Matérias Mais Lidas

imagemSteven Tyler dá entrada em clínica de reabilitação após sofrer recaída

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemLuciana Gimenez tentou aprender com Mick Jagger algo que não funcionou para ela

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemProdutor de "Temple of Shadows" conta problemas que teve com voz de Edu Falaschi

imagemIron Maiden faz mais um show da "Legacy Of The Beast World Tour"; veja setlist

imagemA definição de rock n roll segundo quem melhor entende do assunto: Mick Jagger

imagemMike Shinoda não está nada feliz com a interferência das redes sociais na música

imagemKiko Loureiro explica efeito colateral da saída de Andre Matos que o fez crescer

imagemEncontro entre Paul Di'Anno e Steve Harris resultou em "algo que será discutido"

imagemFernanda Lira, da Crypta, e o papo reto sobre "se falar de política vai perder fãs"

imagemMetallica vai lançar toca discos super invocado, que obviamente custará uma fortuna

imagemTodos os discos do Nightwish, do pior para o melhor, em lista da Metal Hammer

imagemO dia que os membros do Black Sabbath foram amaldiçoados por uma seita satânica

imagemNick Mason relembra a época que o Pink Floyd desastrosamente tentou tocar reggae


Black Label Society: show de muito boa qualidade em SP

Resenha - Black Label Society (HSBC Brasil, São Paulo, 13/08/2011)

Por João Paulo Linhares Gonçalves
Em 29/08/11

Vamos falar sobre o show do Black Label Society no último sábado, dia 13/08/2011, no HSBC Brasil, em São Paulo. Segunda vinda da banda ao Brasil, desta vez como a principal (e única) atração da noite. A primeira foi em 2008, quando a banda veio abrir para o show de Ozzy Osbourne. Nesta época, Zakk Wylde tocou com sua banda e ainda tocou com o madman.

A casa estava cheia, acredito que quase lotada, e a expectativa era grande. Qualquer movimentação no palco, de um roadie que fosse, já levantava o público, que bradava e aclamava, até antes do começo, a atração principal do espetáculo: Zakk Wylde. Aos gritos de "Zakk! Zakk!" e "Uh, é Black Label", a plateia tentava colocar pra fora sua ansiedade pelo começo da apresentação.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O show começou pontualmente às 22h, quando começou a introdução clássica desta turnê, a introdução da música "New Religion", no piano. Uma sirene toca e uma voz anuncia a banda que todos queriam ver. A banda entra com tudo, tocando a música de abertura do seu último disco, "Order Of The Black", a canção "Crazy Horse". Zakk entrou com aqueles cocares de índio na cabeça e uma guitarra flying V. O show seguiu com as excelentes e bem conhecidas "Funeral Bell" e "Bleed For Me". Depois de tocar "Demise Of Sanity" (veja o vídeo abaixo) com a introdução de "Super Terrorizer" no final, Zakk troca de guitarra, pegando o novo modelo em formato de caixão para tocar mais duas novas músicas: as excelentes "Overlord" e "Parade Of The Dead", que tiveram recepção muito boa da plateia. A banda então resolve voltar ao seu primeiro disco, tocando a canção "Born To Lose".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Chega então a hora mais calma do show, onde Zakk apresenta a banda, em tom de grande amizade com os membros, até mesmo para dar tempo para os roadies prepararem o piano (um teclado, na verdade) onde o nosso grande guitarrista irá tocar. Com uma grande bandeira americana estilizada com a sigla da banda, Zakk toca um mini-solo de piano antes de emendar com a linda "Darkest Days". No solo de guitarra, Nick Catanese assume. Passado este momento mais calmo, a banda já levanta a poeira novamente com "Fire It Up", que é muito bem recebida pelo público.

Chega o momento que muitos deviam estar aguardando. Zakk Wylde fica sozinho na palco e faz um longo solo, para alegria dos presentes. Ele vai de um canto a outro do palco para exigir a reação da plateia. Depois do solo, mais uma do novo disco, "Godspeed HellBound", para então entrarmos no momento derradeiro do show, de canções mais conhecidas. Começando com "The Blessed Hellride", onde os dois guitarristas usam guitarras de dois braços. O público canta junto e então a banda começa "Suicide Messiah", muito ovacionada. Até aquele maluco que berra no megafone tivemos (ver foto). "Concrete Jungle" e a famosa "Stillborn" fecham o show em alto estilo, com grande qualidade.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Acredito que este show prova a boa fase que o Black Label Society passa, varrendo a América do Sul com um show de qualidade. Acho que o show podia ser um pouco mais longo, explorar mais discos antigos muito bons como "Stronger Than Death" e os outros. Senti falta também da excelente canção "In This River". Mas, ainda assim, assisti a um show de muito boa qualidade, valeu mesmo e vamos aguardar o próximo petardo da banda.

Eis o set list do show:

1 - "New Religion" (introdução de piano - gravação)
2 - "Crazy Horse"
3 - "Funeral Bell"
4 - "Bleed For Me"
5 - "Demise Of Sanity" (com a introdução de "Super Terrorizer" no final)
6 - "Overlord"
7 - "Parade Of The Dead"
8 - "Born To Lose"
9 - "Darkest Days" (com pequeno solo de piano na introdução)
10 - "Fire It Up"
11 - Solo de guitarra de Zakk
12 - "Godspeed HellBound"
13 - "The Blessed Hellride"
14 - "Suicide Messiah"
15 - "Concrete Jungle"
16 - "Stillborn"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Alguns vídeos da apresentação:


Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Veja fotos do show na página do Ripando no Facebook:
http://www.facebook.com/ripandohistoriarock


Outras resenhas de Black Label Society (HSBC Brasil, São Paulo, 13/08/2011)

Resenha - Black Label Society (HSBC Brasil, São Paulo, 13/08/2011)

Resenha - Black Label Society (HSBC Brasil, São Paulo, 13/08/2011)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

imagemZakk Wylde comenta novo clipe do BLS; "é tão bom que aliviou minha coceira na virilha"

imagemO duro recado do médico de Zakk Wylde que fez o guitarrista parar de beber

imagemZakk Wylde revela quais foram os artistas que o fizeram se interessar pela música

imagem"Zakk Wylde não ama heavy metal tanto quanto eu", diz Tom Morello

imagemZakk Wylde: a inusitada reação do guitarrista ao ouvir Black Sabbath pela primeira vez

imagemZakk Wylde relembra o amigo Dimebag: "Ele era como o Papai Noel com uma barba rosa"

imagemLoudwire: 50 álbuns de rock and roll e heavy metal que completarão 20 anos em 2022




Sobre João Paulo Linhares Gonçalves

Roqueiro convicto, de carteirinha, desde os treze anos de idade. Já tive diversas bandas preferidas: de Iron Maiden, Metallica e Black Sabbath a The Who, Pink Floyd e Rolling Stones. O heavy metal sempre me atraiu muito, mas o rock praticado nos anos 60 e 70 é fascinante e estou sempre escutando. De vez em quando, dou chance ao punk, rock alternativo, blues, até ao jazz e MPB, pra variar.

Mais matérias de João Paulo Linhares Gonçalves.