Blind Guardian: Uma apresentação para casa lotada em Porto Alegre

Resenha - Blind Guardian (Bar Opinião, Porto Alegre, 06/10/2015)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Guilherme Dias
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

















A banda alemã Blind Guardian esteve em Porto Alegre promovendo o seu novo trabalho de estúdio, "Beyond the Red Mirror", lançado esse ano. O show no bar Opinião foi o terceiro da turnê brasileira, de sete no total.

A casa de shows estava lotada, com fãs enlouquecidos gritando "Guardian, Guardian, Guardian". Do backstage, com certeza o grupo percebeu a sede do público pelo seu som. Durante a intro de "The Ninth Wave" (faixa que abre o novo disco), a banda entrou aos poucos no palco. A formação foi composta por Frederik Ehkme (bateria), Barend Curbois (baixo) e Michael Schüren (teclados) nos fundos e Hansi Kürsch (vocais), André Olbrich e Marcus Siepen (guitarras) na linha de frente do palco.

Logo após a primeira do set, Hansi agradeceu o público e disse que era ótimo voltar para a bela cidade de Porto Alegre. Essa apresentação estava sendo a 4ª na capital do Rio Grande do Sul desde 2002, quando foi a primeira vez do Blind Guardian na cidade. Na sequência a antiga "Banish From Sanctuary" (Follow the Blind, 1989) e o clássico "Nightfall" ("Nightfall in Middle-Earth", 1998).

Até então era impossível dizer qual o momento de maior empolgação do público, de tão animados que estavam. Até que Hansi informa à platéia que o show estava sendo gravado para um futuro álbum ao vivo, deixando todos muito mais comovidos. Em "The Last Candle" ("Tales From the Twilight World", 1990) um emocionante final com todo o público cantando diversas vezes o refrão ao final da música, nos mesmos moldes do DVD "Imaginations Through the Looking Glass" (2004).

A primeira parte do show foi encerrada com a ótima "Time Stands Still (At the Iron Hill)" (Nightfall in Middle-Earth, 1998). A mais pedida por todos e mais antiga do repertório, "Majesty" ("Battalions of Fear", 1988), teve o público obedecendo André e Marcus balançando os braços de um lado a outro na animada introdução de teclado. E a inesperada "And the Story Ends" ("Imaginations From the Other Side", 1995).

O primeiro bis teve "Wheel of Time" (At the Edge of Time, 2010), "Twilight of the Gods" (também representando o último disco) e a arrasa quarteirão "Valhalla" ("Follow the Blind", 1989) que também teve imensa participação do público durante e depois da canção, como sempre acontece, do mesmo modo como ocorreu em "The Last Candle".

No segundo bis "Into the Storm" (Nightfall in the Middle-Earth, 1998), bancos e violões para André e Marcus em "The Bard's Song - In the Forest" ("Somewhere Far Beyond", 1992) e a derradeira "Mirror, Mirror" que fez o bar Opinião tremer.

O trio de frente quebrou tudo e interagiu bastante com a plateia, principalmente o frontman Hansi Kürsch. E o público, bom... os fãs fizeram mais do que a sua parte, todos na pista cantaram muito e muito alto, do início ao fim. Em alguns momentos se escutava mais as vozes de quem estava na pista do que o próprio som da banda no palco. Uma apresentação em que não existiu um ponto alto, pois sempre se manteve no pico. Quem perdeu não se preocupe, pois a legião de fãs fiéis que o Blind Guardian possui trará a banda de volta nas próximas turnês.

Set-list completo:

The Ninth Wave
Banish from Sanctuary
Nightfall
Fly
Tanelorn (Into the Void)
Prophecies
The Last Candle
Lord of the Rings
Time Stands Still (at the Iron Hill)
Majesty
And the Story Ends

Wheel of Time
Twilight of the Gods
Valhalla

Into the Storm
The Bard's Song - In the Forest
Mirror Mirror

Fotos por: Liny Oliveira
facebook/photoslinyoliveira



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Blind Guardian"


Blind GuardianBlind Guardian
Capa de novo álbum orquestrado é divulgada

Blind Guardian: Em 1995, banda começa a ganhar o mundo

Musos do Rock e Heavy MetalMusos do Rock e Heavy Metal
Agora é a vez das garotas!

TolkienTolkien
A influência do autor no rock e no heavy metal

HumorHumor
Headbangers adoram o Deus Metal, que adora Hansi Kürsch!


SeparadosSeparados
Sarah Jessica Parker e o mascote Eddie

Collectors RoomCollectors Room
Uma impressionante coleção de ítens do Iron Maiden

SolosSolos
Alguns dos mais bonitos do Heavy Metal

Dead Fish: A proposta mais indecente que a banda já recebeu pelo FacebookMulheres no Rock: as mais importantes segundo rádio inglesaRock In Rio: as homenagens dos artistas estrangeiros com o BrasilKiss: Ace pode um dia voltar à banda? Paul Stanley responde

Sobre Guilherme Dias

Fanático por heavy metal e hard rock desde os 12 anos de idade. Coleciona CDs e LPs, principalmente do Helloween e seus derivados. Colabora com o site desde 2013. Nasceu em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

Mais matérias de Guilherme Dias no Whiplash.Net.