Flores e músicas marcam 25 anos sem Lennon

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Fonte: Terra Música
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 08/12/05. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Liverpool e Nova York, as cidades onde o ícone pop John Lennon nasceu e morreu lembram na quinta-feira com música e flores os 25 anos do seu assassinato. Perto do local do crime, em Nova York, haverá uma vigília com velas.

348 acessosPaul McCartney: tocando Beatles com Bruce Springsteen por duas vezes5000 acessosLinkin Park: Chester Bennington abre o jogo sobre seu vício

Em uma cerimônia no centro de Liverpool, norte da Inglaterra, fãs e autoridades inauguram um memorial sob uma estátua do lendário Beatle, morto a tiros em Nova York por um fã diante da sua mulher, Yoko Ono.

Ainda na quinta-feira, a cidade inglesa realiza um culto em homenagem ao homem que criou algumas das canções mais conhecidas do pop e que é considerado um dos compositores mais influentes de todos os tempos.

Em Nova York, centenas de pessoas devem se reunir na parte do Central Park conhecida como Strawberry Fields e acenderão velas às 22h50 (1h50 de sexta em Brasília), o horário em que Lennon foi baleado.

Os amigos de Liverpool lembraram de Lennon com carinho, mas também sentem que ele se distanciou depois de conhecer Yoko, a mulher a quem muitos fãs atribuem o fim dos Beatles, em 1970.

"Não dava para se aproximar de John no final e, olhando para trás, foi do momento em que ele conheceu Yoko Ono", disse o amigo e também músico Billy Kinsley, que conheceu Lennon e Paul McCartney na década de 1960.

"Foi triste. Ele era meu herói quando eu era um garoto de 15 anos, e ele era sempre acessível, sempre dizia oi e batia um papinho. Mas depois que conheceu Yoko, sumiu de vista completamente."

Sua avaliação de Lennon e dos Beatles como músicos, porém, nunca mudou. "Realmente me impressionou muito ver os Beatles naquela primeira noite no Cavern, porque simplesmente mudou a minha perspectiva", disse ele à Reuters em um estúdio de gravação improvisado em seu jardim, mencionando uma noite de 1962.

"Pensei: "Meu Deus, acabo de ver a melhor coisa que poderia ver", e desde então foi ladeira abaixo, porque nunca vi nada tão bom quanto os Beatles."

DEVOÇÃO
Durante a homenagem em Liverpool, Kinsley cantará Beautiful Boy, que Lennon dedicou a seu segundo filho, Sean, no disco Double Fantasy.

Em Nova York, Ayrton dos Santos estará no mosaico Imagine, batizado em alusão a uma das músicas mais conhecidas de Lennon, para repetir o ritual que realiza quase diariamente há 13 anos, usando pétalas, maçãs e bagels para formar o símbolo da paz.

"Isso tudo tem a ver com paz, amor e felicidade. É para o irmão John", disse Santos, 41. "Quando você vem aqui sente o espírito dele. O espírito dele está vivo demais aqui."

Mas o homem que deu tanto prazer a uma geração com músicas inesquecíveis, como Strawberry Fields Forever, Give Peace a Chance e Imagine, ainda causa dor aos que o amavam.

Sua primeira mulher, Cynthia, e o filho mais velho, Julian, recentemente disseram que se sentiram rejeitados quando Lennon os trocou por Yoko.

Cynthia disse à Reuters neste ano que ela e Julian foram "apagados" da história dos Beatles e que Yoko deixou claro que não a queria em Nova York depois da morte de Lennon.

Em nota publicada em seu site, Julian acrescentou: "Sempre tive sentimentos muito ambíguos sobre papai. Ele foi o pai que eu amei, (mas) que me decepcionou em muitos aspectos. É doloroso pensar que sua morte prematura me roubou a chance de nos conhecermos melhor."

O assessor de imprensa de Yoko, Elliot Mintz, disse ter recebido mais de 500 pedidos de entrevistas com a viúva japonesa de Lennon. Todas negadas. "É doloroso demais para ela comentar", afirmou.

Reuters

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Lars Ulrich no U2Lars Ulrich no U2
Ele perdeu para Paul McCartney a chance de tocar bateria

348 acessosPaul McCartney: tocando Beatles com Bruce Springsteen por duas vezes2276 acessosE se for verdade?: Famosos que morreram e foram substituídos1417 acessosShows: em vídeo, Top 11 Músicas Viscerais de Encerramento0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Beatles"

The BeatlesThe Beatles
27 músicas em 3 minutos

RockRock
Alguns dos discos mais raros (e caros) do mundo

RockstarsRockstars
Quanto a carreira do pai pode influenciar a do filho?

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Beatles"

Linkin ParkLinkin Park
Chester Bennington abre o jogo sobre o seu vício

Black SabbathBlack Sabbath
"Iron Man" em inusitado baixo artesanal

MotorheadMotorhead
Destaques do funeral de Lemmy Kilmister

5000 acessosEm 16/08/1977: Morre Elvis Presley5000 acessosLed Zeppelin: "Stairway To Heaven" vale mais de US$500 milhões?5000 acessosNirvana: Polícia de Seattle libera novas fotos do corpo de Cobain5000 acessosHeavy Metal para crianças: os 10 melhores covers mirins5000 acessosIron Maiden: Quais os melhores álbuns de estúdio da banda?5000 acessosMachine Head: teria o A7X plagiado a imagem usada no palco?

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online