, mais precisamente da Indonésia. Em seguida vieram as canções que consagraram a banda no EP "Evil Attack". Daí em diante o ataque sonoro foi realmente maldito, no bom sentido, pois quem estava presente conseguiu absorver a força musical do grupo. a School Thrash, em resumo, fez questão de preparar o terreno para os seus companheiros de estrada do Jackdevil que, logo em seguida subiriam ao palco.

O público estava eletrizado com todos os shows até então e poucas vezes foi visto um evento com tantas pessoas enpolgadas em ver bandas autorais da capital maranhense. São Luís parece se preparar realmente para um novo momento e talvez, o show de prévia da turnê europeia do JackDevil tenha sido o início dessa nova fase.

Para encerrar a noite, às 00:40, o Jackdevil surgiu no palco do Fanzine Rock Bar. Ovacionado pelo público e exalando adrenalina, o grupo abriu as portas de sua apresentação com uma introdução na voz do Zé do Caixão e emendou com o clássico "Faster Than Evil", música de seu segundo EP, e logo se formou um mosh pit devastador, energizado pelo Thrash Metal rápido e feroz que a banda apresenta.

O Jackdevil, que segue para a sua primeira turnê pelo velho continente, mostrou o porque é um dos grandes nomes do metal brasileiro da atualidade, desenvolvendo um verdadeiro espetáculo capaz de convencer até quem não gosta do seu tipo de música. O show, diga-se de passagem, foi o mais eletrizante até hoje que já vi. Em diversos momentos o vocalista André Nadler fez questão de interagir com os fãs, que por sua vez, fizeram sua parte, lotando a casa, cantando todas as músicas em coro, criando os famosos cicle pit e deixando o show com uma energia incrível. Outra marca carimbada da banda também se fez presente: o stage dive ensandecido da galera, uma verdadeira chuva de gente se jogando do palco para os braços dos outros que assistiam ao concerto.

A banda ainda fez a estreia de seu mais novo integrante, o baterista Fernando "Hellboy", que fez jús à grande responsabilidade de assumir as baquetas. Executando com perfeição todas as musicas do set, Hellboy agitou até mesmo os mais tímidos.

Foi um tiroteio sonoro para ninguémbotar defeito. Poucas bandas brasileiras têm coragem de arriscar um repertório 100% autoral e o Jackdevil é uma delas. Músicas como "Under The Metal Command", "Flashlights" , "Bastards in the Guilhotine" , além da versão em espanhol "Rito de Satán" ( Satan's Rite) fizeram parte da noite. Por fim, a banda encerrou sua apresentação com "Thrash Demons Attack" , e selando assim essa grandiosa partida para a Europa em turnê por 5 países.

Para o publico que, assim como eu, aguardava um grande show, a sensação de satisfação foi muito maior do que o que se fazia dd expectativa. Bandas alinhadas e com intensos , casa cheia, publico a mil e a noite terminou para todos da melhor forma possível. Com a sensação de dever cumprido.

Jackdevil é:

André Nadler - Screams and Guitars
Ric Mukura - Guitars
Speedwolf Renato - Bass
Fernando Hellboy - Drums

Setlist:

Faster Than Evil
Devil Awaits
Age of Antichrist
Flashlights
Bastards In Guillotine
Under The Metal Command
Evil Strikes Again
Vixen of Satan
Rito de Satán (Satan's Rite)
Thrash Demons Attack

Fotografia: Rogério Sousa
Agradecimentos à Fanzine Rock Bar



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Jack Devil"Todas as matérias sobre "Alchimist"Todas as matérias sobre "Gallo Azhuu"Todas as matérias sobre "School Thrash"


Metal Brazuca: algumas bandas que você precisa conhecerMetal Brazuca
Algumas bandas que você precisa conhecer

Metal Nacional: Confira bandas que se destacaram em 2015Metal Nacional
Confira bandas que se destacaram em 2015

Jackdevil: Extremistas, homofóbicos e xenofóbicos deveriam largar o metalJackdevil
Extremistas, homofóbicos e xenofóbicos deveriam largar o metal


Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1983Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1983

Álbuns ao vivo: 10 grandes registros da história do rockÁlbuns ao vivo
10 grandes registros da história do rock

Guitarra: os melhores solos da história segundo a Guitar WorldGuitarra
Os melhores solos da história segundo a Guitar World

AC/DC - Perguntas e RespostasTrollagem: quando as bandas decidem zoar com o playbackDon Arden: Os segredos sombrios do pai de Sharon OsbourneCorey Taylor: "pelo menos eles têm coragem", diz sobre Linkin Park

Sobre Rogério Sousa

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.