Gamma Ray agrada com clássicos em SP

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Fonte: Folha Ilustrada
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 22/11/05. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

SÍLVIA YOSHIDA
da Folha Online

Exatas duas semanas após fazer uma participação especial no show de 14 anos do Angra, Kai Hansen voltou a pisar em São Paulo. O Gamma Ray fechou sua turnê brasileira no sábado (19) para um Olympia praticamente lotado -- segundo a organização, o público foi de 2.800 pessoas.

407 acessosPrimal Fear: entrevista exclusiva com Ralf Scheepers no Rock N'Breja5000 acessosVanusa e Black Sabbath: a notável coincidência nos riffs

O grupo liderado por Hansen subiu ao palco esbanjando simpatia e mostrando que não poderia ter preparado repertório melhor. Após começar com "Welcome", a tradicional música de abertura de seus shows, a banda entrou com "Gardens of the Sinner", do álbum "Power Plant", e a clássica "Heaven Can Wait".

Sem dar fôlego para o público, o Gamma Ray emendou uma música atrás da outra. Os destaques ficaram por conta de "Heavy Metal Universe" e "One With the World", que agitaram ainda mais os fãs presentes.

Conversando com o público, Hansen elogiou os fãs e afirmou estar com saudades da energia dos brasileiros --a banda alemã de heavy metal havia se apresentado pela última vez no país em 2003, junto com o Masterplan. A resposta foi imediata: gritos, aplausos e coro de "Gamma Ray", "Gamma Ray".

Não ficaram de fora da apresentação músicas do novo álbum, "Majestic". Em seqüência, a banda mandou "My Temple", "Fight" e "Blood Religion". O grupo ainda reservou duas surpresas: o baterista Daniel Zimmermann presenteou os fãs com um solo e o Gamma Ray "dividiu" a apresentação de "Rebellion in Dreamland", que foi tocada em duas partes.

No último bis, Hansen pegou com um fã uma bandeira brasileira e a abraçou. O terreno estava mais do que preparado para o final, que trouxe "Send me a Sign" e "I Want Out" -- música do Helloween que Hansen, aliás, havia tocado em sua apresentação com o Angra no início de novembro. Alguns reclamaram da falta de "Man on a Mission", mas o Gamma Ray e a maior parte do público parecem ter saído do Olympia com a sensação de trabalho bem-feito.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


407 acessosPrimal Fear: entrevista exclusiva com Ralf Scheepers no Rock N'Breja1175 acessosHansen: o pai do metal melódico comemorando sua carreira0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Gamma Ray"

VocalistasVocalistas
As vozes mais agudas do Metal segundo o Noisecreep

HelloweenHelloween
Jack O. Lantern não foi o primeiro mascote da banda?

MascotesMascotes
Blog elege o top 10 dos mais imponentes do Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Gamma Ray"


Vanusa e Black SabbathVanusa e Black Sabbath
A notável coincidência nos riffs

BurzumBurzum
A polêmica história e filosofia de Varg Vikernes

Sociedade AlternativaSociedade Alternativa
Fama proporcional à escassez teórica

5000 acessosSteven Tyler: primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeas5000 acessosHeavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregos5000 acessosTragédia e dor: O Blues, o Rock e o Diabo5000 acessosDavid Ellefson: o único artista tatuado autêntico foi Bon Scott5000 acessosGuns N' Roses: Uma "homenagem" a Donald Trump no show do México5000 acessosIron Maiden: o que Nicko McBrain faz quando não está na cozinha da banda?

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online