Saxon: um dos melhores shows do ano em São Paulo

Resenha - Saxon (HSBC Brasil, São Paulo, 22/10/2011)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por José Antonio Alves
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Este ano está sendo primoroso para os fãs de heavy metal no Brasil, depois de dinossauros como IRON MAIDEN, JUDAS PRIEST, ANVIL, DEEP PURPLE, DORO PESCH, GRAVE DIGGER, ACCEPT entre outros clássicos passarem por aqui, foi a vez dos ícones da NWOBHM mostrar toda sua força e glória em nossos palcos.

697 acessosSaxon: veja trailer do megabox com 14 discos que sai em agosto5000 acessosAxl Rose: "Sobe na porra do palco ou você vai morrer!"

Com Biff Byford nos vocais, Nibbs Carter no baixo, Paul Quinn e Doug Scarrat nas guitarras, além do exímio Nigel Glockler na batera, o SAXON prova que é possível fazer concertos longos e de excelente qualidade, mesmo após mais de trinta anos de carreira

Por volta das 18 horas, ainda não era tão intensa a movimentação dos fãs nos arredores do HSBC Brasil, visto que faltavam ainda duas horas para a abertura da casa. Ao decorrer do tempo, notou-se que a velha guarda do heavy metal logo se juntaria aos novos fãs, compartilhando de grandes clássicos do heavy metal. Lendas como IRON MAIDEN, RUNNING WILD, DIO e claro, SAXON, estampavam as camisetas dos headbangers que adentravam a casa pouco a pouco.

Após grandes canções do AC/DC serem tocadas para aquecer o público, pontualmente às 22 horas (como um bom britânico há de ser) a explosiva "Hammer Of The Gods" abriu o espetáculo, faixa do mais recente trabalho da banda, "Call To Arms". Para ir do moderno ao clássico em poucos acordes, "Heavy Metal Thunder" fez o público captar de vez o espírito que o estilo proporciona, bangueando como manda o manual, o público se mostrou receptivo e ansiava por mais naquela noite.

Emendando a mítica "Never Surrender", do clássico "Denin And Leather", de 1981, Biff Byford mostrava grande performance, deixando evidente uma voz que soava como perfeita para a maioria do público que no show estava, levando-se em conta toda a bagagem de turnês que a banda carrega.

A nova e ótima "Chasing The Bullet" preparou terreno para a empolgante "Motorcycle Man", do álbum "Wheels of Steel", de 1980. Se destacava a essa altura a grande e carismática performance do baixista Nibbs Carter, casando perfeitamente com as expressões mais contidas e todo o jeitão britânico, mais sempre "metal" dos guitarristas Paul Quinn e Doug Scarrat.

"Back in '79" e "And The Bands Played On" deram sequencia ao show, juntamente com a belíssima "Mists Of Avalon", faixa do mais recente trabalho da banda. Este, aliás, é um álbum que mostra uma roupagem moderna do heavy metal tradicional, claro que é muito difícil para uma banda manter um nível de qualidade de toda uma discografia vasta como o SAXON possui, mas sem dúvidas, "Call To Arms" é um registro que não deve ser desprezado jamais.

"Demon Sweeney Todd", e uma das melhores do último álbum, a faixa título "Call To Arms" foram as próximas, difícil foi não viajar com um solo tão grandioso e belo como o dessa canção. A avalanche de clássicos continuaria com "Dallas 1 P.M." e "Rock ‘n’ Roll Gipsy", esta, por sinal, com um refrão simples e grudento, impossível não cantar junto algo como "She's a rock 'n roll gypsy/Don't go breaking my heart/She's a rock 'n roll gypsy/She's gonna tear me apart".

"Rock The Nations", "Battle Cry" e a nova "When Doomsday Comes (Hybrid Theory)" deram seguimento ao set de clássicos e músicas mais recentes que nos prepararia para uma sequencia arrebatadora. A clássica, excepcional, grandiosa (caberiam mais adjetivos aqui com certeza) "Denin And Leather" conquistou de vez o público, mais ainda com "20.000 Ft", que uniu headbangers da antiga com novos fãs, bangueando a cada parte da música. "Wheels Of Steel" fechou o set regular, mais uma para deixar qualquer fã extasiado com seu belo refrão.

Chegava a hora do primeiro encore, e também da execução de uma das mais belas músicas da banda, a épica "Crusader". Com certeza esta música faz parte da vida de muitos headbangers, não sou diferente, visto que foi uma canção que me apresentou ao SAXON, sendo este um grande momento do show sem dúvidas. "747(Strangers In The Night)" foi a próxima, seguida por uma demonstração de técnica e competência musical do guitarrista Doug Scarrat.

Chegava a hora de uma das que eu mais aguardava, "Power And The Glory", faixa-título do clássico álbum de 1983, música que considero uma das melhores da banda. Fechando o primeiro encore, "Ride Like The Wind" mostrou mais uma vez a perícia da banda no palco mesmo após uma longa estrada.

Nibbs Carter foi o próximo a dar espetáculo, demonstrando sua técnica no baixo e levantando o público com o já citado carisma característico dele. Era a hora de "Strong Arm Of The Law" levantar o público mais uma vez, seguida do clássico "Princess Of The Night", outra que adjetivos não são suficientes para definir sua grandiosidade musical, fechando o show com maestria.

Foi a primeira vez que vi a banda ao vivo, e na minha opinião não ficou devendo nada, podendo este ser considerado um dos melhores shows do ano. Claro que gostaria que fossem incluídas algumas músicas do álbum "Killing Gound" como "Deeds Of Glory", "Court of The Crimson King" e até a faixa-título, por ser este um dos álbuns do Saxon, depois dos clássicos, que mais tenho estima, mesmo assim é difícil agradar a gregos e troianos, tendo uma discografia de tamanha qualidade e recheada de clássicos. Resta aguardar (não tanto quanto desta vez) para que possamos nos deleitar mais uma vez com uma grande apresentação por aqui!

Set-list:

1. Hammer of the Gods
2. Heavy Metal Thunder
3. Never Surrender
4. Chasing the Bullet
5. Motorcycle Man
6. Back in '79
7. And the Bands Played On
8. Mists of Avalon
9. Demon Sweeney Todd
10. Call to Arms
11. Dallas 1 PM
12. Rock 'n' Roll Gypsy
13. Rock the Nations
14. Battle Cry
15. When Doomsday Comes (Hybrid Theory)
16. Denim and Leather
17. 20,000 Ft
18. Wheels of Steel

Encore 1:

19. Crusader
20. 747 (Strangers in the Night)
21. Power and the Glory
22. Ride Like the Wind

Encore 2:

Solo - Baixo
23. Strong Arm of the Law
24. Princess of the Night

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Saxon (HSBC Brasil, São Paulo, 22/10/2011)

5000 acessosSaxon: São Paulo recebeu um dos melhores shows do ano2275 acessosSaxon: longa espera valeu à pena em São Paulo

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

SaxonSaxon
Furto no camarim do U Rock festival

697 acessosSaxon: veja trailer do megabox com 14 discos que sai em agosto2723 acessosSaxon: Box com livro,CDs e DVDs sai em Agosto711 acessosSaxon: novo álbum pode trazer música com Lemmy689 acessosSaxon: banda lança "Thunderbolt" em janeiro de 20180 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Saxon"

Metal HammerMetal Hammer
Dez estranhas colaborações no metal

Ao vivoAo vivo
Álbuns clássicos que você deveria conhecer

Top 10Top 10
Os mais influentes álbuns de Metal Tradicional

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Saxon"

Axl RoseAxl Rose
"Sobe na porra do palco ou você vai morrer!"

DioDio
Escolhendo suas músicas de Heavy Metal/Rock favoritas

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Ozzy Osbourne muito antes da fama

5000 acessosMotorhead: Segundo Lemmy Kilmister, "Rap não é música"5000 acessosGuns N' Roses: os Jovens Pistoleiros, sexo, drogas e RnR5000 acessosRockstars: 18 roqueiros que já apareceram em filmes4542 acessosIncrível: exército de mil fãs toca Nirvana, Bowie e White Stripes5000 acessosA História do Burzum5000 acessosElvis Presley: as capas "cover" do primeiro álbum

Sobre José Antonio Alves

Aventureiro, mochileiro, amante da cultura latina e claro, fã de um dos estilos mais fascinantes deste universo musical: o Heavy Metal!

Mais matérias de José Antonio Alves no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online