Arch Enemy: Um show com todos os ingredientes esperados

Resenha - Arch Enemy (Carioca Club, São Paulo, 25/11/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Flavio Santiago, Fonte: Infektion.pt
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Em sua terceira passagem pelo Brasil o Arch Enemy provou que continua em alta com os fãs latino americanos, aqui no Brasil não foi diferente e o Carioca Club foi completamente tomado pelo publico, mesmo acontecendo outros grandes shows na capital paulistana como Black Label Society e Creed a poucos quilômetros dali, prova de que o rock seja ele representado em diferentes vertentes está mais vivo do que nunca e São Paulo é o grande nicho de shows do Brasil.

The Agonist: Alissa White-Gluz rebate Vicky Psarakis e nega querer derrubar a bandaGaleria de fotos: 13 motivos para gostar de Rock N Roll

Texto original: http://infektion.pt/magazine/arch-enemy-mx-carioca-club-25112012-sp-brasil/

Texto e fotos: Flavio Santiago
Agradecimentos: Luciano Piantoni e Liberation

Com a casa completamente cheia e fãs ensandecidos eis que temos a volta de um grande expoente da cena metal o MX marcou o seu retorno aos palcos e provou que o tempo de inatividade de nada afetou a performance da banda que fez um set coeso mas eficaz e potente com músicas como Mental Slavery, Behind his Glasses e I'll be alive, provaram que definitivamente estão mais vivos do que nunca e ainda tem muito a oferecer ao metal brasileiro para o bem geral da cena. Para encerrar a apresentação a música Dirt Bitch com direito a um medley de Exodus "A lesson in Violence" e Slayer "Angel of death" para finalizar com maestria o retorno da banda, resta a expectativa para show solos do grupo.

Após breve intervalo para troca de palco as luzes se apagam e a introdução de "Khaos Overture", do album "Khaos Legions" e tocada e os faz vão a loucura, logo um a um : Michael Amott e o novo integrante Nick Cordle (guitarras), Sharlee D'Angelo (baixo) e Daniel Erlandsson (bateria), tomam seus lugares e eis que surge Angela Gossow para que só então "Yesterday Is Dead and Gone" fosse iniciada, a partir dai o que o publico presenciou foi uma verdadeira avalanche sonora com muita técnica e carisma por parte da banda, em especial Angela que fazia questão de agradecer a presença dos fãs e exaltar a felicidade de estarem tocando para o publico brasileiro, o show contou foi um resumo da carreira da banda e contou com musicas como "Ravenous", " My Apocalypse", "Burning Angel" e as clássicas cantadas a plenos pulmões " Dead Eyes See No Future", "Dead Bury Their Dead" e "We will rise".

O show contou também com solos de bateria e guitarras que em minha concepção são desnecessários mas enfim um prato cheio para os apreciadores dos instrumentistas. O show prossegue com a mesma intensidade do começo e algo que me impressionou foi a performance de Angela Gossow pois em nenhum momento para de se movimentar e interagir com seus fãs além de cantar de forma absurda impressionando muito marmanjo, enfim um show com todos os ingredientes esperados por fãs em geral.

Para fechar com chave de ouro "Blood on Your Hands", " Snow Bound" e "Nemesis" selando a apresentação que beirou à perfeição do quinteto, para os fãs um alento, pois poderão guardar futuramente estes momentos, pois havia uma equipe captando imagens para um futuro DVD da banda, agora nos resta aguardar e torcer para um breve retorno da banda ao país.

Setlist MX
1. Mental Slavery
2. Fighting Fucking Bastards
3. Behind His Glasses
4. No Violence
5. I'll be Alive
6. Jason
7. Dirty Bitch
8. Medley A Lesson In Violence (Exodus cover) + Angel of Death(Slayer cover)

Setlist Arch Enemy
1. Khaos Overture (intro)
2. Yesterday Is Dead and Gone
3. Ravenous
4. My Apocalypse
5. Bloodstained Cross
6. The Day You Died
7. Revolution Begins
8. Under Black Flags We March
9. Burning Angel
10. Dead Eyes See No Future
11. Intermezzo Liberté
12. Dead Bury Their Dead
13. No Gods, No Masters
14. Cruelty Without Beauty
15. We Will Rise
16. Bridge of Destiny
17. Blood on Your Hands
18. Snow Bound (instrumental)
19. Nemesis
20. Fields of Desolation

Mais fotos em:
http://www.flickr.com/photos/flaviosantiago/sets/72157632109...


Outras resenhas de Arch Enemy (Carioca Club, São Paulo, 25/11/2012)

Arch Enemy: uma apresentação épica em São Paulo




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Arch Enemy"Todas as matérias sobre "MX"


The Agonist: Alissa White-Gluz rebate Vicky Psarakis e nega querer derrubar a banda

The Agonist: Alissa tenta matar a banda desde que foi demitida, diz Vicky PsarakisThe Agonist
"Alissa tenta matar a banda desde que foi demitida", diz Vicky Psarakis

Babymetal: Sabaton, Arch Enemy e rapper participam de novo álbumBabymetal
Sabaton, Arch Enemy e rapper participam de novo álbum

Arch Enemy: ouça a diferença entre as vozes de Angela e AlissaArch Enemy
Ouça a diferença entre as vozes de Angela e Alissa

Gustavo Sazes: obras de arte em capas de álbuns de grandes bandasGustavo Sazes
Obras de arte em capas de álbuns de grandes bandas

Doyle: Alisse White-Gluz me faz chorar quando malhamosDoyle
"Alisse White-Gluz me faz chorar quando malhamos"


Galeria de fotos: 13 motivos para gostar de Rock N RollGaleria de fotos
13 motivos para gostar de Rock N Roll

Cannibal Corpse: o pescoço gigante de George FisherCannibal Corpse
O pescoço gigante de George Fisher

Rock Cristão: as principais bandas nacionaisRock Cristão
As principais bandas nacionais

A História da New Wave Of British Heavy MetalPresença de Palco: dicas para iniciantesRob Halford: "Sou uma relíquia no altar do metal"Axl Rose: qual a cerveja preferida do vocalista?

Sobre Flavio Santiago

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.