BLS: "If You Can't Fucking ROCK, Don't Fucking Come!"

Resenha - Black Label Society (HSBC Brasil, São Paulo, 13/08/2011)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site do LoKaos Rock Show
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


1284 acessosZakk Wylde: novo disco do Black Label Society já está gravado5000 acessosGuns N' Roses: Ellen Jabour conta como foi estar com banda

E eis que o BLACK LABEL SOCIETY pisou – forte- em São Paulo novamente após três anos na noite do último dia 13. Como já tínhamos exultado antes, o Black Label Society já pertence àquela rara espécie de banda que cria exércitos de seguidores, não fã-clubes. Quem acompanha a banda sempre acompanha com atenção, e ao vestir-se com os trajes feitos famosos pelo líder e fundador da banda ZAKK WYLDE, parecem uniformizados, não fantasiados.

E foi essa mesma milícia que compareceu ao HSBC Hall na noite de sábado, meio que já sabendo o que testemunharia. Ledo engano.

O bando – denominação que soa muito mais apropriada aqui, já que se dava início a um legítimo assalto – de Wylde fincou a bandeira no palco às 10 da noite e o que se seguiu foi um tributo ao Metal sem frescuras, sem flertes com o dubstep, sem maquilagem no rosto, sem ternos bem cortados: apenas um bando ‘botando pra fuder’.

O set list por si próprio já foi um show à parte, com a banda cobrindo material desde o disco de estréia, ‘Sonic Brew’, até o último lançamento de estúdio da BLS, ‘The Song Remains Not The Same’, lançado em maio passado.

De brinde, o público ainda pôde ser rato de laboratório de experimento sonoro por parte do técnico de som responsável: o mix estava longe de ser limpo e perfeito, e foi isso que conferiu uma atmosfera ainda mais arrebatadora a tudo, deixando todo mundo com a impressão de que a guitarra de Wylde estava plugada a um amplificador a 2 metros de distância.

O/A Black Label Society pode não vender milhões de discos, pode não vir pro Rock In Rio, pode não ter estréia de clipe no Fantástico, mas o que eles já têm de sobra é o que dezenas de milhares de bandas ao redor do mundo passarão décadas procurando, só para no final morderem o próprio rabo: o nome escrito na história do rock à custa de lançamentos constantes e coesos, com padrão de qualidade, turnês infindáveis e o mais importante, um total e absoluto desapego e descaso com a moda, com o que é cool e com a crítica.

Cheers, Berzerkers!

Fotos: Fábio S. Maczka
Agradecimentos: Agnnes Franco da Top Link

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Black Label Society (HSBC Brasil, São Paulo, 13/08/2011)

1072 acessosBlack Label Society: show de muito boa qualidade em SP5000 acessosBlack Label Society em SP: peso absurdo e muita qualidade

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Zakk WyldeZakk Wylde
Novo disco do Black Label Society já está gravado

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Label Society"

Dimebag DarrellDimebag Darrell
A opinião dele sobre Zakk Wylde

Guns N RosesGuns N' Roses
Zakk Wylde conta como quase entrou na banda

Zakk WyldeZakk Wylde
Nada truezão logo que entrou na banda de Ozzy

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Black Label Society"

Guns N RosesGuns N' Roses
Ellen Jabour conta como foi estar com a banda

James HetfieldJames Hetfield
O equilíbrio entre Metallica e vida familiar

Black SabbathBlack Sabbath
O dia em que Tony Iommi quase matou Bill Ward

5000 acessosAlfabeto do Rock: as 15 melhores músicas de Metal5000 acessosMax Cavalera: A opinião de Lemmy, Kiko Loureiro, Vinnie Paul e outros5000 acessosOzzy Osbourne: "Eu detesto a expressão Heavy Metal!"5000 acessosTesla: o Guns N' Roses teria roubado Patience?5000 acessosDee Snider: Frontman rebate Paul Stanley e o desafia para duelo5000 acessosKerry King: pensou em abandonar tudo por causa do Limp Bizkit

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online