Mesquita Club: Krisiun e outros numa noite de muito Metal

Resenha - Krisiun, Prophecy, Maieuttica (Mesquita Club, RJ, 12/07/2014)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Sigried Neutzling Buchweitz
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Durante o trajeto, estava pensando: "putz, a essa altura, já perdi o show do Maieuttica". Esta seria a primeira banda; já tinha visto o clipe deles e ouvido os comentários sobre o seu público, muito animado e que acompanha casa movimento do palco, canta junto as letras e tudo mais. Saí da van quase em disparada na direção do palco: "preciso tirar nem que seja umas fotos do final do show". E me surpreendi ao ver que ainda estavam fazendo os últimos ajustes no palco.

Krisiun: banda anuncia turnê na Europa com 32 datas em 32 diasGuitarristas: os 10 maiores de todos os tempos segundo a Time

Depois de mais um pouco de espera, conferi a galera do Prophecy agitando a platéia, com o thrash metal de qualidade que não deixou ninguém parado. Essa foi a primeira das trocas na ordem das bandas, necessária pelo fato deles terem mais um compromisso naquela noite.

Em seguida, Maieuttica apresentou seu metal core com dois vocais, agitando bastante a platéia. Foi muito legal ver a energia deles no palco.

Após alguma espera, rolaram sorteios e distribuição de vários brindes de parceiros do evento. Depois, subiu ao palco Krisiun, levando o púbico ao delírio. Os primeiros moshes da galera foram reprimidos por um segurança que, ao que parece, nada entendia dos hábitos dos metalheads. Depois que ele saiu de cena, a platéia deu um show à parte, acompanhando cada instante da apresentação do Krisiun com um dive... Quase uma cachoeira humana! :D

Como esperado, a maior parte da platéia foi embora logo após. Em seguida, veio No Remorse, entremeando seu trabalho autoral com covers de bandas que os influenciaram.

A essa altura, o público se resumia praticamente àqueles que faziam questão de assistir Forkill e Unmasked Brains. Esta fez a penúltima apresentação da noite, gerando um novo festival de moshes e com a galera subindo e permanecendo no palco junto com os músicos.

Quem fechou a noite acabou sendo o Forkill, com os heróis da resistência que permaneceram na platéia para vê-los. Como disseram em seu post de agradecimento, não importa se tem 2.000, 200 ou 20 na platéia, a energia tem que ser a mesma.

Confira o álbum completo clicando aqui.

Fonte:
http://riodemetal.blogspot.com/2014/07/resenha-de-show-mesqu...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Krisiun"Todas as matérias sobre "Prophecy"Todas as matérias sobre "Maieuttica"Todas as matérias sobre "No Remorse"Todas as matérias sobre "Unmasked Brains"Todas as matérias sobre "Forkill"


Krisiun: banda anuncia turnê na Europa com 32 datas em 32 dias

Krisiun: homenagem a Andre Matos no Dia Internacional do RockKrisiun
Homenagem a Andre Matos no Dia Internacional do Rock

Krisiun: Edu Falaschi não viveu o undergroundKrisiun
"Edu Falaschi não viveu o underground"

Metal Brasileiro: 10 bandas recomendáveis fora o SepulturaMetal Brasileiro
10 bandas recomendáveis fora o Sepultura

Loudwire: Krisiun na lista dos dez power trios mais pesados da históriaLoudwire
Krisiun na lista dos dez power trios mais pesados da história


Guitarristas: os 10 maiores de todos os tempos segundo a TimeGuitarristas
Os 10 maiores de todos os tempos segundo a Time

Scorpions: As 20 melhores canções com temática românticaScorpions
As 20 melhores canções com temática romântica

Metal Progressivo: os dez melhores álbuns do estiloMetal Progressivo
Os dez melhores álbuns do estilo

Axl Rose: Afinal de contas, o que houve com sua voz?Há quem goste: As 10 bandas mais odiadas do universoMetallica: Hammett e Ulrich escolhem álbuns e músicas dos anos 2000Malmsteen: algumas de suas versões virtuosas de clássicos do rock

Sobre Sigried Neutzling Buchweitz

Sou arquiteta e urbanista, blogueira nas horas vagas, apaixonada por novidades sonoras. Por isso edito o blog Rio de Metal, pra ajudar a divulgar eventos e bandas (autorais) independentes de rock pesado que acontecem no estado do Rio de Janeiro. De vez em quando, falo de outros assuntos ligados a esse som poderoso que é o Metal, tipo arquitetura, decoração, humor... Gosto muito quando os leitores participam com comentários!

Mais matérias de Sigried Neutzling Buchweitz no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336