Britny Fox e o 'Hair-Metal'

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Enviar correções  |  Ver Acessos

Ao comentar com minha namorada que pretendia redigir um pequeno texto sobre o BRITNY FOX, ela resolveu "tirar uma" com minha cara e me indagou fingindo surpresa: "o quê? você vai escrever sobre Britney Spears"???. Retruquei rapidamente: "não porra, tou falando do BRITNY FOX, uma das bandas mais representativas do Glam-Metal baseado em Los Angeles no final da década de 80". Ela então meio que rindo me respondeu: "bah, então é quase a mesma merda..."

Demonstrações de afeto: fotos de rockstars que já se beijaram, parte 1Bateristas: os dez músicos mais loucos de todos os tempos

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O fato é que as bandas que representaram esta espécie de "movimento" dentro do Metal geralmente são discriminadas pelos bangers mais ortodoxos, que de forma alguma aceitam o estilo, digamos, meio "glamourizado" de se portarem, tanto nos trejeitos quanto no visual, derivado diretamente das bandas glitter da década de 70, tais como SLADE, T.REX e o maior representante de todos, GARY GLITTER (que embora muitos afirmem ter sido o "muso inspirador" do movimento, na realidade foi ele quem resolveu adotar o sobrenome do estilo que o caracterizou...).

Outro ponto em comum entre estas bandas era o som, uma espécie de derivação do chamado "Rock de Arena" que já vinha sendo feito desde a década de 70, apenas adaptado ao Metal e ao Hard Rock, mas geralmente composto de canções consideradas pelos mais radicais como "inofensivas", e na maior parte das vezes com forte apelo comercial, quando não descambando para as indefectíveis "baladinhas"...

Porém o denominador comum que uniu definitivamente estas bandas foi o... cabelo! Sim, pois uma das características básicas deste pessoal eram as longas e esvoaçantes cabeleiras, que deviam fazer a festa dos cabeleireiros de plantão...

Geralmente considera-se que este "movimento" começou no início da década de 80 com o MÖTLEY CRÜE, QUIET RIOT, W.A.S.P., e RATT, entre outros, mas teve seu ápice entre 1987-90 com bandas como L.A. GUNS, WARRANT, CINDERELLA, POISON e BRITNY FOX, época em que esta vertente do Metal estava "na moda".

Porém, com a chegada do movimento grunge no início da década de 90, o chamado "Hair-Metal" entrou em processo de franca decadência (a nível comercial), pois além de não angariar novos fãs, perdeu uma quantidade considerável deles, e no processo conseqüentemente ficou restrito somente aos admiradores incondicionais do gênero, tanto que grande parte das bandas acabaram mudando seu som/visual...

No caso específico do BRITNY FOX, embora seus integrantes fossem todos oriundos da Filadélfia, acabaram por fixar residência em Los Angeles em meados da década de 80, quando conheceram Michael Kelly Smith, então guitarrista do CINDERELLA, que não hesitou em largar sua banda para se juntar ao vocalista "Dizzy" Dean Davidson, ao baixista Billy Childs e ao baterista Tony "Stix" Destra num novo projeto, batizado de "BRITNY FOX", inspirado num ancestral britânico de Davidson.

Tiveram um início promissor, no qual inclusive contaram com ajuda do pessoal do CINDERELLA, que os indicou para a Columbia Records, gravadora onde editaram seu primeiro álbum, porém com o baterista Johnny Dee no lugar de Tony Destra, que havia morrido num acidente de carro. Esta estréia vende cerca de um milhão de cópias nos EUA.

Porém os álbuns subseqüentes, certamente acompanhando o "declínio comercial" do movimento, foram cada vez vendendo menos; o segundo (Boys In Heat) bateu na casa de meio milhão de cópias e o terceiro (Bite Down Hard), já com Tommy Paris no lugar de Dean Davidson, vende cerca de 200.000 cópias, e com isto a banda decide encerrar atividades.

Enquanto Davidson decidiu adotar o nome artístico de Jarod Dean, e prossegue até hoje gravando com sua nova banda, LOVE SAVES THE DAY, Johnny Dee e Tommy Paris montam em 1988 uma banda chamada UNCLE EDNA, que registra um único álbum no mesmo ano.

Mas eis que em 2000 Tommy Paris, Michael Smith, Johnny Dee e Billy Childs resolvem se reunir e fazer uma turnê, do qual resultou o recém-lançado "Long Way To LIVE!":

Six Guns Loaded
Long Way to Love
Lonley Too Long
Liar
Dream On
Closer to Your Love
Black and White
Guitar Solo
Shot From My Gun
Louder
Over and Out
Turn On
Girlschool
Midnight Moses

Cumpre notar que a versão japonesa a ser lançada em março trará como bônus dois covers: "Gudbuy T'Jane" do SLADE e "Hair Of The Dog" do NAZARETH, além de alguns vídeos. E contrariando o que havia sido anunciado, este cd não contêm nenhuma faixa inédita de estúdio, pois a Spitfire Records decidiu editar ainda este ano um novo álbum de estúdio, e provavelmente também lançará um "Best Of" com faixas inéditas.

Ao que tudo indica, está consolidado o retorno da banda, sem as longas cabeleiras que os notabilizaram e com um som mais próximo do hard-rock. Long Live Britny!

("legal o som dos caras, né!", disse minha namorada após ouvir algumas faixas do álbum de estréia da banda...) :o))

Para saber das últimas notícias sobre a banda, visite seu website oficial.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Britny Fox"


Demonstrações de afeto: fotos de rockstars que já se beijaram, parte 1Demonstrações de afeto
Fotos de rockstars que já se beijaram, parte 1

Bateristas: os dez músicos mais loucos de todos os temposBateristas
Os dez músicos mais loucos de todos os tempos


adClio336|adClio336