Alice Cooper: 'Minha música é dura devido ao cristianismo'

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Fonte: Terra Música
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 15/12/02. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Um dos grandes mitos do heavy-metal, Alice Cooper, notou que sua música, desde que é cristão, é mais dura, porque escreve "com paixão". Essa nova música "poderia ter sido mais suave e espiritual, mas não, é reivindicativa e até talvez mais forte, porque conto coisas que cada vez me apaixonam mais", declarou à EFE em Madri, onde nesta semana apresentou seu disco Dragontown (2001).

6 acessosSammy Hagar: Série Rock & Roll Road Trip terá 3ª temporada em 20185000 acessosMulheres: as bandas mais famosas em suas versões femininas

Por trás do pseudônimo Alice Cooper se esconde Vincent Damon Fournier, um americano de 54 anos que, fazendo espiritismo em sua juventude, decidiu pegar emprestado o nome de uma bruxa com a qual estabeleceu contato.

Desde então, o espiritual marcou sua vida. "A todos nos preocupa o que há por trás da vida. Tornei-me cristão porque aí descobri mais do que sabia até o momento sobre o poder da alma e isso me reconfortou", explicou.

Com uma carreira que começou em 1969, em plena época hippie e apadrinhado por Frank Zappa, Cooper rompeu modelos com espetáculos nos quais a provocação, os excessos sexuais e alcoólicos e a imagem sadomasoquista e necrófila o converteram em ícone do rock. Um ícone que já gravou vinte e cinco discos.

Segundo o vocalista de Detroit, "a música viaja em círculos e o hip hop de agora é a música 'disco' de antes, Britney Spears é como Madonna e esta nova onda de roqueiros, com Marilyn Manson, Slipknot e White Zombie pode ser meus herdeiros. Para mim é um orgulho que alguns deles digam que foram influenciados por mim, porque eu só faço o que sei fazer melhor, rock".

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Músicas boas mas pouco conhecidasMúsicas boas mas pouco conhecidas
A vida nem sempre é justa

6 acessosSammy Hagar: Série Rock & Roll Road Trip terá 3ª temporada em 2018343 acessosAlice Cooper: doação de US$ 10 mil é feita à Wacken Foundation813 acessosAlice Cooper: Resenha do novo álbum Paranormal632 acessosRoadie Crew ed. #223: capa destaca Accept e Alice Cooper1393 acessosAlice Cooper: o "problema físico" de Cornell, Bennington e Weiland0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Alice Cooper"

Top 10Top 10
Músicas boas "escondidas" em discos não tão bons

Sexta-Feira 13Sexta-Feira 13
Dez ótimas canções para se ouvir nessa data

Alice CooperAlice Cooper
"Onde estão os novos Guns N' Roses?"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Cristianismo"0 acessosTodas as matérias sobre "Alice Cooper"

MulheresMulheres
As bandas mais famosas em suas versões femininas

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
Robert Plant e Patrícia Pillar

News.com.auNews.com.au
Guns, Floyd, Lynyrd e Van Halen são os melhores solos?

5000 acessosLayne Staley do Alice in Chains encontrado morto5000 acessosAs regras do Death Metal5000 acessosOzzy Osbourne: comendo oferenda de macumba no Rock in Rio4350 acessosUltimate Classic Rock: As músicas mais subestimadas do Megadeth5000 acessosTemas de games: cinco clássicos em versões Heavy Metal4484 acessosCamiseta: que tal tocar guitarra ou bateria em uma?

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online