Líder do Whitesnake fala sobre saída de baixista

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago Coutinho, Fonte: Wisconsin-music.com
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 14/06/05. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O líder do WHITESNAKE, David Coverdale, foi recentemente entrevistado pelo site Wisconsin-Music.com e, entre outros assuntos, falou a respeito da saída do baixista Marco Mendonza. Confira os principais excertos logo abaixo ou clique aqui para conferir a entrevista na íntegra.

1109 acessosJohn Sykes: capa e detalhes de novo disco solo do guitarrista5000 acessosGhost: De quais bandas brasileiras eles gostam?

Wisconsin-Music.com — Durante sua carreira, você trabalhou com os melhores guitarrista, tais como Blackmore, John Sykes, Jimmy Page…

David Coverdale — Bem, mas não é só isso. Não se esqueça dos baixistas, dos bateristas e dos tecladistas. Tenho sido extraordinariamente afortunado.

Wisconsin-Music.com — Apenas incrível.

David Coverdale — O melhor de tudo é que os dois músicos mais conhecidos com quem trabalhei, Jimmy Page e Ritchie Blackmore, foram incrivelmente inspiradores para mim. Mas todos com quem trabalhei trouxeram algo positivo ou negativo a mim. E fico agradecido por tudo isso.

Wisconsin-Music.com — E os dois guitarristas com quem você está tocando também não são estranhos no círculo de rock de qualquer forma.

David Coverdale — Doug Aldrich e Reb Beach. Ambos são grandes músicos. E também estamos com um novo baixista, e não sei se você já ouviu falar sobre ele: Uriah Duffy...

Wisconsin-Music.com — Isso era algo que eu ia perguntar mais tarde, mas já que você tocou no assunto. Isso aconteceu no ano mês passado, não é?

David Coverdale — Na verdade, isso já estava rolando há algum tempo. Eu trabalhei com um músico maravilhoso, um cara chamado Marco Mendonza. Ele é um músico perfeito. Mas ele não pára quieto por dois minutos. Eu expliquei minha filosofia de trabalho aos outros caras, e todos aceitaram tudo. Mas o Marco ficava constantemente perguntando: ‘vamos trabalhar?, vamos trabalhar?, vamos trabalhar?’. Eu cheguei e disse: ‘agora já chega, nós já fizemos isso por seis meses’. Então eu lhe disse para pegar outros projetos, com a minha benção, mas desde que eles não entrassem em conflito com as atividades do Whitesnake. Mas eles entraram. Então, desejamos tudo de bom um ao outro. Eu o adoro demais, e sinceramente lhe desejo tudo de bom. Mas não posso conduzir minha vida ao redor da agenda de qualquer outra pessoa.

Wisconsin-Music.com — E como você chegou a esse novo baixista?

David Coverdale — Havia muitas pessoas, para minha surpresa, que queriam entrar na banda, de bandas bem obscuras mesmo. Você sabe, aquele tipo de metal meio grunge, bem estranho para mim. Eu não tenho certeza se quero essa energia para o trabalho que faço. Mas o Uriah foi o único que falei. Eu senti uma conexão imediata com ele, apenas vendo o website e todo o material dele.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MudançasMudanças
10 bandas que não soam mais como em seus primeiros discos

1109 acessosJohn Sykes: capa e detalhes de novo disco solo do guitarrista0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Whitesnake"

Pouca vergonhaPouca vergonha
Blog elege as melhores capas com "nudez"

Classic RockClassic Rock
Revista elege 100 melhores músicas de rock

Classic RockClassic Rock
100 grandes discos da década de 1980 segundo a revista inglesa

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Whitesnake"

GhostGhost
De quais bandas brasileiras eles gostam?

Metal BrasileiroMetal Brasileiro
10 bandas recomendáveis fora o Sepultura

The DoorsThe Doors
Jim Morrison está vivo e criando cavalos nos EUA?

5000 acessosMotörhead: em 1995, Lemmy comenta versão do Sepultura5000 acessosMusos do Heavy Metal: Agora é a vez das garotas!5000 acessosMarilyn Manson: "Sou o monstro do Lago Ness! Sou o Bicho Papão!"5000 acessosMetallica: Dave Lombardo quer ensinar Lars Ulrich a tocar5000 acessosBlack Sabbath: canção no primeiro álbum inspirou Roberto Carlos?5000 acessosMetallica: tocando com gana em palquinho de loja de discos

Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online