RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemOs 10 maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos, em lista do Ruthless Metal

imagemEx-guitarrista do Megadeth não liga para Mustaine e diz que está "fazendo dinheiro para ele"

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"

imagemQual era a opinião de Tony Iommi sobre Ozzy Osbourne solo e Randy Rhoads em 1984?

imagemOs 10 maiores álbuns da história do grunge, em lista do Brave Words

imagemSlash se sente feliz por não existir internet nos primórdios do Guns N' Roses

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemPara John Lennon, os Beatles poderiam ter acontecido sem George e Ringo

imagemVocalista do Skid Row divulga cover matador de "Painkiller", do Judas Priest

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagemPaul McCartney quase foi atropelado ao tentar recriar famosa cena de capa de disco

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok


Resenha - David Johansen (Chicago B.L.U.E.S, Manhatten, 24/09/2000)

Por Márcio Ribeiro
Postado em 24 de setembro de 2000

Data: 21 de setembro de 2000

Ele está de volta. É David Johansen, novamente no palco. Nos últimos anos, quando se apresentou ao vivo, geralmente se viu seu alter ego Buster Pointdexter, um crooner para happy hour de barzinhos e personagem de comédias de cinema B. Hoje, novamente, tivemos aquele roqueiro tão conhecido que, ao lado de Johnny Thunders, criou os New York Dolls e marcou os adolescentes que criariam o movimento punk.

Johansen, incrivelmente esbelto e com boa aparência, apesar de seu tão conhecido costume de abusar da saúde, vestia-se de modo simples, com uma calça jeans relativamente nova e uma camiseta que dizia "Village 73 - Warranted To Excel The Standard" - a qual atraiu alguns aplausos assim que pode ser lida, após tirar sua jaqueta jeans. Ao seu lado, estava o quinteto liderado por David Keyes e sua banda. A noite foi dividida em dois sets, praticamente dois shows, já que o segundo set foi com outro repertório. Ou como disse o próprio Johansen, "o segundo show será totalmente diferente deste, bem melhor. Vamos só descansar um pouco, molhar a garganta, tomar umas coca-colas e já estaremos de volta."

Brincadeiras a parte, David mostrou que está muito bem tanto como cantor como personalidade à frente de uma banda. Desfilou um repertório que cobriu diversos momentos de sua carreira, e influências em sua música. Material que vem desde seus tempos com os NY Dolls, como "Bad Girl," "Private World" e "Looking For A Kiss", que até incluiu a frase introdutória - When I say I'm in love, I mean love, L U V, - material de seus discos solos, como "Rollin' Job," "The Stinkin' Rich", e clássicos do blues que influenciaram todos nós, como "Rocket 88," "Come On In My Kitchen" e "Sittin' On Top Of The World", entre outros. Todas executadas com perfeição. Johansen também cantou algumas coisas dos sixties, como um medley dos Animals que juntou "We Gotta Get Out Of This Place" e "It's My Life", cuja letra lhe caiu muito bem, e assim fechou o primeiro show. Outro medley ao final do segundo show incluiu trechos de "Ticket To Ride", dos Beatles, "The Last Time", dos Rolling Stones e "Like A Rollin' Stone", de Bob Dylan.

Johansen também mostrou bastante da sua intimidade com a gaita, trazendo um kit com diversas afinações diferentes e utilizando-as de acordo com cada canção. Destaque para seus solos em "Pills," "Rope (The Let Go Song)" e o reggae "Rollin' Job". Do material de seu último disco, "David Johansen & The Harry Smiths", somente uma canção, a "Don't Start Me Talkin'". Conversando depois, entre sets, Johansen mostrou satisfação em saber que o Whiplash! mandou alguém cobrir o seu show e que não descarta tocar no Brasil se houver algum empresário interessado em contratá-lo. Adianta que no próximo dia 2 de dezembro ele estará com sua banda, The Harry Smiths, apresentando-se no Bottom Line. Estaremos lá também.

David Johansen - Live at Chicago BLUES

Primeiro show
Rocket 88 (Johnson)
Looking For A Kiss (Johansen/Thunders)
Funky But Chic (Johansen/Sylvian)
Pills (Bo Diddley)
I'm In Love Again
Birdnest on the Ground
I Want To Be Yer Man - Nada a ver com Beatles
Frenchette (Johansen/Sylvian)
Rope (The Let Go Song) (Johansen)
Stranded In The Jungle (Johansen/Smith)
The Stinkin' Rich
The Killing Field (Howlin' Wolf)
Medley:
We Gotta Get Out Of This Place (Burdon)
It's My Life (Burdon)

Segundo show
Heart of Gold
Private World
She Knew She Was Fallen in Love (Johansen/Sylvian)
Bad Girl
Sittin' On Top Of The World (Howlin' Wolf)
You Don't Have To
Rollin' Job
In My Own Time
I'll Tell Her I'll Always Be There
Don't Start Me Talking (Williamson)
Come On In My Kitchen (Robert Johnson)

medley:
Let's Just Dance
Ticket To Ride (Lennon-McCatney )
The Last Time (Jagger-Richards)
Just Like A Rollin' Stone (Bob Dylan)

Bis:
Protect Me From The Cold

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Márcio Ribeiro

Nascido no ano do rato. Era o inicio dos anos sessenta e quem tirou jovens como ele do eixo samba e bossa nova foi Roberto Carlos. O nosso Elvis levou o rock nacional à televisão abrindo as portas para um estilo musical estrangeiro em um país ufanista, prepotente e que acabaria tomado por um golpe militar. Com oito anos, já era maluco por Monkees, Beatles, Archies e temas de desenhos animados em geral. Hoje evita açúcar no seu rock embora clássicos sempre sejam clássicos.
Mais matérias de Márcio Ribeiro.