Doom Metal Fest: resenha do evento de São José dos Campos

Resenha - Doom Metal Fest (Hocus Pocus, São José dos Campos, SP, 27/04/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rafael Oliveira
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Na noite de 27 de abril de 2012, uma fria sexta feira, foi realizado em São José dos Campos/SP um evento voltado unicamente ao Doom Metal, algo de ocorrência rara e que por si só já tornava este show digno de atenção.

5000 acessosMetal: você acredita na "lenda do terceiro álbum"? - Parte 15000 acessosAs histórias por trás de 11 capas clássicas

O local que abrigou o “Doom Metal Fest” foi a Hocus Pocus, uma casa tradicional e bem localizada da região. Infelizmente, mesmo tendo sido está uma proposta e inédita, o publico foi reduzido e de certa forma isto já era esperado uma vez que tratava-se de um inicio de feriado prolongado somado ao fato de que São José dos Campos está afastada do centro da cidade de São Paulo.

Entretanto uma coisa é certa: A qualidade das apresentações que os presentes puderam conferir foi inquestionável e perder a oportunidade de conferir 2 dos principais expoentes do gênero na atualidade juntos é algo e se lamentar.

A primeira banda da noite subiu ao palco por volta das 00:00, o Les Mémoires Fall, banda local que realizou seu show de estreia nesta noite intercalando sons próprios com covers de Tristania, The Gathering, Theatre of Tragedy e Venom!

Em seguida foi a vez da Sentenced Soil um sexteto que executa exclusivamente covers de Draconian. A apresentação da banda como um todo foi convincente, sofreram um pouco nas primeiras músicas devido a algumas falhas com o microfone do vocalista masculino, mas nada que comprometesse a eficácia de sua apresentação que pode contar inclusive com a interação dos presentes.

Um breve intervalo se sucede ao som de “Destruction” nos auto-falantes até o momento em que o HellLight dá inicio ao seu aguardado show.

A apresentação da banda tem tudo aquilo que se espera de um grupo de funeral doom: é densa, atmosférica, muito pesada e impiedosamente intensa. A HellLight alterna momentos atmosféricos e extremamente melancólicos, com outros mais pesados, e ainda outros mais agressivos, e mostrou muita garra surpreendendo inclusive com a movimentação pelo palco de Alexandre Vida (B) e Fabio de Paula (G/V). Os vocais limpos de Fabio de Paula (G/V) são sem duvidas os responsáveis pelos melhores momentos de suas composições bem como seus inspirados solos. A banda anunciou a sua última música Funeral Doom, e fechou seu set deixando os presentes com sede de mais.

A banda responsável por fechar a noite foi a Of the Archaengel que divulga seu aclamado CD “The Extraphysicallia”. Já no inicio de sua apresentação nota-se que a banda não faz um som convencional e isto se torna um atrativo que prende a sua atenção para acompanhar o que os músicos (definitivamente a banda mais técnica da noite) tem a nos propor. A música do Of the Archaengel é dinâmica, agressiva e pesada, com partes atmosféricas e várias partes mais rápidas, até mesmo com blasting beats onde em nenhum momento a aura sombria e densa de sua música deixa de estar presente onde se nota também influencias progressivas e góticas. A banda tem uma presença de palco marcante, todos os membros agitaram durante toda a apresentação e presentearam aos “bravos” que permaneceram até a alta madrugada com uma excelente performance e um ótimo show!

Faixas como “Platino”, e a extremamente melancólica “The Silence of the Dead Things” -para mim o destaque de seu set – formaram o momento mais tipicamente Doom Metal de seu show somados a “With the Dragon´s Hand” faixa com a qual encerraram sua apresentação num desfechos para se aplaudir de pé.

O Doom Fest foi uma iniciativa louvável e um grande show para quem compareceu. Resta esperar agora que o público valorize eventos como este e compareça nos próximos, para que a música autoral e o metal brasileiro possa se fortalecer como um todo e em todas as suas vertentes. DOOM ON!

SET LIST

Of the Archaengel

1- Sun Shaped Archangel
2- Consent to the Devilish Fantasies
3- Black Raven
4- The Silence of the Dead Things
5- Platino
6- With the Dragon’s Hand

HellLight

1- Marche funebre
2- The light that brought darkness
3- Afterlife
4- Deep Siderial Silence
5- Funeral Doom

Sentenced Soil (Draconian cover)

1- Intro Elysian Night / The Amaranth
2- Seasons Apart
3- The Last Hour of Ancient Sunlight
4- Earthbound
5- Bloodflower
6- Elysian Night
7- The Gothic Embrace
8- Heaven Laid In Tears

Les Mémoires Fall

1- Strange Machines (The Gathering)
2- Deception
3- December Elegy (Tristania)
4- My Death
5- Venus ( Theatre of Tragedy)
6- Tears
7- Countess Bathory (Venom)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "HellLight"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "HellLight"0 acessosTodas as matérias sobre "Of The Archaengel"

MetalMetal
Você acredita na "lenda do terceiro álbum"? - Parte 1

CuriosidadesCuriosidades
As histórias por trás de 11 capas clássicas

Mötley CrüeMötley Crüe
A ousada tattoo de modelo paulista em tributo à banda

5000 acessosComo batizar a criança: os nomes de bandas mais estúpidos5000 acessosFotos de Infância: Pantera5000 acessosRoger Moreira: resposta bem humorada a "crítica" no Agora é Tarde5000 acessosCharges: o que diriam as capas clássicas se pudessem falar4516 acessosMotley Crue: "Buenos Aires foi nosso melhor show!"5000 acessosHomem-Aranha: Por que ele não pode ir a shows de Metal?

Sobre Rafael Oliveira

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online