Europe: apresentação cheia de energia e qualidade em SP

Resenha - Europe (A Seringueira, São Paulo, 23/09/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Otávio Augusto Juliano
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Embora o EUROPE tenha demorado muitos anos para desembarcar no Brasil pela primeira vez, o retorno para a segunda visita da banda felizmente não demorou muito a acontecer. Quase dois anos depois do inédito show no país, ocorrido em novembro de 2010, os suecos do EUROPE empolgaram novamente o público paulistano no último domingo.

Black Metal: banda brasileira fez clipe mais bizarro do universoMegadeth: Pepeu Gomes comenta convite e fala sobre Kiko Loureiro

Fotos: Alexandre Cardoso

Dessa vez em uma casa de shows não tão conhecida do público rockeiro, no clube A Seringueira, o EUROPE trouxe ao país a turnê de divulgação do mais recente álbum do grupo, "Bag Of Bones" (2012).

Mesmo que desconhecida, a casa escolhida não podia ter sido melhor. Em um espaço confortável, com boa visibilidade de praticamente todos os setores e com o som devidamente ajustado, o público pôde curtir a apresentação com tranqüilidade.

As 20:50h, o EUROPE entrou em cena com um atraso de quase uma hora em relação ao horário divulgado (20h), o que acabou servindo para permitir a entrada de todos os fãs, pois a fila do lado de fora era bastante grande e a revista na entrada, ainda que inevitável e obviamente necessária, também acabou por retardar bastante o ingresso do público.

Já no início a intenção da banda foi mesmo apresentar o disco novo e a trinca inicial foi exatamente a seqüência de abertura do álbum "Bag Of Bones". Com um espetáculo de luzes coloridas no palco, a banda emendou uma canção atrás da outra e Joey apenas parou algumas vezes para agradecer o público e arranhar algumas palavras em português, colocando a bandeira do Brasil no pedestal do microfone.

Apesar do início do show ter sido focado no álbum mais novo do grupo, o EUROPE priorizou no repertório a alternância entre músicas recentes e clássicos extraídos de quase todos os lançamentos da banda - ficaram de fora somente canções do primeiro álbum, o auto-intitulado "Europe" (1983) e de "Start From The Dark"(2004).

Enquanto todos cantaram juntos as letras de "Carrie", balada mundialmente conhecida, em "Girl From Lebanon" e "The Beast" o público pôde acompanhar momentos de Rock mais pesado.

"Rock The Night" encerrou a primeira parte da noite e teve como pontos altos o agito e a empolgação do público durante a execução da canção, que contou ainda com um pequeno trecho de "Another One Bites The Dust", do QUEEN, para divertir os fãs.

Alguns minutos depois, o EUROPE voltou ao palco para "Last Look At Eden" e a tão esperada "cereja do bolo": "The Final Countdown", para fazer o público sair literalmente do chão.

Com um grito de "valeu", Joey agradeceu mais uma vez a presença de todos e o EUROPE encerrou sua segunda passagem por terras brasileiras com um show de 1h45min.

Tomara que o Brasil entre de vez no circuito e o EUROPE se torne um assíduo visitante do nosso país, pois apresentações cheias de energia e qualidade como a desta noite de domingo são sempre bem vindas.

Agradecimentos a Costábile Salzano Jr. (The Ultimate Music - Press) e Rádio & TV Corsário pela atenção e credenciamento.

Banda:

Joey Tempest (vocal)
John Norum (guitarra)
John Levén (baixo)
Mic Michaeli (teclado)
Ian Haugland (bateria)

Set List:

1. Riches To Rags
2. Not Supposed To Sing the Blues
3. Firebox
4. Superstitious
5. Scream of Anger
6. No Stone Unturned
7. Demon Head
8. New Love in Town
9. Bag Of Bones
10. Girl From Lebanon
11. Carrie
12. Love Is Not The Enemy
13. Let the Good Times Rock
14. The Beast
15. Doghouse
16. Rock the Night

Bis

17. Last Look At Eden
18. The Final Countdown


Outras resenhas de Europe (A Seringueira, São Paulo, 23/09/2012)

Europe: Confira como foi o show em São PauloEurope: um grande espetáculo em São Paulo




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Europe"


Guitarristas: os maiores do Hard & Heavy segundo a revista BurnnGuitarristas
Os maiores do Hard & Heavy segundo a revista Burnn

1986: O ano definitivo da música pesada1986
O ano definitivo da música pesada

Top 20: discos recentes de bandas clássicas tão bons quanto os antigosTop 20
Discos recentes de bandas clássicas tão bons quanto os antigos


Black Metal: banda brasileira fez clipe mais bizarro do universoBlack Metal
Banda brasileira fez clipe mais bizarro do universo

Megadeth: Pepeu Gomes comenta convite e fala sobre Kiko LoureiroMegadeth
Pepeu Gomes comenta convite e fala sobre Kiko Loureiro

Esquisitices: algumas exigências bizarras para showsEsquisitices
Algumas exigências bizarras para shows

Galeria de fotos: 13 motivos para gostar de Rock N RollCannibal Corpse: o pescoço gigante de George FisherBandas Novas: 10 coisas que vocês jamais devem dizer no palcoMastodon: quando Brent Hinds correu pelado e cagou tudo no Ozzfest

Sobre Otávio Augusto Juliano

Otávio é paulistano, tem 29 anos e faz algo nada a ver com o Rock: é advogado. Por gostar muito de música e não possuir talento algum para tocar instrumentos musicais, tornou-se um comprador compulsivo de cds. Sempre interessado em leitura ligada ao Rock e Metal, começou a enviar algumas pequenas colaborações para a Whiplash e hoje contribui principalmente com textos relacionados ao Hard Rock, estilo musical de sua preferência. De qualquer forma, é eclético e não dispensa álbuns de todas as demais vertentes do Metal, sendo fã incondicional de W.A.S.P., Mötley Crüe e dos trabalhos do guitarrista Steve Stevens.

Mais matérias de Otávio Augusto Juliano no Whiplash.Net.