RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemPaul McCartney quase foi atropelado ao tentar recriar famosa cena de capa de disco

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger

imagemA atitude punk da Legião Urbana que causou irritação e deu trabalho na gravação

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagemO conselho realista de John Petrucci para bandas que estão começando agora

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso

imagemQual era a opinião de Tony Iommi sobre Ozzy Osbourne solo e Randy Rhoads em 1984?

imagem"Quem não gosta de Beatles bom sujeito não é", diz João Gordo

imagemO que faltou para o Overkill entrar no "Big Four" do thrash, segundo D. D. Verni

imagemAndi Deris tem problemas de saúde e shows do Helloween são adiados

imagemOs 10 maiores álbuns da história do grunge, em lista do Brave Words


Andre Matos: demonstrando extrema competência em Porto Alegre

Resenha - Andre Matos (Teatro Ciee, Porto Alegre, 03/05/2013)

Por Nayara Pantaleão
Postado em 07 de maio de 2013

Com os ingressos esgotados uma semana antes do show, ANDRE MATOS é recebido pelos fãs de maneira calorosa e empolgante. A euforia por presenciar a comemoração de 20 anos do "Angels Cry" estava estampada na face de cada um que estava no Teatro Ciee na sexta-feira, 03 de Maio de 2013. O ex-vocalista do VIPER, ANGRA e SHAMAN, não decepcionou nenhum minuto os fãs que estavam presentes, mostrando seu trabalho solo mais recente, "The Turn of the Lights" (2012) e também um pouco de Time to Be Free (2007).

Fotos por Liny Rocks (www.facebook.com/photoslinyrocks)

Poucos minutos após as 20h, os paulistanos da KING OF BONES, entraram com tudo, impressionando a plateia, apresentando seu álbum de estreia "We are the Law", primeira do set que chegou para ficar, bem recebida pelos gaúchos. Rene Matela (guitarra), Renato Nassif (bateria), Júlio Federici (voz) e Rafael Vitor (baixo) proporcionaram um set curto, com riffs marcantes. Destaque para "Broken Dreams" a mais pesada do álbum e Rise and Fall" que mais levantaram o público. Rene Matela levou o show muito bem, dando uma bela improvisada em "Perry Mason" (OZZY OSBOURNE) que fechou com categoria a apresentação, apesar da corda de sua guitarra ter estourado, seu solo foi de exímia habilidade. A banda deixou o palco com a certeza de dever cumprido e com o público clamando seu nome, num show de cerca de 30 minutos.

Passada meia hora para a troca de equipamentos sobem ao palco Andre Matos (vocal), Hugo Mariutti (guitarra), Bruno Ladislau (baixo), André Hernandes (guitarra) e Rodrigo Silveira (bateria), com uma introdução de 5 minutos, o show inicia com "Liberty", na sequência "I Will Return" e "Course of Life". Andre Matos, com todo seu carisma, cumprimenta o público e diz o quanto estava feliz pelo show "sold out". O teatro se agitou quando os primeiros acordes de "Rio" são tocados, a plateia se levantou e vibrou com a banda. Após um pequeno tempo esperando pela introdução da próxima faixa, Andre Matos volta ao palco e brinca, dizendo que ocorreu um erro no playback que dá início a linda "Fairy Tale", os fãs vão à loucura com seus agudos perfeitos.

Sem muito tempo para respirar, Stop! é a próxima faixa que agita a galera, que não deixava de responder aos comandos do frontman, gritando sempre. Lisbon, clássica do ANGRA, teve uma recepção incrível do público, que cantou toda a música, Hugo Mariutti puxa um "hey" durante seu solo impecável, e para deixar o pessoal ainda mais animado, ele "oferece" sua guitarra para ser dedilhada. A cada intervalo Andre Matos agradecia aos gaúchos pela noite incrível, enfatizando que há público para o metal no Brasil, especialmente em Porto Alegre, ele também comenta o quanto é bom tocar para seus fãs em um local como o Teatro Ciee, pelo som perfeito.

[an error occurred while processing this directive]

Os próximos minutos são de Rodrigo Silveira, que faz um solo de bateria ensurdecedor que empolga ainda mais a gauchada. Voltando em fila, o trio frontal apresenta "On Your Own". Para encerrar a primeira parte do show, "Livin for the Night" leva o teatro às alturas, Andre Matos deixa o microfone para seus fãs que cantam emocionados, ele faz questão de lembrar-se do show do VIPER, que aconteceu ano passado no mesmo local, e que esta é uma música que não pode ser retirada do set por ser uma das melhores do metal nacional. A apresentação da banda foi o "grand finale" da primeira parte do show, o talentoso vocalista volta e domina o palco com um agudo espetacular, e após 1h40m há um pequeno intervalo de 10 minutos.

[an error occurred while processing this directive]

Agora vem o que realmente interessa aos fãs fervorosos, o início da comemoração ao álbum "Angels Cry", sendo assim, seguem à risca faixa por faixa, começando com a clássica "Unfinished Allegro" e "Carry On" abrem os trabalhos, mostrando que dali para frente não seria brincadeira. Em meio ao solo, Andre Matos aparece com uma pequena câmera para filmar o público ensandecido, imagens que estarão no próximo DVD da banda. O show segue sem intervalos e sem papo, emendando "Time", "Angels Cry" faixa-título do álbum que contou com o coro de toda a plateia, "Stand Away" e "Never Understand".

[an error occurred while processing this directive]

[an error occurred while processing this directive]

"Wuthering Heights" emociona os presentes, e em seguida "Streets of Tomorrow" muito aplaudida durante o solo de Andre Hernandes. O show vai encaminhando-se para ao fim com "Evil Warning", onde Hugo Mariutti mostra toda sua habilidade solando com firmeza e muita categoria, ajoelhando-se frente aos fãs que recebem com coro em uníssono. Por fim "Lasting Child" fecha este clássico disco, marcante do metal nacional de todos os tempos. O quinteto posiciona-se na frente do palco e agradece por um longo tempo, o público sai satisfeito por presenciar uma das principais vozes do metal mundial, e um momento único de extrema competência mostrada por ANDRE MATOS 20 anos depois.

[an error occurred while processing this directive]

Set List KING OS BONES:
01. We are the Law
02. Fly Away
03. Find your Salvation
04. Heroes
05. Hells Pub
06. Broken Dreams
07. Rise and Fall
08. Perry Mason (Ozzy Osbourne)

Set List ANDRE MATOS:
1ª parte
01. Intro
02. Liberty
03. I Will Return
04. Course of Life
05. Rio
06. Fairy Tale
07. Stop!
08. Lisbon
09. On Your Own

2ª parte

10. Unfinished Allegro
11. Carry On
12. Time
13. Angels Cry
14. Stand Away
15. Never Understand
16. Wuthering Heighs
17. Streets of Tomorrow
18. Evil Warning
19. Lasting Child

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal