Andre Matos: Apresentação curta, improvisada mas agradável

Resenha - Andre Matos (Quintal Rock Bar, Teresina, PI, 14/11/2014)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Renato Filho
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Este final de semana no qual foi celebrado a Proclamação da República, Andre Matos fez uma breve, porém inesquecível incursão pelo nordeste brasileiro, região que possui uma de suas bases mais fieis de fãs não só no Brasil, como em todo o mundo. O músico que já se aproxima dos seus 30 anos de carreira foi o vocalista de bandas como Viper, Angra, Shaman e participou de centenas de projetos paralelos que vão desde Pop Rock até Música clássica e Óperas. Falar de Andre Matos e sua importância para o Heavy Metal brasileiro é chover no molhado. O músico esteve em Teresina(PI) no dia 14 de Novembro e no dia seguinte(15/11) em Fortaleza no Ceará com a tour comemorativa dos 20 anos de Angels Cry, debut do Angra e clássico absoluto do Power Metal mundial. Porém foi divulgado músicas do seu último álbum The Turn of The Lights de 2012, além de várias outras músicas de toda a sua carreira.

3661 acessosAngra: "Uma rapazeada bonita, mas nenhum foi bonzinho"5000 acessosQueen: ouça a voz isolada de Freddie Mercury em clássicos

Em Teresina, a banda Andre Matos foi anunciada como apresentação no festival Planeta Brazuca, a única banda de Heavy Metal no meio de várias atrações de nomes como Frejat, Nando Reis e Raimundos. Porém devido a uma polêmica e conturbada situação envolvendo um organizador do festival o evento foi cancelado na véspera de sua realização.

De qualquer forma uma parte da banda e equipe, incluindo o próprio Andre Matos se deslocaram para Teresina, apesar de terem sidos informados através de boatos nas redes sociais e com as notas oficias das outras bandas que iriam se apresentar sobre o consequente cancelamento do festival.

Uma vez aqui em Teresina, a banda não obteve nenhum contato e foram negligenciados pela produção do festival, tendo que desembolsar por conta própria os custos por hospedagem, alimentação e para viagem a Fortaleza para o show no dia seguinte.

Em meio a tamanha desventuras foi organizado um encontro com os fãs para uma sessão de autógrafos e fotografias. Uma atitude nobre de ambos os lados que foram igualmente prejudicados devido a incompetência dos responsáveis pela organização do festival. Andre chegou a ser entrevistado por diversas emissoras locais e esclareceu sobre a situação e mostrou que apesar das turbulências iria compensar seus fãs, vários destes que se deslocaram de cidades vizinhas e até de outros estados para ver a apresentação da banda.

Eis que o evento foi divulgado durante a própria sexta e contou com a presença de vários de seus fãs, que apesar do acontecido ficaram bastantes satisfeitos com a oportunidade de ver um show mais intimista e reservado. O evento veio acontecer no Quintal Rock Bar no mesmo dia que Andre deveria se apresentar no festival e atraiu uma legião de fãs para o local.

Inicialmente o evento foi divulgado, como já mencionado para ser um Meet & Greet com a banda, mas após algumas conversas foi concebido a ideia de um pocket show improvisado, apesar da ausência dos dois guitarristas da banda, Hugo Mariutti e Andre Hernandez que ainda não haviam se deslocado por uma decisão estratégica da banda. Apesar disso, após algumas horas de espera Andre chegou junto com Bruno Ladislau e Rodrigo Silveira e se apresentaram de forma totalmente improvisada no local com o apoio de alguns músicos locais na guitarra.

A banda apresentou clássicos como Fairy Tale, Lisbon e Living for the Night e alguns covers como Breaking The Law, Wasted Years e Flight of Icarus. Uma apresentação bastante curta mas muito agradável aos presentes devido ao clima minimalista da apresentação.

Após o show, Andre, Bruno e Rodrigo fizeram o prometido meet & greet com uma grande quantidade de fãs que se encontravam no local (inclusive este que vos escreve que teve a oportunidade de autografar seus vinis do Theater of Fate e Angels Cry).

Apesar do pesares, foi uma noite compensadora e só mostrou a humildade de Andre para com seu público ficando até uma promessa voltar em breve a capital piauiense. Espero que não demore mais cinco anos como foi o hiato entre seu último show que aconteceu no Bueiro do Rock e este descrito. No dia seguinte a banda viria a se apresentar em Fortaleza onde eu também fui prestigiar um do shows mais completos que já vi na minha vida.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 20 de novembro de 2014

AngraAngra
"Uma rapazeada bonita, mas nenhum foi bonzinho"

200 acessosAltair: comédia diabólica de Progressive/Power Metal0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

Mario LinharesMario Linhares
"Obrigado Carlinhos Brown, você se tornou um gigante"

Andre MatosAndre Matos
"Eu não estava preparado para cantar no Maiden!"

Abrindo o jogoAbrindo o jogo
Entrevista com Edu Falaschi

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Andre Matos"0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"0 acessosTodas as matérias sobre "Shaman"0 acessosTodas as matérias sobre "Viper"

QueenQueen
Ouça a voz isolada de Freddie Mercury em clássicos

Guns N RosesGuns N' Roses
Axl desafina guitarra de Slash e pede desculpas

Black SabbathBlack Sabbath
"Iron Man" em inusitado baixo artesanal

5000 acessosMônica Guedes: "seus heróis morreram de overdose, os meus morrem na estrada, trabalhando"5000 acessosResenha - Sgt. Peppers - Beatles5000 acessosAlfabeto do Rock: as 15 melhores músicas de Metal5000 acessosPirataria: o nascer de uma indústria alternativa4542 acessosKorn: para Davis nem todo assassinato tem a ver com Satã4324 acessosJake E. Lee: "Parei de usar drogas quando vi o estado de Ozzy"

Sobre Renato Filho

Renato Filho é um típico headbanger nerd que sempre teve muita curiosidade pelos temas abordados no Heavy Metal. Desde jovem, familarizado com bandas como Iron Maiden, Black Sabbath, Pink Floyd, teve uma adolescência voltada a conhecer clássicos do Rock/Metal do Progressivo ao Extremo. Atualmente é um dos editores e fundadores do site Falando de Rock.

Mais matérias de Renato Filho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online