Black Dahlia Murder: Resenha do show no Rio de Janeiro

Resenha - Black Dahlia Murder (Teatro Odisséia, Rio de Janeiro, 23/10/2016)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Guilherme Guerra
Enviar correções  |  Ver Acessos

Pleno domingo (23/10) no Rio de Janeiro e todas as atenções de headbangers da cidade eram voltadas para o Teatro Odisséia.

Fotos de Infância: SlayerFotos de Infância: Jon Bon Jovi

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

THE BLACK DAHLIA MURDER retornava ao Brasil para apresentações em São Paulo, Curitiba e RJ.

A banda está inserida no sub-gênero de Melodic Death Metal e conta com o vocalista Trevor Strnad, Brian Eschbach e Brandon Ellis nas guitarras, além do baterista Alan Cassidy e do baixista Max Lavelle.

Para a abertura foram selecionadas duas bandas brasileiras: RECKONING HOUR e SIRIUN, que após um pequeno atraso na abertura da casa, inundaram a Lapa com metal nacional.

Com a SIRIUN, vimos um Thrash, puxando para o death metal, de muita qualidade. Foram poucas músicas, mas bem intensas e que deram as boas vidas ao público. Até cover do DECAPITED teve, surpreendendo bastante. Já RECKONING HOUR, apresentou um estilo mais melódico, alternando momentos de pancadaria. A banda é razoável, mas pareceu não empolgar tanto um Teatro Odisséia que aguardava a agressividade do TBDM.

A banda americana entrou e colocou o Odisséia abaixo com "What a Horrible Night to Have a Curse" seguida de "Statutory Ape". O som perfeito e o carisma da banda iam conquistando todos os que estavam ali. Trevor conversava com o público a todo momento e sempre pedia a participação puxando moshpits e com seu tradicional "muscle time" flexionava os braços arrancando até risadas.

Seguiram com "Abysmal" faixa mais melódica do novo trabalho da banda que leva o mesmo nome.

Passaram por "Nocturnal" e "Malenchantments of the Necrosphere" até voltarem para o recente trabalho com "Vlad, Son of the Dragon" e "Receipt". Nessas duas faixas ficou evidente o belo trabalho de bumbo duplo de Alan e a técnica de Brandon nos solos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

E por lá se foi a uma hora de setlist, com direito incluive a "Miasma", grande música do segundo disco da banda. Encerraram o show com a já tradicional "I Will Return".

Ao final de um show incrível, THE BLACK DAHLIA MURDER agradou todos os presentes no Teatro Odisséia com seu carisma e deixou um certo gostinho de quero mais nos cariocas.

Setlist:
What a Horrible Night to Have a Curse
Statutory Ape
Abysmal
Nocturnal
Malenchantments of the Necrosphere
Vlad, Son of the Dragon
Receipt
Warborn
Threat Level No. 3
Contagion
Unhallowed / Funeral Thirst
Miasma
On Stirring Seas of Salted Blood
Everything Went Black
Deathmask Divine
I Will Return




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Black Dahlia Murder"


Death Metal: cinco bateristas do gênero que são insanosDeath Metal
Cinco bateristas do gênero que são insanos

Heavy Metal: 10 bandas com formações tumultuadasHeavy Metal
10 bandas com formações tumultuadas


Fotos de Infância: SlayerFotos de Infância
Slayer

Fotos de Infância: Jon Bon JoviFotos de Infância
Jon Bon Jovi


Sobre Guilherme Guerra

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280