Black Sabbath: Um misto de tristeza, esperança e agradecimento

Resenha - Black Sabbath (FIERGS, Porto Alegre, 28/11/2016)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Liny Oliveira
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

A semana inicia com uma despedida, adeus Black Sabbath. A turnê “The End” fecha uma trajetória de quase cinco décadas de estrada, Ozzy Osbourne, Tony Iommi e Geezer Butler se despedem começando pelos gaúchos. Passando por Porto Alegre pela segunda vez, o Black Sabbath trás um set list menor, mas recheado de velhos clássicos, para não desapontar ninguém.

4014 acessosKrisiun: banda agradece e Ward conta como conheceu brasileiros5000 acessosFrances Bean Cobain: assustada com tatuagem de fã

Krisiun, banda gaúcha de death metal inicia a noite com um show de peso fortalecendo o metal nacional. Na sequência Rival Sons apresenta-se belissimamente, com uma introdução de nada mais, nada menos que “The Good, the Bad and the Ugly”, que era usada pelo Metallica em suas turnês mais antigas. Com apenas 8 músicas os californianos mostram seu stoner rock de ótima qualidade agradando muito o público presente, provando que precisam de um show solo no Brasil, já que tocaram aqui somente em festivais.

As luzes se apagam e 21h30 entra o Black Sabbath para deixar sua marca pela última vez, um clássico atrás do outro foi o que os 18 mil presentes puderam apreciar na agradável noite de segunda-feira. Nos primeiros versos de “Black Sabbath” Ozzy se perde um pouco e entra adiantado, mas isso não tira o brilho do que viria na sequência. Sem muito papo vem “Fairies Wear Boots”, “After Forever” e “Into the Void”, Ozzy apresenta a banda, Geezer é super aplaudido, mas Iommi é ovacionado, Ozzy grita seu nome por 2 vezes.

O show do Black Sabbath é mais contido, mas ainda assim Ozzy faz suas características brincadeiras, levanta o público, bate palmas, joga beijos, e frisa muito que ama a todos. A marcante “War Pigs” é acompanhada por um coro enlouquecido, e logo “Behind the Wall of Sleep” vem para acalmar, mas não por muito tempo, pois “N.I.B” já tem sua batida marcante fazendo com que um mar de braços e mãos se balancem acompanhando o ritmo frenético da guitarra de Tony e bradando “Oh Yeah” junto a Ozzy.

Tommy Clufetos substituiu Bill Ward há 4 anos, e o fez com muita qualidade sem deixar a desejar, este ainda tem muito o que brilhar por aí, com um solo marcante de quase 10 minutos Clufetos é elogiado e muito aplaudido. O show já se encaminha para seu coroado final, Ozzy agradece o tempo todo, é muito amável e atencioso com os fãs. “Iron Man” chega para o delírio do público seguida de “Dirty Women”, fechando o set antes de vir o bis “Children of the grave” é tocada perfeitamente, tirando o fato de Ozzy ter errado a letra no início, o que tem acontecido frequentemente, isso mostra que infelizmente os caras estão precisando mesmo desta pausa.

Sem muita enrolação eles logo voltam e o próprio Ozzy pede em seu microfone “mais uma”, perguntando se o público promete que vai enlouquecer e finalizando com a matadora “Paranoid”, o Black Sabbath finaliza sua trajetória deixando um aperto no coração dos presentes, mas em uma hora e meia prova que é uma das maiores bandas de toda a história do heavy metal mundial, no telão a frase que intitula o nome da turnê “The End” faz com que muitos se derretam e deixem o Estacionamento da Fiergs com um misto de tristeza, esperança e agradecimento, ficamos gratos pela sua incrível história.

Set list Rival Sons:

Intro: “ The Good, the Bad and the Ugly”
1 – “Eletric Man”
2 – “Secret”
3 – “Pressure and Time”
4 – “Hollow Bones Pt.1”
5 – “Fade Out”
6 – “Bad Boy”
7 – “Open my Eyes”
8 – “Keep on Swinging”

Set list Black Sabbath

1 - "Black Sabbath"
2 - "Fairies Wear Boots"
3 - "After Forever"
4 - "Into the Void"
5 - "Snowblind"
6 - "War Pigs"
7 - "Behind the Wall of Sleep"
8 - "N.I.B"
9 - "Rat Salad" (solo “Tommy Clufetos”)
10 - "Iron Man"
11 - "Dirty Women"
12 - "Children of the Grave"
Bis:
13 - "Paranoid"

Comente: Esteve no show de Porto Alegre? Compartilhe a experiência.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Black Sabbath (FIERGS, Porto Alegre, 28/11/2016)

3380 acessosBlack Sabbath: A despedida de Porto Alegre

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 02 de dezembro de 2016

KrisiunKrisiun
Banda agradece e Bill Ward conta como conheceu os brasileiros

905 acessosBanda dos sonhos: qual seria a sua?176 acessosMarcos de Ros: Tony Iommi, Dois Dedos de Prosa1473 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

Meet & GreetMeet & Greet
Como os roqueiros de verdade se comportam

Black SabbathBlack Sabbath
Da magia negra até o pó branco

Black SabbathBlack Sabbath
Banda é inspiração para o Restart?

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"

Frances BeanFrances Bean
Filha de Kurt Cobain assustada com tatuagem de fã

MegadethMegadeth
Fã tem siricutico ao encontrar Mustaine; veja vídeo

Pagando micoPagando mico
10 maneiras de ser humilhado em um show

5000 acessosMetallica: James Hetfield imitando Dave Mustaine na TV5000 acessosAC/DC: A origem do nome da banda5000 acessosHeavy Metal: o Diabo e personagens bíblicas nas capas5000 acessosAerosmith: A luta de Steven Tyler contra a Hepatite C5000 acessosGuns N' Roses: Axl Rose diz que Slash é um "câncer"5000 acessosMichael Jackson: O clássico "Thriller" em 20 estilos vocais diferentes

Sobre Liny Oliveira

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online