Dream Theater: O último show da turnê Norte-Americana

Resenha - Dream Theater (Auditório Telmex, Guadalajara, México, 26/04/2014)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Cesar Valadão
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Os fãs do DREAM THEATER em Guadalajara estavam eufóricos para conhecer a Mike Mangini ao vivo. A última vez que tocaram aqui na terra da Tequila, foi em 2010 ainda com Portnoy num show de arrepiar, com direito a uma "canja" de "Limelight" do Rush. Em 2011, na turnê "A Dramatic Turn of Events", o show de Guadalajara foi cancelado devido a problemas de logística.

133 acessosDream Theater: Saiba por que Petrucci é tão concentrado nos shows5000 acessosComo enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do Whiplash.Net?

Durante a espera para o início do show, o telão mostrava uma imagem de um céu estrelado parecido com a foto de "Along for the Ride". O show estava marcado para começar as 21h em ponto, e assim foi. As 21h as estrelas se juntam formando o "Majesty" e começa uma contagem regressiva que ao terminar, começa "False Awakening Suite" e uma vídeo-montagem com a capa de todos os discos. Seguiram com "The Enemy Inside", sendo apresentado o vídeo oficial como pano de fundo.

Seguiram com "The Shattered Fortress", "On the Back of Angels" e "The Looking Glass" também como pano de fundo o vídeo oficial. Em "Trial of Tears", LaBrie trocou "New York" por "Guadalajara". Imagino que tenha feito isso em todos os shows, mas realmente a galera ficou alucinada. Seguiu o solo do Petrucci, depois "Enigma Machime" com o pano de fundo um desenho animado com os integrantes e solo do Mangini. Apagam-se as luzes por uns segundos, aumentando a expectativa do que viria. Rudess e Petrucci iniciam "Along for the Ride" e LaBrie senta ao lado de Rudess para cantar a introdução. Iluminação perfeita, simplesmente fantástico. Seguem com "Breaking All Illusions" e ao final LaBrie pede 15 minutos de descanso e explica que "Awake" e "Scenes" estão fazendo 20 e 15 anos respectivamente e que vai tocar "algumas músicas" destes discos.

Na tela aparece um cronometro regressivo de 15 minutos, até que de repente aparece o texto de uma conversa aparentemente entre 2 computadores. Inicia o "Half-Time Show", com propagandas fictícias de bonecos dos integrantes, apresentações de fãs por todo o mundo e tal. Muito bem elaborada.

A segunda parte começa detonando "The Mirror" e seguem com "Lie". Iniciam a introdução de "Lifting Shadown Off a Dream". Eu nunca tinha visto "Lifting" ao vivo e Mangini fez umas modificações, que na minha opinião ficaram interessantes. Seguiram com "Scarred" e termina a jornada de "Awake" com "Space-Dye Vest", nunca antes tocada ao vivo. Outra vez apagam as luzes e começa "Illumination Theory", dando tempo de LaBrie se recompor. Al final sai agradecendo a todos.

No BIS, mostram uma contagem regressiva até 1928. É "Overture 1928", "Strange Deja Vu", depois seguem com "The Dance of Eternity" e terminam o show com "Finally Free".

Saem todos os integrantes e todos os que trabalharam no show para agradecer a plateia. Depois disso mostram os "créditos" como num filme, com o piano do último segmento de "Illumination Theory" para fechar esta maravilhosa experiência.

Este foi o último show da turnê Norte-Americana fechando o primeiro semestre e voltando 5 de Julho na Inglaterra para a turnê europeia, segundo o site do DT. Depois de 31 de Julho não há datas, além de 19 de Outubro no Japão, assim que torçam para que eles apareçam no Brasil no segundo semestre.

O set list desse show, igual que todos os demais desta turnê foram:

1. False Awakening Suite
2. The Enemy Inside
3. The Shattered Fortress
4. On the Back of Angels
5. The Looking Glass
6. Trial of Tears (Solo do Petrucci)
7. Enigma Machine (Solo do Mangini)
8. Along for the Ride
9. Breaking All Illusions

(Intermission)

10. The Mirror
11. Lie
12. Lifting Shadows Off a Dream
13. Scarred
14. Space-Dye Vest
15. Illumination Theory

(BIS)

16. Overture 1928
17. Strange Deja Vu
18. The Dance of Eternity
19. Finally Free

(Piano final de Illumination Theory)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 01 de maio de 2014

Dream TheaterDream Theater
Saiba por que Petrucci é tão concentrado nos shows

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Dream Theater"

Gangnam WitherGangnam Wither
Mashup de Gangnam Style com Dream Theater

Dream TheaterDream Theater
"Portnoy foi embora para sempre", diz Mangini

Dream TheaterDream Theater
Petrucci comenta a influência de David Gilmour

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Dream Theater"

Whiplash.NetWhiplash.Net
Como enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do site?

Em vídeoEm vídeo
Seguidores do Demônio, as 10 bandas mais perigosas segundo pastor americano

Morre DiaboMorre Diabo
Ele aprendeu a tocar guitarra e virou um shredder

5000 acessosFree: a paixão de Dave Murray por Paul Kossoff5000 acessos20 Filmes Mais Punk: "Rock N Roll High School" em primeiro5000 acessosA polêmica origem do termo Heavy Metal2995 acessosRob Halford: "Led Zeppelin II é a raiz do Heavy Metal"5000 acessosJustin Bieber e Marilyn Manson: eles agora são melhores amigos5000 acessosLars Ulrich: As mulheres da vida do baterista

Sobre Cesar Valadão

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online