Avenged Sevenfold: Consolidando novo público em Porto Alegre

Resenha - Avenged Sevenfold (Pepsi On Stage, Porto Alegre, 22/03/2014)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Lucas Steinmetz Moita, Fonte: MoitaRock.com
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Tornando-se um fiel visitante de solo brasileiro nos últimos anos, o AVENGED SEVENFOLD apresentou-se pela segunda vez na capital gaúcha neste sábado, 22 de março. A primeira visita do grupo ao extremo-sul do país foi em 2011, encerrando a turnê brasileira. Curiosamente, em 2014 o grupo finaliza a série de shows brasileiros novamente em Porto Alegre.

3817 acessosAvenged Sevenfold: estratégia do "The Stage" não deu muito certo5000 acessosNirvana: a história por trás da música "Smells Like Teen Spirit"

Não faz muito tempo que os norte-americanos nos visitaram. Há apenas alguns meses fizeram parte de um dos dias do Rock in Rio, ao lado de KIARA ROCKS, SLAYER e IRON MAIDEN. Marcados pela sigla A7X, a banda desperta amor e ódio. Dificilmente exista quem fique no meio termo. O inegável é que a habilidade técnica de todos é impressionante e que há muito tempo não se via uma banda de metal ter um público tão fiel sem ser um dos dinossauros do rock n' roll.

Infelizmente, a acústica do Pepsi On Stage, local onde foi realizado o espetáculo, não estava das melhores. Uma falha de eletricidade atrasou a abertura dos portões da casa, mas não influenciou no horário da programação da noite. Pontualmente, o quinteto subiu ao palco iniciando com "Shepherd of Fire", do mais recente álbum Hail To The King. Sem pausa para diálogos, o grupo emendou "Critical Acclaim", do álbum homônimo Avenged Sevenfold, que conta com o playback dos vocais de Jimmy "The Rev" Sullivan, baterista que faleceu em dezembro de 2009. Aí sim houve a primeira saudação da noite antes de "The Beast And The Harlot".

No decorrer do show, nenhuma surpresa inesperada para o setlist. Porto Alegre aguardava algo especial, já que em 2011 foi agraciada como a única cidade do Brasil que pode apreciar "A Little Piece of Heaven" (que desta vez está fechando todas as apresentações da turnê). Do último disco, foram executadas a faixa título "Hail To The King", "Doing Time" e "This Means War". Com menos de 20 anos de carreira, o Avenged Sevenfold já tem o privilégio de ser uma banda com setlist transbordando de clássicos. "Buried Alive", "Nightmare", a linda balada "Seize The Day", "Afterlife" e "Almost Easy". Canções que todos sabiam a letra na ponta da língua. E, ainda assim, o show parecia com pouco espaço para tantas musicas. E, realmente, um show não é o suficiente para ouvir tudo que eles pode oferecer. Contemplando aqueles que acompanham a banda desde o início, "Eternal Rest" e "Unholly Confessions", do álbum Waking The Fallen, foram as composições veteranas da noite.

Em certo momento, o vocalista Matt Shadows chegou a fazer uma piada dizendo "Ok, agora nós vamos tocar um cover de Justin Bieber" (o que não me surpreenderia após saber que Zacky Vengance andou até cantando "Lepo Lepo" por aí, mas isso já é outra história...). Após vaias a Bieber, risadas a Matt e o tradicional "falso fim de show", a banda ressurge ao palco e encerra com "A Little Piece Of Heaven".

Os adolescentes, em geral, adoram. Alguns apaixonados classicistas abominam. Mas o A7X tem ganhado seu espaço. Em 2011 fez em Porto Alegre um show muito melhor que este (considerando que as canções eram mais atraentes e a acústica do local era muito superior a este ano). Em 2013 teve sua apresentação ao vivo projetada para todo o Brasil pela Rede Globo, embora tenha sido uma apresentação com uma série de falhas técnicas. Em 2014 vejo a evolução do público... Muitas pessoas com idade mais avançada. Alguns ex-adolescentes presentes em 2011, mas também haviam aqueles que rondam os quarentões (e nem todos estavam indo para levar os filhos). Encontrei um amigo - mais velho que eu - e disse "Te flagrei curtindo som de adolescente!", em tom de brincadeira. A resposta foi ótima... "Isso não é nada, fiz pior... Já viajei até o Rio de Janeiro para ver eles. Esses caras são muito bons!"

Aos poucos, a resistência à novidade e ao apelo comercial vai se dissolvendo. A grande verdade é que, dentro de duas décadas, eles é que serão os dinossauros do heavy metal. Visualizo desde já, em 2034, fãs de Avenged aos 30 e poucos anos de idade levando seus filhos ao show de uma nova banda que eles tanto gostam e comentando: "Que barulheira! Música boa é aquela do nosso tempo. Sevenfold!"

Para ver mais fotos, acesse o link:
http://www.moitarock.com/2014/03/avenged-sevenfold-confira-c...

Fotos: Israel Henkin

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Avenged Sevenfold (Pepsi On Stage, Porto Alegre, 22/03/2014)

3783 acessosAvenged Sevenfold: Mostrando uma versatilidade incrível

Avenged SevenfoldAvenged Sevenfold
Estratégia usada no "The Stage" não deu muito certo

1088 acessosAvenged Sevenfold: a música que eles mais gostam de tocar ao vivo2061 acessosAvenged: Synyster será pai e banda não toca com Metallica0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Avenged Sevenfold"

A7XA7X
"Fodam-se os Haters", diz Shadows na Metal Hammer

Em 28/12/2009Em 28/12/2009
Morre o baterista Jimmy "The Rev" Sullivan

FacebookFacebook
A popularidade das bandas segundo a rede social

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 23 de março de 2014
Post de 24 de março de 2014

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Avenged Sevenfold"

NirvanaNirvana
A história por trás da música "Smells Like Teen Spirit"

Foo FightersFoo Fighters
Dave Grohl ataca criador de Glee

KissKiss
As 10 músicas mais "demoníacas" da banda

5000 acessosKing Diamond: o "Rei Satânico"5000 acessosCD vs Vinil: não diga que o som do vinil é melhor - porque não é5000 acessosMellotron: o instrumento cult que ajudou a compor clássicos5000 acessosChuck Berry: Por que ele não será lembrado como Elvis Presley?5000 acessosIgreja Universal: "curando" fã do Dimmu Borgir?4374 acessosGuns N' Roses: Steven Adler fala sobre passado da banda

Sobre Lucas Steinmetz Moita

Formado em Jornalismo pela Unisinos, atua em duas áreas bastante bipolares: música pesada e teologia. Proprietário do site CristianismoHardcore.com.br, atuou durante 5 anos com o Programa MoitaRock, entrevistando diversos artistas nacionais e internacionais (como Andre Matos, Angra, Sebastian Bach e Blind Guardian). O Programa MoitaRock foi extinto, mas o trabalho com vídeo e entrevistas continua em HeavyTalk.com.br, ao qual também administra.

Mais informações sobre Lucas Steinmetz Moita

Mais matérias de Lucas Steinmetz Moita no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online