Review - Gotthard: Hard rock acústico e simpatia em prévia do Live N'L

Resenha - Gotthard (Manifesto Bar, São Paulo, 12/07/2006)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando De Santis
Enviar Correções  






A banda suíça de Hard Rock, Gotthard, que vem conquistando cada vez mais fãs no mundo todo, deixou o público brasileiro muito empolgado, ao ser confirmada como uma das atrações no mega festival "Live n’ Louder", que acontecerá em São Paulo, no dia 14 de outubro desse ano. Mas ninguém esperava uma visita surpresa do vocalista Steve Lee e do guitarrista Leo Leoni, para uma prévia do show de outubro, só que acústica.

Fotos: Beatriz Hummell

Complicado mesmo é esperar uma apresentação começar depois da meia-noite em plena quarta-feira. Com certeza, mais da metade dos presentes no Manifesto Bar teria que acordar cedo no dia seguinte para trabalhar. Mas tudo bem, a apresentação da dupla suíça com certeza valeu as cochiladas sobre as mesas de trabalhos no dia seguinte. Abrindo a apresentação com a empolgante "Sweet Little Rock n’ Roller", os músicos demonstraram muito carisma e intimidade com o público. Conversando o tempo todo, Steve comentava o recém lançado DVD "Made In Switzerland", que passava no telão do bar. Ao ver a camiseta de um dos fãs presentes, Steve e Leo deram uma "palhinha" de "Love Ain’t No Stranger", do Whitesnake. As baladas "Nothing Left at All", "In The Name" e principalmente "One Life, One Soul", arrancaram lágrimas e suspiros dos presentes.

O cover de "Hush" do Deep Purple, presente no primeiro álbum do Gotthard e "Lift You Up", que teve o acompanhamento de Steve Lee batucando em um caixote, mostraram que mesmo desplugados, os suíços têm um dos melhores hard rock da atualidade. Steve cometeu o equívoco de anunciar "One Life, One Soul" pela segunda vez, ao final do show, mas logo foi corrigido pelo guitarrista, que sugeriu a hard "Mountain Mama", para fechar a apresentação.

Após o show, os músicos permaneceram no bar dando autógrafos, tirando fotos com os fãs e conversando, com muita simpatia e paciência. Apesar de não ser uma das atrações principais no festival Live n’ Louder, aposto todas as minhas fichas que o Gotthard será a grande surpresa, gerando comentários pós-show, do tipo: "Bem que a apresentação deles poderia ser mais tarde e maior...".



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Rock And Roll Hall Of Fame: 10 bandas elegíveis para 2018Rock And Roll Hall Of Fame
10 bandas elegíveis para 2018

Top 10: músicas boas escondidas em discos não tão bonsTop 10
Músicas boas "escondidas" em discos não tão bons


Pra convencer: dez álbuns de metal para quem não gosta de metalPra convencer
Dez álbuns de metal para quem não gosta de metal

Megadeth: os 10 bens mais preciosos de Dave MustaineMegadeth
Os 10 bens mais preciosos de Dave Mustaine


Sobre Fernando De Santis

Paulistano, nascido em 1979, Fernando De Santis passa grande parte do seu tempo viajando entre São Paulo, Santos e Curitiba. Nas horas de viagens dentro de ônibus ou aviões, costuma ouvir Hard Rock, Heavy Metal e demos de qualquer estilo. Atualmente trabalha como webdesigner para o Estado de São Paulo. Mantém o site "We Burn", dedicado ao Helloween desde 1998, que nunca lhe trouxe nenhum dinheiro, mas rendeu muito amigos.

Mais informações sobre Fernando De Santis

Mais matérias de Fernando De Santis no Whiplash.Net.