Malakian fala sobre novo do System of a Down

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago Coutinho, Fonte: Kerrang!
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 11/11/05. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Daron Malakian, responsável pelas seis cordas do SYSTEM OF A DOWN, falou recentemente com a Kerrang! acerca do novo álbum do grupo, "Hypnotize", a segunda parte do lançamento duplo, lançado neste ano. Confira os principais excertos logo abaixo:

247 acessosSystem of a Down: a evolução da banda ao vivo de 1997 a 20175000 acessosMetallica: James Hetfield explica suas tatuagens preferidas

Kerrang! — Você estava muito apreensivo da reação das pessoas ao “Mesmerize”. Você ficou tão nervoso quanto no lançamento em “Hypnotize”?

Daron — Não, mas fiquei nervoso porque ‘Mesmerize’ e ‘Hypnotize’ estavam levando o System of a Dwn para outra direção e porque ninguém havia escutado o ‘Mesmerize’ até então. Eu não tinha de como as pessoas reagiriam ao me ouvir cantando mais músicas ou mesmo da sonoridade do álbum em geral. ‘Mesmerize’ quebrou o gelo, então não estou nervoso no modo como ‘Hypnotize’ será recebido. Estou muito mais confiante.

Kerrang! — Por que você decidiu cantar mais? Essas músicas estão mais pessoais para você?

Daron — Um pouco disso e porque pensei que minha voz se encaixaria melhor a essas faixas. Quando outra pessoa está cantando sobre suas emoções, isso pode ser entendido como se a pessoa entende a mesma emoção que você viveu ou sentiu.

Kerrang! — As pessoas já estão dizendo que esses dois álbuns são seus clássicos. Isso o deixa orgulhoso?

Daron — Algumas vezes isso me faz ficar alienado pela minha própria banda, algo não muito legal de se sentir.

Kerrang! — Isso rola por que as atenções estão mais centradas em você agora?

Daron — Isso é engraçado porque, ao longo dos anos, eu sempre escrevi as músicas e algumas letras. Mas por anos muitas pessoas pensavam que Serj [Tankian, vocalista] compunha tudo porque eu não cantava. Agora que as atenções voltaram-se a mim sinto-me um pouco estranho. Levou algum tempo para eu me acostumar com isso.

Kerrang! — Você se incomodava quando as atenções voltavam-se somente a Serj?

Daron — Algumas vezes sim, mas agora não mais. Eu sabia que não era culpa de Serj, então não ficava furioso com ele. Isso não causou problemas em nossa relação, por que como eu poderia culpá-lo? Não era como se ele se comportasse como uma estrela do rock. Ele está até mais feliz por mim agora, porque ele sempre quis que as pessoas soubessem o que eu faço na banda, ele nunca tentou esconder isso.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

System of a DownSystem of a Down
Shavo Odadjian diz que gostaria de um novo álbum mas...

247 acessosSystem of a Down: a evolução da banda ao vivo de 1997 a 2017767 acessosSystem of a Down: resumo da discografia no Disco Voador Rocks359 acessosWagner Nascimento: Análise Harmônica do System of a Down1023 acessosSystem of a Down: filmagem pro-shot de show completo no Pinkpop0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "System Of a Down"

KerrangKerrang
Os 50 discos mais importantes dos anos 2000

FacebookFacebook
A popularidade das bandas segundo a rede social

Christina GrimmieChristina Grimmie
Cantora assassinada canta SOAD e Stone Sour

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "System Of a Down"

MetallicaMetallica
James Hetfield explica suas tatuagens preferidas

ProstitutasProstitutas
3 das mais famosas e devassas do cenário Rock

MetallicaMetallica
Músicos regravam o St. Anger "da forma correta" - ouça

5000 acessosSeparados no nascimento: James Hetfield e Mano Menezes5000 acessosNuno Bettencourt: Rihanna canta muito, mas ele não quer mais tocar com ela5000 acessosKurt Cobain: a teoria de assassinato do músico5000 acessosAC/DC: o que a Rolling Stone achou da estreia da banda?4846 acessosScott Ian: os discos do Big 4 que ele mais gosta5000 acessosMegadeth: os 10 bens mais preciosos de Dave Mustaine

Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online