Matérias Mais Lidas

imagemRegis Tadeu explica porque Sandy não deve cantar músicas do Metallica

imagemVeja Sandy cantando Metallica na TV Globo em programa de Marcos Mion

imagemO surpreendente disco que Tom Morello considera um dos melhores de todos os tempos

imagemGene Simmons admite que "Ace estava certo" sobre o Kiss no começo dos anos 80

imagemApós incidente, Axl Rose anuncia mudança nos shows do Guns N' Roses

imagemNoel Gallagher revela o rockstar que ficou mais impressionado de conhecer pessoalmente

imagemA estratégia do Barão Vermelho para evitar críticas de copiar Titãs nos anos 1990

imagemAndreas Kisser opina sobre a reunião do Pantera, que começou nesse sábado

imagemBeatles: Ringo Starr conta como foi o seu último encontro com John Lennon

imagemA banda de rock que impressionou Paulo Ricardo e o fez ver grandeza do estilo em São Paulo

imagemCinco discos de heavy metal para ouvir sem pular nenhuma faixa

imagemO maior álbum de todos os tempos, na opinião do saudoso Ronnie James Dio

imagemMike Portnoy comenta o show de retorno do Pantera aos palcos

imagemO curioso motivo pelo qual Nightwish nunca foi próximo do HIM, segundo Ville Valo

imagemA opinião de Dino Cazares sobre o insano álbum "Roots", clássico do Sepultura


Summer Breeze
Samael Hypocrisy

Symfonia: confirmando na prática o status de superbanda

Resenha - Symfonia (Opinião, Porto Alegre, 31/07/2011)

Por Paulo Finatto Jr.
Postado em 02 de agosto de 2011

Embora o último domingo de julho tenha amanhecido com a chuva e o frio do inverno padrão da capital gaúcha, o público headbanger acordou com a promessa de um grande show para a noite. Os finlandeses do SYMFONIA – que contam ainda com o vocalista brasileiro ANDRE MATOS – agendaram uma curta turnê em nosso país para promover o novíssimo "In Paradisum" (2011), primeiro disco da banda. Por mais que os fãs tenham comparecido em um número extremamente reduzido para o tamanho do evento (e inclusive do Opinião), o ótimo show do supergrupo evidenciou a qualidade ímpar dos músicos em cena e um encorpado repertório baseado no power metal melódico.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Fotos: Liny Rocks

Com uma pontualidade verdadeiramente britânica, às 21h Michael Polchowicz (vocal), André Carvalho (guitarra), Daniel Mueller (baixo) e Renato Larsen (bateria) entraram em cena para a abertura dos trabalhos. Embora relativamente nova no cenário gaúcho, a VENUS ATTACK conquistou certo prestígio em um curto período de tempo por causa de o seu cantor ter integrado por quase uma década o HANGAR, um dos grupos mais notáveis do metal brasileiro. O público, que infelizmente se concentrava em pouquíssimo número em frente ao palco, não chegou a se animar muito com "Eternal Hate" e tampouco com a ótima "Lost Bullet" (provavelmente o ápice do set).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O quarteto manteve o clima morno do início ao fim do show – muito mais uma consequência da fraca resposta que vinha da pequena plateia do que por ineficiência da sua performance. Em seguida, outras músicas próprias da banda, assim como a releitura de "To Tame a Land" (um dos grandes clássicos do HANGAR com a voz de Michael Polchowicz), não empolgaram os presentes como deveriam. Depois de "Looking for the Meaning" e "S.O.S.", a VENUS ATTACK conseguiu, pela primeira vez, uma resposta consistente do público durante a execução de "The Wicker Man" (IRON MAIDEN), que encerrou o espetáculo dos gaúchos. De qualquer maneira, o grupo está trabalhando forte em cima do seu primeiro álbum e deve ser uma das principais novidades do metal gaúcho em 2011.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Depois de um intervalo para a montagem do palco, às 22h40 Alexandre Nascimento, o carismático proprietário da Loja Zeppelin – e mais uma vez o anfitrião da noite –, entrou em cena para anunciar a superbanda finlandesa que era aguardada por todos os presentes. Embora a longa faixa clássica introdutória (de quase quinze minutos!) tenha surpreendido muita gente e criado uma expectativa ainda maior, o show do SYMFONIA iniciou de maneira quente e vibrante. O vocalista brasileiro ANDRE MATOS contou com o apoio do público durante o espetáculo inteiro, sobretudo na abertura com "Come by the Hills", cantada por muitas vozes da pista. Na sequência, "Forevermore" manteve o mesmo pique intenso, mas claramente foi "4th Reich" (STRATOVARIUS) que se sobressaiu às demais. A faixa da ex-banda de Timo Tolkki (guitarra) pode ser apontada como o primeiro grande destaque da noite.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Na tentativa de quebrar um pouco o clima demasiadamente enérgico e permitir a retomada do fôlego, o tecladista Mikko Harkin (ex-SONATA ARCTICA) emendou um interessante solo, que foi bastante aplaudido pelo pequeno público que ocupava as dependências do Opinião. O retorno do power metal aconteceu com "Santiago", provavelmente uma das mais melódicas do álbum de estreia "In Paradisum" (2011). Embora em pequeno número, a plateia gaúcha evidenciou muito interesse no show que o supergrupo finlandês proporcionava, inclusive com "Last Night on Earth", faixa do antigo projeto REVOLUTION RENAISSANCE capitaneado por Tolkki. No fim da música, o comprometimento da banda com os seus fãs pode ser satisfatoriamente comprovado quando o guitarrista se ajoelhou e agradeceu os presentes com um sorriso enorme. O carisma de Timo Tolkki era surpreendente.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em seguida, o vocalista ANDRE MATOS comandou o momento mais inusitado da noite. A sua nova banda executou a primeira (e única) faixa do ex-grupo do cantor – "Lasting Child" – que nunca havia sido apresentada ao vivo pelo ANGRA antes do SYMFONIA. De certo modo, essa faixa emotiva possuiu um valor ainda maior, sobretudo diante do público brasileiro, que cresceu ouvindo o álbum "Angels Cry" (1993). A resposta da plateia foi verdadeiramente intensa e chegou a ofuscar o belo encerramento clássico de guitarra comandado por Timo Tolkki. Os solos assinados pelo instrumentista e intercalados com a performance de Mikko Harkin decretaram o início de "Stratosphere", outra música do STRATOVARIUS presente no repertório. Não há dúvidas de que essa faixa foi bastante ovacionada pelos gaúchos que compareceram ao Opinião.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Com um violão em mãos e bem acomodado em uma cadeira, Timo Tolkki executou os primeiros acordes da cadenciada "Don’t Let me Go", uma das mais bonitas faixas de "In Paradisum" (2011). O público acompanhou com palmas e cantou praticamente em uníssono com ANDRE MATOS. Em seguida, após refutar o pedido insistente de um fã – "Black Diamond" do STRATOVARIUS – o vocalista do SYMFONIA preparou previamente os presentes para a longa faixa-título do debut da sua banda. "In Paradisum" – além de evidenciar a ótima performance do quarteto finlandês – ainda destacou o carisma e a sintonia entre Timo Tolkki e Jari Kainulainen (baixo). De modo claro, a presença de palco de todos atingiu um nível tão altíssimo que até mesmo o novo baterista Alex Landengurg (AT VANCE e ex-ANNIHILATOR) conquista o seus minutos de glória (com de um interessante solo) durante essa que é disparada a melhor música na estreia da superbanda. O encerramento da primeira parte do show veio com "Fields of Avalon".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

No retorno para o bis, Timo Tolkki se aproximou ao microfone para, de brincadeira e em bom português, mandar ANDRE MATOS "se foder". Os risos – de banda e de plateia – antecederam "Dreamspace" (STRATOVARIUS) e "I Did It My Way" (outra do REVOLUTION RENAISSANCE). Porém, o encerramento com "Pilgrim Road" evidenciou todo o carisma da banda, sobretudo do cantor do SYMFONIA (como não poderia ser diferente), com o público. O vocalista, além de brincar com Timo Tolkki – que mandou um animado "mostre os peitos" para a gargalhada de todos – não se mostrou constrangido diante do pequeno público que compareceu ao Opinião para assistir o grupo. Pelo contrário. A intensidade o carinho da plateia foram essenciais para que o resultado atingido pelo SYMFONIA na capital gaúcha seja contornado pelos melhores adjetivos possíveis apesar dos pesares.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Com duas horas de show, o SYMFONIA comprovou na prática o status de superbanda que possui na teoria. O pequeno público que compareceu – por volta de duzentas pessoas – certamente não se arrependeu do que viu e sentiu. A banda inclusive atendeu todos os presentes que se amontoaram na porta de saída do Opinião madrugada adentro para fotos e autógrafos. O carisma dos finlandeses – sobretudo de Timo Tolkki – pode ser citado como o principal fator para o sucesso do SYMFONIA ao vivo. Não restam dúvidas de que a banda precisa retornar à capital gaúcha o mais breve possível (e para um público verdadeiramente maior – mas fervoroso da mesma maneira).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Set-lists:

Venus Attack:
01. Eternal Hate
02. Lost Bullet
03. Secret Place
04. To Tame a Land (Hangar)
05. Looking for the Meaning
06. Hear Me Pray
07. Devil’s Home
08. S.O.S.
09. The Wicker Man (Iron Maiden)

Symfonia:
01. Come by the Hills
02. Forevermore
03. 4th Reich (Stratovarius)
04. Santiago
05. Last Night on Earth (Revolution Renaissance)
06. Lasting Child (Angra)
07. Stratosphere (Stratovarius)
08. Don´t Let me Go
09. In Paradisum
10. Fields of Avalon
11. Dreamspace (Stratovarius)
12. I Did It My Way (Revolution Renaissance)
13. Pilgrim Road

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Stamp


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Symfonia: as exigências de Andre Matos para gravar

Andre Matos: era difícil conviver com o maestro do rock?

A música do Angra que fez Timo Tolkki perceber na hora genialidade de Andre Matos

Bandas: Por que ninguém está indo a seus shows?

Metal: as oito maiores tretas entre músicos do gênero


[an error occurred while processing this directive]