Eluveitie: Como foi o show da banda em São Paulo

Resenha - Eluveitie (Estúdio Emme, São Paulo, 20/01/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por José Antonio Alves
Enviar Correções  

São Paulo foi a cidade escolhida para receber o último show da segunda turnê do Eluveitie por terras brasileiras. Após uma ótima primeira passagem, a banda suíça arrumou um espaço na agenda para realizar três apresentações por aqui e divulgar seu novo trabalho, "Helvetios". Prova de que o país, o público e a caipirinha caíram no gosto destes europeus que trazem a mistura do folk e death metal com grande qualidade e competência.

Illumishade: unindo rock a um mundo de fantasia

Heavy Metal: Os 11 melhores álbuns dos anos 2000 segundo o Loudwire

O local escolhido para o show foi o mesmo da turnê passada, o Estúdio Emme, que além do Eluveitie, já teve apresentações do Týr e também da banda The Iron Maidens (banda cover norte-americana composta por mulheres, que faz tributo à banda inglesa Iron Maiden), mostrando que o local está se inserindo aos poucos nos roteiros de shows das bandas internacionais, com certeza futuramente outros acontecerão por lá. Por volta das 16h15, a banda chegou ao local para passagem de som, mas nem a chuva que caia na hora impediu alguns fãs de se aproximarem da entrada lateral do local para saudar os músicos.

Desta vez sem bandas de abertura, os fãs puderam entrar e aguardar o show ouvindo como trilha sonora bandas como FINNTROLL, EQUILIBRIUM, KORPIKLAANI e AMON AMARTH, já empolgando alguns dos presentes. Enquanto isso, no lado de fora, Chrigel Glanzmann (vocalista), Kay Brem (baixista) e Simeon Koch (guitarrista) se preparavam para o show tomando um café cercado por alguns fãs, que tiravam fotos com os mesmos, sem qualquer objeção. Tivemos antes do show a apresentação do grupo Hednir, que faz encenações de batalhas, aliás, apresentações essas que estão sempre presentes em shows e eventos do estilo.

A introdução "Otherworld" começou e os fãs já se empolgavam para a faixa título de abertura do último álbum, "Everything Remains (As It Never Was)". "Nil" também do último álbum, foi a próxima, e além de comprovar o quão boa é a banda ao vivo, levou os fãs às agitadas primeiras rodas da noite. Era hora de deixar a noite mais "metal", conforme as palavras do vocalista Chrigel, e então os fãs foram convocados para um circle pit na execução de "Kingdom Come Undone".

"Calling The Rain", faixa não executada na última turnê da banda pelo Brasil foi a próxima, uma das grandes músicas da noite, por sinal, com belo trabalho de flauta de Chrigel. "Thousandfold", música que ganhou videoclipe em "Everything Remains (As It Never Was)" levou todos a cantarem seu ótimo refrão em uníssono, no final da música a bandeira do nosso país acompanhou Chrigel.

Estava na hora de mostrar as novas composições de "Helvetios", novo álbum da banda e e a primeira delas foi "Meet The Enemy". Antes, Chrigel explicou que naquela noite a banda não tocaria "A Rose For Epona", música cantada por Anna Murphy, que acabou tendo alguns problemas na voz que a impossibilitaram de executá-la em São Paulo. Mesmo assim um pedaço da frustração dos fãs foi embora quando "Havoc" foi anunciada, esta é uma das melhores composições de "Helvetios", e tem tudo para se tornar um marco nas composições da banda e sempre estar presente nos setlists.

Dando uma passada no álbum "Slania", de 2008, "Tarvos" foi a próxima, e a noite poderia ficar ainda mais metal, depois dos circle pits, era hora de um "Wall of Death" para a ótima
"(Do)minion". "The Song Of Life", presente no álbum "Spirit" incrementou ainda mais aquele ar mais agressivo ao show, até pela ausência vocal de Anna. "Your Gaulish War" levantou de vez o público, confesso que não esperava que esta faixa fosse tocada neste show, realmente uma das melhores da noite!

Como tudo que é bom dura pouco, chegava a hora da última música do set regular, "Inis Mona", que teve seu refrão cantado com força por todos; Chrigel ainda fez o público cantar esta parte sozinho no final da canção.

E quando uma pessoa subiu ao palco para dizer que era só, já que o Eluveitie tinha que viajar para o México logo após o show, quase acreditei que o show acabaria em Inis Mona. Mas uma grande notícia foi passada ao público: ARKONA (finalmente!) e Korpiklaani (de volta ao país) farão shows no Brasil em 2012! Não é necessário dizer que o público ficou maravilhado pela notícia, inclusive este que vos fala, afinal são bandas que estão em alta no folk/pagan metal e que raramente excursionam pelo Brasil.

E eis que a banda volta ao palco, para executar uma das canções que melhor representa o espírito folk que o Eluveitie passa em suas canções: TE-GER-NA-KÔ! Não deve ter havido uma alma que não tenha se empolgado nesta música, pudemos presenciar uma verdadeira roda folk que se tornou um grande momento para todos, gerando agradecimentos da banda para com o público.

Na saída, alguns fãs se aglomeravam na lateral do local, aguardando a saída da banda para mais algumas fotos. Mais uma vez, um show que ficará marcado na memória de muitos, resta agora aguardarmos uma próxima tour por aqui, com a banda tendo mais tempo e com Anna cantando a pleno pulmões novamente.

Setlist – São Paulo – 20/01/2012

1. Otherworld
2. Everything Remians (As it Never Was)
3. Nil
4. Kingdom Come Undone
5. Calling The Rain
6. Thousandfold
7. Meet The Enemy
8. Havoc
9. Tarvos
10. (Do) minion
11. Song Of Life
12. Your Gaulish War
13. Inis Mona

Bis

14. Tegernakô

Resenha: Eluveitie Brasil
http://www.eluveitiebrasil.com/




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Illumishade: unindo rock a um mundo de fantasia

Eluveitie: 5 riffs do Iron Maiden no hurdy gurdy (vídeo)


Rock e Metal: 7 bandas/artistas que você pronuncia o nome erradoRock e Metal
7 bandas/artistas que você pronuncia o nome errado


Heavy Metal: Os 11 melhores álbuns dos anos 2000 segundo o LoudwireHeavy Metal
Os 11 melhores álbuns dos anos 2000 segundo o Loudwire

Filhas de Rockstars: conheça algumas das mais bonitasFilhas de Rockstars
Conheça algumas das mais bonitas


Sobre José Antonio Alves

Aventureiro, mochileiro, amante da cultura latina e claro, fã de um dos estilos mais fascinantes deste universo musical: o Heavy Metal!

Mais matérias de José Antonio Alves no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin