Cavalera Conspiracy: irmãos detonaram no Brasil novamente

Resenha - Cavalera Conspiracy (Cine Jóia, São Paulo, 18/11/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Julio Feriato, Fonte: Heavy Nation
Enviar Correções  

A volta do CAVALERA CONSPIRACY ao Brasil causou alvoroço na comunidade Metal do país e muitos fãs do antigo SEPULTURA estavam ansiosos em ver de perto os irmãos detonando em cima do palco novamente. Mas quase tudo foi por água abaixo quando saiu a noticia sobre o cancelamento dos shows um dia antes da data marcada.

Metal Moderno: 5 bandas aptas a se tornarem clássicas

Raul Seixas: Em carta psicografada, o alerta sobre a Sociedade Alternativa e as drogas?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Fotos: Edi Fortini

Como era de se esperar, várias especulações sobre o fato pipocaram na Internet, tais como, baixa vendagem dos ingressos, show do KISS que aconteceria no mesmo dia e até Monika Bass Cavalera, ex-esposa de Iggor Cavalera, não ficou quieta e soltou alguns posts em seu Facebook dando a entender que o culpado de tudo seria o produtor do evento. Lógico que ela não é estúpida e teve o cuidado de não citar nomes, mas para bom entendedor, meia palavra basta.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por fim, a apresentação em São Paulo foi adiada para o dia 18 e o show em Curitiba, que estava marcado para o mesmo dia, foi cancelado. Também houve mudança de local, pois inicialmente o evento seria no Via Marquês e às pressas foi transferido para o Cine Jóia, lugar um pouco menor, que ficou praticamente lotado de fãs da banda.

Infelizmente, nem o KRISIUN, nem o KORZUS e nem o RATOS DE PORÃO se apresentaram, e a tarefa ficou a cargo do WORST, banda de Hardcore/Metal que faz um som na linha do HATEBREED e AGNOSTIC FRONT - só que ainda mais calcado no Hardcore, e que lançou recentemente o debut "Te Desejo Todo o Mal do Mundo", que está sendo bem aceito pelos fãs do estilo.

Com quase meia hora de atraso, o CAVALERA CONSPIRACY entra no palco e começa o espetáculo com "Warlord", música de seu mais recente trabalho, "Blunt Force Trauma". Não é necessário dizer o quanto todos ali ficaram extasiados e uma grande roda se abriu no centro da pista, principalmente quando começaram a tocar a rápida "Torture", que lembra bastante a fase antiga do SEPULTURA.

Sem tempo para piscar, emendaram com o clássico "Refuge/Resist", que quase destruiu o lugar, seguida de "Sanctuary", "Terrorize" e "Territory", esta última sempre obrigatória nos shows da banda. Max, visivelmente rouco, praticamente não tocou guitarra durante a apresentação e pedia a todo instante para que as pessoas pulassem e gritassem, no qual era atendido de prontidão.

Os filhos de Max também se juntaram à festa e cantaram "Black Ark", música do primeiro cd do CAVALERA CONSPIRACY. E depois disso foi só pedrada atrás de pedrada com a dobradinha "Arise/Dead Embrionic Cells", a inesperada "Wasting Away", do NAILBOMB (projeto que Max encabeçou com Alex Newport, do FUDGE TUNNEL, nos anos 90), além de "Desperate Cry" e "Propaganda".

Outro momento marcante foi quando Iggor Cavalera cedeu suas baquetas à Brann Dailor, baterista do MASTODON, que tocou o cover de "Six Pack", da banda punk BLACK FLAG. Engraçado foi notar que, quando Dailor apareceu quase ninguém o reconheceu e Max sentiu-se obrigado a pedir que a plateia o aplaudisse; e foi atendido. Porém, antes de anunciar a presença do músico, tocaram o clássico "Troops of Doom", no qual o vocalista recordou desta ter sido a primeira música do SEPULTURA, composta em 1984.

O término ficou com "Innerself" e "Roots Bloody Roots" e a banda se despediu do público, que deve ter ido embora pra casa satisfeito em ter assistido um grande espetáculo. E não adianta, os irmãos Cavalera são ícones por aqui, e este mérito ninguém tira deles.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metal Moderno: 5 bandas aptas a se tornarem clássicasMetal Moderno
5 bandas aptas a se tornarem clássicas

Raul Seixas: Em carta psicografada, o alerta sobre a Sociedade Alternativa e as drogas?Raul Seixas
Em carta psicografada, o alerta sobre a Sociedade Alternativa e as drogas?


Sobre Julio Feriato

Julio Feriato cursou a faculdade de Letras, mas seu objetivo sempre foi ser um jornalista especializado em música. Para suprir tal anseio, editou o fanzine Shadows em 1995; e em 2004, foi um dos principais colaboradores do extinto site gaúcho Metal Attack. Atualmente, é produtor e apresentador do Heavy Nation, programa especializado em Heavy Metal transmitido semanalmente pela Rádio UOL.

Mais matérias de Julio Feriato no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline WhipDin