Yes: o clássico rock progressivo renovado em São Paulo

Resenha - Yes (HSBC Brasil, São Paulo, 28/11/2010)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Pedro Zambarda de Araújo
Enviar correções  |  Ver Acessos

No último dia 28 de novembro, às 22h30, com 1h30 de atraso, subiu a banda Yes no palco do HSBC Brasil, em São Paulo. Histórico, o grupo liderado por Chris Squire, Alan White e Steve Howe trazia novidades em sua formação. Já afastado do grupo, o tecladista Rick Wakeman está representado na banda por seu filho, Oliver Wakeman, que mantém a habilidade do pai na banda, com uma apresentação muito parecida no palco, embora ele utilize roupas mais discretas. A segunda grande novidade é o vocalista Benoît David, que possui um agudo tão poderoso e consistente quanto Jon Anderson. Essa formação está em vigor desde 2008.

Dream Theater: o suposto plágio de música de Leandro & Leonardo?Separados no nascimento: Ian Hill e Stênio Garcia

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Durante a apresentação, comprovou-se a habilidade já conhecida de Steve Howe com suas diversas guitarras elétricas, abusando de habilidade erudita e de blues, mesmo quando não utilizava efeito algum dos pedais. Chris Squire mostrou que o contrabaixo também é um instrumento para solar, além de reforçar o coro de vozes com seu timbre grave. Alan White fez uma bateria notável, mas seu solo ficou lento perto do baterista Neil Peart, que se apresentou com o Rush em São Paulo, recentemente.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Das músicas tocadas, vale ressaltar "Tempus Fugit", que transmitiu toda a nostalgia para uma audiência madura presente na casa de shows paulistana. Sincronia entre teclados, efeitos de guitarras levou o povo a vibrar forte, mesmo com mesas de jantar e um clima mais "família". Clássicos como "Roundabout" e "Owner of a Lonely Heart" puxaram um coro de vozes até dos espectadores mais jovens.

O encerramento com "Starship Tropper" foi marcado com um solo de teclado virtuoso de Oliver Wakeman, o que cativou os fãs de rock progressivo. O show foi relativamente curto para uma banda com o histórico do Yes, acabando à 0h.

Setlist

Firebird Suite
Siberian Khatru
I've Seen Good People
Tempus Fugit
Astral Traveller
Solo Alan White
And You and I
Solo Steve Howe
Owner of a Lonely Heart
Roundabout
Starship Trooper




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Yes"


Yes: baixista Chris Squire morre aos 67 anos, de câncerYes
Baixista Chris Squire morre aos 67 anos, de câncer

Michael Jackson: 10 nomes do rock que tocaram com o Rei do PopMichael Jackson
10 nomes do rock que tocaram com o Rei do Pop


Dream Theater: o suposto plágio de música de Leandro & Leonardo?Dream Theater
O suposto plágio de música de Leandro & Leonardo?

Separados no nascimento: Ian Hill e Stênio GarciaSeparados no nascimento
Ian Hill e Stênio Garcia


Sobre Pedro Zambarda de Araújo

Nascido em 1989. Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo, Pedro foi apresentado ao heavy metal através da banda Blind Guardian, em meados de 2004. Ouve e aprecia outros estilos do rock, como o punk, o indie e vertentes mais variadas. Gosta de assistir e cobrir shows.Toca muito mal guitarra, mas aprecia vários tipos de instrumentos musicais.

Mais matérias de Pedro Zambarda de Araújo no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336