Matérias Mais Lidas

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemEddie aparece em versão samurai no primeiro show do Iron Maiden em 2022; veja foto

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemJen Majura disse que sair do Evanescence não foi decisão dela e recebe apoio dos fãs

imagemConfira as músicas que o Iron Maiden tocou no primeiro show de 2022

imagemRoger Daltrey revela a música "amaldiçoada" que o The Who não toca mais ao vivo

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemAngra: Quantos shows seguidos a voz aguenta sem restrições? Fabio Lione responde

imagemSentado em cadeira de rodas, Paul Di'Anno faz primeiro show em sete anos

imagemDee Snider cutuca bandas com falsas aposentadorias e ingressos caros

imagemOzzy Osbourne diz que está bem aos 73 anos, mas sabe que sua hora vai chegar

imagemO clássico do Helloween que fez Angra mudar nome original de "Running Alone"

imagemVeja Iron Maiden tocando músicas do "Senjutsu" pela primeira vez ao vivo

imagemAndre Matos sempre foi de esquerda e reprovaria governo atual, diz irmão do maestro

imagemDo Ozzy ao Slayer: veja os momentos mais metal do desenho South Park


Stamp

Benediction: Encerrando um ano grandioso no underground cearense

Resenha - Benediction (Tendas Bar, Fortaleza, 12/12/2013)

Por Leonardo M. Brauna
Em 20/12/13

A primeira visita de BENEDICTION à Fortaleza foi marcada por dois encontros, o primeiro foi dia 11 no ‘Bar Rock 80’, uma noite de autógrafos que acabou virando noite de bebedeira e muita diversão com os fãs que por ventura, já estavam com os ingressos antecipados para o show, ou que no bar iria comprá-lo. Enfim, uma ocasião exclusiva para os fãs que providenciaram logo o passaporte para a demolição que aconteceu no dia 12 de dezembro, quinta-feira! A GINO PRODUCTION, organizadora do evento levou os visitantes e os bangers da cidade ao ‘Tendas Bar’, lugar que já acolheu ROTTING CHRIST e GIRL SCHOOL. Naquela quinta a capital cearense recebeu outras visitas, bangers de diversos lugares do estado e de outros vizinhos aglomeravam-se aos portões do Tendas. Todos a fim de conferir mais um grande momento do underground nordestino: a performance dos pais do Death Metal Old School. Quando as trancas se abriram, Lá dentro o público já pôde observar os cinco ídolos juntos tomando algumas cervejas. Não demorou até uma maratona de poses para fotos acontecer. Sempre muito simpáticos os músicos do BENEDICTION pacientemente atendiam uma a uma as solicitações dos fãs.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

FOTOS: André Rocha

Com tudo já preparado a primeira banda de abertura inicia a noite de shows com um público ainda tímido dentro da casa. BURNING TORMENT que faz um som devastador promoveu mais uma vez o seu Death Metal brutal com doses violentas de peso. O som bem distribuído permitia uma audição detalhada da banda que tinha lá atrás um verdadeiro monstro socando o seu kit de bateria. MARDÔNIO, entre pedaladas firmes e ‘blast beats’ nervosos somava com ALEXANDRE o poder da cozinha, pois o homem das notas graves fazia de seu instrumento não apenas um baixo, mas um artefato bélico. A dupla responsável pela velocidade, RICARDO e EDNARDO mostrava por que o BURNING TORMENT vem conquistando respeito no cenário underground desde o seu surgimento, pois os seus riffs não são apenas violentos, como conseguem se destacar a sincronias mais pesadas. Dessa forma o caminho ficava livre para a fúria selvagem de Luiz Paulo, vocalista que com os seus guturais chamava a galera que ainda chegava ao recinto. O repertório não foi longo, mas alegrou os presentes que puderam testemunhar aquele derramamento de decibéis.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Depois foi a vez de REVEL DECAY assumir o posto. Essa já é veterana no estado e o fato de ter apenas um guitarrista não fez diferença alguma na hora de tocar, pois a banda já acumula experiência de mais de dez anos e conta com um time de profissionais afiadíssimos. O grupo já começou a tocar para uma platéia numerosa, e as primeiras cacetadas já inflamaram a pista. O vocalista (meu xará) Leonardo esteve um período afastado, mas de volta ao seu lugar fez uma inacreditável performance, mesmo dizendo que estava fora de forma. Os que já conheciam a banda se alegraram com essa apresentação, que já não é constante devido a outros trabalhos dos membros, os que não conheciam (como eu) ficaram espantados com tanta energia. Em baixo as pessoas de punhos cerrados e pra cima demonstravam intimidade com a banda. Não demorou até os primeiros saltos do palco aparecerem. Rodas também se abriam enquanto os riffs dilacerantes jogavam-se ao peso do baixo, aliás, o que dizer de ERI DECAY (baixista)? Simplesmente o mandante desse set, o cara arrepiava nas bases de tal maneira que valeu até a curiosidade dos mestres ingleses que assistiram ao show inteiro, detalhe: de ponta de pé para observar melhor a banda. Sensacional!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A próxima banda local a subir foi GOREWAR, outra conhecida dos bangers e também antiga na cena. Os rapazes, com sangue no olho, promoveram um belo espetáculo que contou com a participação do público. Aqueles que estavam na frente do palco puderam receber um ataque direto dos riffs de Ânderson, que também contemplava os fãs com solos brilhantes. Nessa hora, o baixista Carlos assumia o peso e a ligação com a bateria de Rômulo. Na linha de frente, Werbert puxava os vocais de maneira tão extrema, que sua carótida parecia querer explodir. A sessão do GOREWAR foi uma das menores, pois devido a alguns imprevistos de palco e horário já estourando, tiveram que reduzir o set, mas a multidão estava ensandecida e em respeito aos seus fãs o grupo tocou mais uma canção depois de ter anunciado a última. É claro que todo mundo agradeceu e festejou a oportunidade de ter conferido mais um momento com esta grande representante cearense.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O BENEDICTION ao contrário do que se esperava, surpreendeu a todos pelo fato de não tocar o álbum ‘Transcend the Rubicon’ na íntegra. Fato também ocorrido nas outras cidades que eles passaram antes de Fortaleza. Para mim, a idéia foi bem vinda, pois vê-los tocando grandes clássicos como, ‘Jumping at Shadows’ do lendário ‘The Grand Leveller’ e ‘Subconscious Terror’ – do idolatrado primeiro álbum (ao vivo e a poucos metros de distância) foi mágico. Depois da saída de NEIL HUTTON a banda já havia se apresentado com bateristas diferentes, e nessa turnê sul americana o jovem ASHLEY GUET é quem vem assumindo as baquetas. De resto, os originais PETER REW e DARREN BROOKES (guitarristas) estavam lá junto com a figura ‘punk’ do baixista FRANK HEALY, o músico mais experiente da banda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O ‘frontman’, DAVE HUNT mostrava-se muito atencioso com o público e a todo o momento fazia elogios ao evento. A canção ‘The Grey Man’ já foi sendo executada com pedidos do vocalista a fazerem uma grande roda. Em baixo de grande agito as bases da canção do último álbum acenderam todo o espaço. Os guitarristas, muito familiarizados com suas composições mandavam os seus riffs com maestria. O vocalista falava sobre a turnê de comemoração dos vinte anos de Transcend..., e aproveitou a deixa para urrar o nome da primeira execução desse álbum naquela noite, ‘Nightfear’! Como esse é o disco do BENEDICTION que teve melhor atenção, é claro que as pessoas vibraram bastante. A sequência com ‘Nothing on the Inside’ e ‘The Grotesque’ deram continuidade ao trabalho diversificado da banda. A cada canção anunciada, HUNT apresentava um membro da banda, merecidamente ovacionado pela galera.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

‘Unfound Mortality’ foi recebida também com status glória. Ao comando gutural do vocalista os bangers corriam em círculos, me fazendo regredir alguns passos, pois há tempos a minha disposição para esse tipo de expressão foi embora com a idade (e físico também). A banda resolve novamente ir ao ‘Killing Music’ e dele extrai, ‘They Must Die Screaming’. Muitas pessoas conseguem subir no palco para seus ‘stage dives’ e, por mais que isso "aparentemente" não desagradasse à banda, houve certo momento em que HUNT pediu prudência. Um dos momentos mais explosivos se deu à execução de ‘The Dreams You Dread’, outra faixa de um dos álbuns do BENEDICTION mais bem recebidos no Brasil. Uma performance notável foi a de FRANK, devido o seu jeitão despojado e experiência. Ali naquele ambiente, alguns não sabiam, mas aquelas pessoas estavam diante de uma verdadeira lenda viva do Metal Extremo, tendo feito trabalhos ao lado de nomes como NAPALM DEATH. As influências do "velho" baixista dentro do grupo são muitas, a começar pelo direcionamento sonoro que passou a ser mais simples e técnico, como podemos conferir a partir do próprio Transcend..., sua estréia na banda. Uma de suas marcas principais está na música ‘Magnificat (Irenicon)’, tema mais Hardcore que traz a sua identidade.

Após esse momento em diante, e já se aproximando do final, a fase mais extrema da festa começava com ‘Jumping At Shadows’. Por mais que DAVE HUNT tenha um vocal distinto ao de DAVE INGRAN, o simpático vocalista adicionava o seu próprio registro à qualidade de seu antecessor. Esforço maior e bem reconhecido foi na hora da última música, ‘Subconscious Terror’ (cantada originalmente por MARK ‘BARNEY’ GREENWAY, primeiro vocalista que hoje está no NAPALM DEATH). A canção título do primeiro álbum encerrou com categoria o ano de grandes eventos do underground cearense. Mais um sonho realizado, resta esperar 2014 e suas boas novas. Que mais progressos sejam alcançados pelos produtores honestos do Ceará, aqui representados na figura de Roberto Gino. Até o ano que vem, então!

Set List BENEDICTION:

01 - The Grey Man
02 - Nightfear
03 - Nothing on the Inside
04 - Unfound Mortality
05 - The Must Die Screaming
06 - The Grotesque
07 - Suffering Feeds Me
08 - The Dreams You Dread
09 - I Bow to None
10 - Painted Skulls
11 - Magnificat
12 - Jumping At Shadows
13 - Subconscious Terror

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Benediction: Em live, Dave Ingram resgata trajetória de 30 anos de Death Metal

Hellfrost and Fire: vocalista do Benediction lança primeiro single do seu novo projeto




Sobre Leonardo M. Brauna

Leonardo M. Brauna é cearense de Maracanaú e desde adolescente vive a cultura do Rock/Metal. Além do Whiplash, o redator escreve para a revista Roadie Crew e é assessor de imprensa da Roadie Metal. A sua dedicação se define na busca constante por boas novidades e tesouros ainda obscuros.

Mais matérias de Leonardo M. Brauna.