Rhapsody em única apresentação no Brasil

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Franzin (Rock Brigade Records)
Enviar Correções  

Sábado, dia 21 de julho, a Via Funchal apresenta o Rhapsody, a banda de heavy metal que mais cresce em termos de popularidade em todo o mundo. Será a primeira vez que os italianos do Rhapsody tocam no país (apesar de seu vocalista, Fabio Lione, já ter estado por aqui em novembro do ano passado com sua outra banda, o Vision Divine), o que certamente irá atrair uma grande legião de fãs. Para completar, este show terá uma duração maior do que os recentes espetáculos feitos pela banda na Europa, o que demonstra o respeito que ela nutre pelo público do Brasil - um dos maiores do mundo. Além de Lione, a banda também é formada por Luca Turilli (guitarras), Alex Staropoli (teclados), Alessandro Lotta (baixo) e Alex Holzwarth (bateria).

publicidade

Segue o release do jornalista Ricardo Franzin (cedido gentilmente pela Rock Brigade Records & Laser Company):

"O grupo chega para promover seu mais recente trabalho, o fantástico Dawn Of Victory>, sem dúvida o melhor momento de sua ainda breve (ainda que vitoriosa) carreira. O álbum é um sucesso de vendas no Brasil e foi grande responsável por levar o nome Rhapsody ao mesmo nível do de outras bandas de heavy metal melódico já consagradas, como Helloween, Stratovarius e Angra. A fantástica e excitante viagem por um mundo imaginário repleto de segredos e magia chega agora à sua terceira fase. Com Dawn Of Victory, mais um clássico do power metal épico e sinfônico, os italianos do Rhapsody continuam sua bem-sucedida jornada, iniciada com os grandiosos Legendary Tales e Symphony Of Enchanted Lands, seus trabalhos anteriores. Não bastasse ser o maior grupo de rock já surgido na Itália, o novo CD certamente irá catapultá-lo de uma vez por todas aos mais altos escalões da fraternidade metálica mundial, fazendo-o juntar-se a medalhões como Dream Theater, Savatage e Gamma Ray.

publicidade

O disco combina de forma majestosa elementos típicos do Rhapsody com algumas novas influências. (...) Tanto que, ao passo que Legendary Tales e particularmente Symphony Of Enchanted Lands eram trabalhos eminentemente orquestrados, Dawn Of Victory possui canções mais diretas, com um som de guitarra mais cru e uma atitude geral mais "ao vivo". Os arranjos de guitarra seguramente sofreram influência da tour européia. O Rhapsody lançou mão de um segundo guitarrista no giro, de modo que a sonoridade final tornou-se mais pesada e agressiva. Tanto o grupo quanto os fãs apreciaram este vigor maior, por isso, em termos de produção, prestou-se muita atenção a este pormenor, visando deixar o novo CD com esta mesma identidade. Entretanto, o lado sinfônico, quase cinematográfico, da música do Rhapsody não foi deixado pra trás. Os arranjos orquestrais que fizeram a fama do conjunto ainda estão lá, intactos e maravilhosos como sempre.

publicidade

Exemplo perfeito do novo direcionamento musical do quinteto italiano é a faixa Holy Thunderforce. Ainda que bastante pesada e agressiva, ela não se ressente da falta de pomposos arranjos orquestrais. Mais: tudo soa absolutamente homogêneo, nunca forçado! Os mesmos elementos podem ser encontrados na faixa título, mais uma grande demonstração da excelência do grupo italiano. Fabio Lione, em performance extraordinária, mostra uma vez mais por que já é tido como uma das maiores vozes do heavy metal contemporâneo, enquanto Luca Turilli ataca com alguns dos melhores riffs e solos da cena em muitos anos. Outros pontos altos do CD residem na épica The Mighty Ride Of The Firelord, na singular instrumental Trolls In The Dark e em The Village Of Dwarves, que traz à tona uma singela atmosfera medieval e com certeza irá transportar o ouvinte àquela era.

publicidade

Além disso tudo, chama a atenção no disco sua magnífica arte de capa, de autoria do artista alemão Marc Klinnert, famoso por seus trabalhos com Axel Rudi Pell. Desta feita, o trabalho gráfico apresentado mostra-se ainda mais impressivo do que aqueles que o precederam, formando um compêndio sonoro-visual que transporta o ouvinte às mais recônditas paragens da terra de fantasia onde desenvolve-se a história narrada pelo Rhapsody desde o seu debut.

publicidade

Por sinal, foi com este debut, Legendary Tales, que a banda iniciou sua cruzada rumo ao topo da cena heavy metal mundial. Tal disco, originalmente editado em 1997, causou autêntico furor na comunidade musical graças às suas temáticas e nuanças estilísticas. Seu sucessor, Symphony Of Enchanted Lands, foi ainda além, conduzindo a banda às paradas de sucessos de diversos países europeus, incluindo a Alemanha, onde chegou ao número 54. Entretanto, mesmo com todo esse sucesso em sua ainda curta carreira, a banda mantém-se desenvolvendo novas idéias, enriquecendo seu som com elementos particularmente singulares e, ainda assim, mantendo-se fiel às suas raízes metálicas. Com Dawn Of Victory, eles estão concretizando uma nova empreitada e, seja para onde for que o mesmo os leve, uma coisa é certa: a história ainda está muito longe do fim!"

publicidade

Discografia
Legendary Tales (97)
Emerald Sword (EP/98)
Symphony Of Enchanted Lands (98)
Holy Thunderforce (EP/2000)
Dawn Of Victory (2000)

Mais informações sobre o show:
RHAPSODY
Sábado, 21 de julho, às 22h (a casa abre às 20h)
VIA FUNCHAL - Rua Funchal, 65, Vila Olímpia - Tel: (11) 3846-2300
CAMAROTE: R$ 85,00
PISTA ESTUDANTE: R$ 35,00
PISTA ANTECIPADA: R$ 50,00

publicidade

INGRESSOS À VENDA - Bilheterias da Via Funchal (todos os dias, das 12h às 22h), Galeria do Rock (R. 24 de Maio, 62-SP) e Show Ticket (Shopping Iguatemi, 211-2098)
Ingressos a domicílio: Fun By Phone - 3097-8687 ou http://www.funbynet.com.br
Ingressos para estudantes nas bilheterias da Via Funchal
Ingressos colocados à venda: 6.024 / Faixa Etária: 14 anos

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Angra: banda errou na escolha de Fabio Lione?Angra
Banda errou na escolha de Fabio Lione?

Heavy Metal: clipes de metal que marcaram uma geraçãoHeavy Metal
Clipes de metal que marcaram uma geração


Robert Plant: desdenhando Liam Gallagher, do OasisRobert Plant
Desdenhando Liam Gallagher, do Oasis

Heavy Metal: diagrama explica a origem dos nomes de bandasHeavy Metal
Diagrama explica a origem dos nomes de bandas


Sobre Ricardo Franzin (Rock Brigade Records)

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin