Van Halen: resenha de show em Dallas, no Texas

Resenha - Van Halen (American Airlines Center, Dallas, 20/06/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Dallas Observer, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Após a volta de David Lee Roth, o lançamento de um excelente álbum ("A Different Kind of Truth"), anunciar uma extensa turnê e, logo ao início dela, cancelar vários shows, o VAN HALEN ainda cumpre algumas datas da agenda. Uma delas foi no American Airlines Center, em Dallas, no Texas. Veja o que Darryl Smyers escreveu sobre esse show (aberto pela banda de funk & disco KOOK & THE GANG) no jornal local Dallas Observer.

5000 acessosTop 20: os discos e singles mais odiados do rock, segundo o UCR5000 acessosMemoráveis como a música: os 25 melhores logos de bandas

Você tem que dar o braço a torcer para o Diamond Dave (Nota: nome pelo qual David Lee Roth também é conhecido e também nome de um de seus álbuns). Claro, ele não pode alcançar todas as notas altas como anteriormente, mas ele dá pra uma boa briga. Muitas vezes, falando mais do que cantando, DAVID LEE ROTH ainda pode ser um dos showmen mais empolgantes do rock. Ajudado imensamente pelos vocais de Eddie e seu filho Wolfgang Van Halen , no baixo, Roth e seus companheiros devidamente minaram os cinco primeiros álbuns do VAN HALEN com os hits esperados e alguns cortes profundos.

Começando com "Unchained" e "Running with the Devil", o VAN HALEN teve a multidão a seus pés e ficou assim durante a maior parte do show. Antes de "Everybody Wants Some", Roth disse à multidão: "Em 1982, eu era um filho da puta, sexy e pelado". Mas 30 anos depois, ele realmente não parece tão ruim assim. Roth ainda deu um par de seus patenteados high kicks durante a adequadamente cronometrada "Somebody Get Me a Doctor".

Foi um grande show? Na verdade não, mas foi muito bom. Nem mesmo o solo de bateria de Alex Van Halen encheu o saco totalmente. E Eddie Van Halen toca uma guitarra fuderosa (Nota: o texto original tem um palavrão equivalente).

Preconceito pessoal (do autor do texto original): David Lee Roth é o vocalista do Van Halen. Sammy Hagar foi uma substituição, morna e rasa. Os álbuns com Hagar foram ensaios para a aposentadoria, insensíveis tentativas de mediar os interesses de uma base de fãs envelhecidos por um produto diluído em escória absoluta.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 27 de junho de 2012

Top 20Top 20
Os discos e singles mais odiados do rock, segundo o UCR

436 acessosLoudwire: em vídeo, 10 maiores riffs de metal dos anos setenta0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Van Halen"

LobisomemLobisomem
Uivos em filme são de Gene Simmons e Lee Roth

Van HalenVan Halen
"Discos com o outro venderam metade dos meus", diz DLR

The Black KeysThe Black Keys
Baterista Patrick Carney detona o Van Halen

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Van Halen"

Bandas de rockBandas de rock
O logo pode ser tão memorável quanto o maior hit

Guns e SabbathGuns e Sabbath
Semelhanças entre faixas clássicas das bandas

Collectors RoomCollectors Room
Uma das mais invejáveis coleções de metal do Brasil

5000 acessosCourtney Love: "Parei com drogas e transei como um coelho"5000 acessosRoadrunner: os melhores frontmen de todos os tempos5000 acessosIron Maiden: a tragédia pessoal do baterista Clive Burr5000 acessosCharges: o que diriam as capas clássicas se pudessem falar4516 acessosMotley Crue: "Buenos Aires foi nosso melhor show!"5000 acessosHomem-Aranha: Por que ele não pode ir a shows de Metal?

Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online