Jeff Scott Soto e Eric Martin: Músicas que vieram para ficar

Resenha - Jeff Scott Soto e Eric Martin (Bar do Bóris, Vinhedo, SP, 15/03/2014)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Monica Prado
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

A galera de Vinhedo pode apreciar, na noite de sábado dia 15, o show de dois cantores, Eric Martin e Jeff Scott Soto, e conferir na prática porque eles são um dos veículos mais talentosos e capazes de transportar o público para uma década (anos 80) muito marcante no cenário do rock. Època onde tínhamos Mr. Big e Queen, bandas que construíram um legado ao redor do mundo, sólido e permanente, cujas composições permanecem vivas na memória dos fãs.

1303 acessosGuitarristas: em vídeo, 5 fodões do instrumento quando bem jovens5000 acessosMetal Up Your Ass: Os primórdios do Metallica

O Bar do Bóris, palco das apresentações citadas acima, em Vinhedo, fica à 90 km de São Paulo. Um lugar super agradável, amplo, com uma boa área externa. Pessoal amigável à porta, atendimento eficiente no bar, enfim, uma vibe geral muito boa, além da boa organização.

ERIC MARTIN

Eric Martin é o cantor, compositor e co-fundador do Mr. Big, banda que entrou em cena em 1988 e foi sucesso com o lançamento de seu segundo álbum e com a canção, "Be With You," que alcançou #1 na Billboard daquele ano. Mr. Big fez uma série de sucessos, dominando os anos 90. Eventualmente eles se separaram em 2002 e, em seguida, após uma longa pausa e uma reunião em 2009, eles decidiram ficar juntos e produzir um novo álbum em 2011.

Eric Martin é tido como um dos melhores vocalistas do mundo e o tempo parece que não deixou nenhum sinal na sua aparência e voz, 53 anos de idade, mas igual a 20... desempenho perfeito. Ele subiu ao palco às 22:10 horas e mostrou ser um cara engraçado, alegre que parece gostar de brincar com seus fãs.

A banda escolhida por Eric Martin para esta turnê é composta por Rogério Delayon (guitarra), Flávio “Jagger” Simões (baixo) e Teofilo Laborne (bateria).

Nesta noite ele tocou canções que ele escreveu, tanto solo como as que ele escreveu com seus irmãos no Mr. Big. A capacidade de Eric é grande, como bom cantor e compositor, e nesta noite ele me mergulhou no catálogo de Mr.Big.

O público foi brindado com a execução de um repertório de sucessos e os refrões foram todos entoados em conjunto. Eric pede palmas para acompanhar as baladas e diz que ‘É maravilhoso estar aqui’. Ele faz um grande show e arrematou ‘Eu faço isso porque eu amo rock and roll”. Taí o seu segredo.

JEFF SCOTT SOTO

No início dos anos 80, Jeff Scott Soto foi apresentado ao mundo da música pelo consagrado guitarrista sueco Yngwie Malmsteen que procurava alguém para os vocais em sua recém-formada banda, Rising Force.

Jeff Scott Soto fez um nome para si próprio na indústria do rock como um dos vocalistas mais diversificados e ativos. Seu trabalho inclui as bandas Talisman, Trans-Siberian Orchestra, Journey e Yngwie Malmsteen. Ele se manteve em estúdio na maior parte dos últimos 20 anos e na estrada também. Além de ser um cantor forte no estúdio, Soto é outra força também no ambiente ao vivo. Ele adiciona carisma e energia para sua entrega vocal impecável para criar um concerto verdadeiramente memorável.

Movendo-se sobre o palco quase constantemente, JSS foi capaz de envolver-se com seu público muito melhor do que seria possível em um local maior, o que resultou num show mais intimista.

Entre goles grandes de caipiroska, elogio ao tamanho da bunda das brasileira, e arriscando umas palavras em Português, com seu estilo próprio (óculos escuros, echarpe com desenhos de caveiras, faixa preta na cabeça e arrumando constantemente sua cabeleira cacheada), JSS fez basicamente, nesta noite, o mesmo que ele fez na década de 80, e certamente você não iria querer nada melhor que isso.


Realizar um tributo ao Queen pode ser um negócio arriscado. Eu explico. Quem conhece a excelência de Freddie Mercury não vai aceitar nada menos do que algo que remeta ao talento, à vibração e à performance de um grande astro. Se você não é um grande fã de Soto desde os anos 80, ou nasceu muito depois, poderia até ter em mente alguma dúvida quanto a este show.

No entanto, depois de assistir a este tributo, fica óbvio que Jeff Scott Soto ainda tem um grande poder e energia para dar e compartilhar com seus fãs. A apresentação foi impecável, o público vibrou durante todas as faixas que foram, e ainda são sucessos do Queen.

ERIC e JSS

Esses dois astros nos presentearam com músicas que nos fazem reviver o mesmo sentimento de quando foram ouvidas pela primeira vez. Isso torna evidente a diferença entre músicas que vieram para ficar, e músicas que já nasceram com um tempo de vida determinado, geralmente curto. Elas (as boas músicas), por serem uma obra prima, não devem desaparecer tão cedo, principalmente quando há talentos como Eric e JSS para imortalizá-las.

Line up ERIC MARTIN:
Rogério Delayon (guitarra)
Flávio “Jagger” Simões (baixo)
Teofilo Laborne (bateria)

Set List ERIC MARTIN:

Lost in America (MR. BIG)
Wonderland (TAK MATSUMOTO GROUP)
Wind Me Up (MR. BIG)
Green-Tinted Sixties Mind (MR. BIG)
Superfantastic (MR. BIG)
Wild World (CAT STEVENS)
Goin' Where the Wind Blows (MR. BIG)
Shine (MR. BIG)
Mary Goes 'Round (MR. BIG)
Daddy, Brother, Lover, Little Boy (The Electric Drill Song) (MR. BIG)
Alive and Kickin' (MR. BIG)
Promise Her the Moon (MR. BIG)
Take a Walk (MR. BIG)
To Be With You (MR. BIG)
Dancin' with My Devils (MR. BIG)

JEFF SCOTT SOTO – Banda:

Marcio Sanches (guitarra)
Henrique Baboom (baixo)
BJ (guitarra/teclado)
Edu Cominato (bateria)

Set List JSS:

Let Me Entertain You (QUEEN)
Tie Your Mother Down (QUEEN)
Another One Bites the Dust (QUEEN)
I Want to Break Free (QUEEN)
Keep Yourself Alive (QUEEN)
Crazy Little Thing Called Love (QUEEN)
Fat Bottomed Girls (QUEEN)
Hammer to Fall (QUEEN)
I Want It All (QUEEN)
Stone Cold Crazy (QUEEN)
Love of My Life (QUEEN) Somebody to Love (QUEEN)
These Are the Days of Our Lives (QUEEN)
Under Pressure (QUEEN)
Radio Ga Ga (QUEEN)
We Will Rock You (QUEEN)
We Are the Champions (QUEEN)

Bis:
Bohemian Rhapsody (QUEEN)
The Show Must Go On (QUEEN)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 23 de março de 2014

1303 acessosGuitarristas: em vídeo, 5 fodões do instrumento quando bem jovens456 acessosMr. Big: veja o vídeo oficial de "Defying Gravity"1225 acessosMr. Big: "Pat Torpey é essencial para o som vocal da banda"1137 acessosMarcos de Ros: Mr. Big, desafiando a doença de Pat Torpey919 acessosMr. Big: ouça "Forever And Back", faixa do novo álbum339 acessosRichie Kotzen por Márcio Guerra Canto: viagem leve e engraçada0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Mr Big"

Paul GilbertPaul Gilbert
Meu impacto no mundo da guitarra é menor que pensei

Eric MartinEric Martin
O grunge acabou com muitas bandas nos anos 90

Billy SheehanBilly Sheehan
A importância da Cientologia na vida do baixista

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Mr Big"0 acessosTodas as matérias sobre "Jeff Scott Soto"

Metal Up Your AssMetal Up Your Ass
Os primórdios do Metallica até o álbum "Kill Em All"

MetallicaMetallica
Lars Ulrich comenta sobre seu maior erro

Heavy MetalHeavy Metal
As trinta maiores bandas de países diferentes

5000 acessosSlipknot: "pastor" detecta mensagens subliminares nas capas5000 acessosTop 10: dez roqueiros que se foram aos 27 anos de idade5000 acessosRock Brasileiro: uma lista das 10 maiores bandas5000 acessosCapas Ridículas: as mais toscas e bizarras do Rock/Metal em 20155000 acessosMotörhead: Morre, aos 61 anos de idade, Phil "Philthy Animal" Taylor5000 acessosWasp: por que Lemmy nao queria Chris Holmes no Motörhead?

Sobre Monica Prado

Sou formada em Engenharia pela E. E. Mauá e atualmente curso Filosofia na FFLCH-USP. Sou professora e tradutora de Inglês. Amo música e curto desde música clássica até o Heavy Metal. Música brasileira não é meu forte, mas sei apreciar um som de qualidade. A música me ajuda a sobreviver neste mundo, e ele ainda vale a pena por causa dela!

Mais matérias de Monica Prado no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online